27 de setembro de 2012

Resenha: Cinquenta Tons Mais Escuros - E. L. James, Editora Intrínseca

Informações do livro:
Título: Cinquenta Tons Mais Escuros
Título original: Fifty Shades Darker (Fifty Shades #2)
Autor: E.L. James
Editora: Intrínseca
Páginas: 512

Sinopse: Assustada com os segredos obscuros do belo e atormentado Christian Grey, Ana Steele põe um ponto final em seu relacionamento com o jovem empresário e concentra-se em sua nova carreira, numa editora de livros. Mas o desejo por Grey domina cada pensamento de Ana e, quando ele propõe um novo acordo, ela não consegue resistir. Em pouco tempo, Ana descobre mais sobre o angustiante passado de seu amargurado e dominador parceiro do que jamais imaginou ser possível. Enquanto Christian tenta se livrar de seus demônios interiores, Ana se vê diante da decisão mais importante da sua vida.



Leia também:
Cinquenta Tons de Cinza - E. L. James (Editora Intrínseca)




Resenha: Bom, preciso inevitavelmente avisar à você que ainda não leu Cinquenta Tons de Cinza, para que não leia essa resenha. Pode apresentar alguns spoilers, devido ao fato de ser é a continuação da história do casal do livro I, e, portanto a minha dica é que você se delicie primeiro com a narração da primeira obra. Mas vamos ao que interessa...

Cinquenta tons mais escuros conseguiu me envolver mais uma vez com sua história emocionante e totalmente romântica. Sim! Romântica e viciante. A história se inicia exatamente de onde acabou Cinquenta tons de Cinza – ou melhor, três dias depois do término avassalador do romance entre Anastasia Steele e Christian Grey. 

Ele está desolado e claro que faz de tudo para que tenha uma segunda chance.  Ana, a moça que antes era mais reservada e tímida, acabou se revelando uma pessoa determinada, sagaz e mais confiante em relação a si mesma e ao seu relacionamento. 

Do outro lado, Christian está tentando se abrir mais e revelar a pessoa que ele realmente é, e o mais importante, está aos poucos, conseguindo combater seus maiores medos. Diante do envolvimento do casal, os dois estão, juntos, se conhecendo melhor e aprendendo a conviver um com o outro, a ter confiança. Estão tentando...estão aprendendo a amar de verdade.

Tenho que destacar que é aparente o quanto a escrita da autora melhorou diante desse segundo volume. As cenas estão muito mais bem descritas e a história em si, acrescenta um tom maior de emoção e cumplicidade. 

Não é mais apenas a trama que envolve cenas picantes e diferentes, abordando um tema pouco explorado e envolvendo o sadomasoquismo e outros quesitos. É a historia do casal, não é um nem o outro: são os dois, é o conjunto e o conhecimento do que ambos formam juntos.

Embora ainda apresente muitas e muitas cenas picantes e descritivas, a trama também se divide entre alguns atritos que o casal teve que passar, incluindo uma ex submissa de Christian entrando em cena, e Elena Lincoln – mais conhecida como Mrs. Robinson – deixa transparecer seus sentimentos e a revelar suas verdadeiras intenções, e por fim, o novo chefe de Ana, com seu jeito sem noção e atrevido, parece que vai dar muito trabalho. Sem contar é claro, com a já conhecida insegurança e os ataques de ciúme de Ana, e os ciúmes e jeito possessivo e protetor de um Christian perturbado e bipolar.

E o que falar do Sr. Grey e do novo homem que ele está se tornando? A possessão e todo aquele seu jeito mandão e dominador, ainda fazem parte de sua personalidade, porém ele está cada vez mais aberto para o mundo, mais doce..transbordando amor, o que, claro, é uma surpresa para todos ao seu redor. Christian não cansa de dizer e de deixar claro que agora o seu maior medo é que Ana o abandone.


“- O que eu preciso fazer para você entender que não vou fugir? O que você quer que eu diga?
Ele me encara, demonstrando seu medo e sua angústia novamente. E inspira.
-Tem uma coisa que você pode fazer.
- O quê? – rebato.
- Casar-se comigo – sussurra.” Pg. 304


A presença constante do subconsciente de nossa personagem continua dando o toque de divertimento e descontração. Sem falar que eu adoro a troca de emails entre o casal, revelando um ar de afeto e muita diversão. 

Do final, só tenho a dizer que foi esperado e quanto ao último trecho transcrito (quem leu vai saber do que estou falando) deixou um caminho aberto para uma grande dor de cabeça no terceiro volume. Um inimigo foi feito diante dessa caminhada, e está em busca de vingança.

Enfim, mais uma vez quero dizer o quanto gostei dessa narrativa e a recomendo à todos que gostaram do primeiro volume e desejam se deliciar com essa intensa continuação. Que venha Cinquenta Tons de Liberdade...


Classificação SEL: 5/5


5 comentários:

  1. ah eu amei sua resenha, eu to louca pra ler, porém ainda não terminei o primeiro sabe.

    ResponderExcluir
  2. Comei a ler, o difícil é parar...Mas pelo que li até agora, ele me parece mesmo um romance picante!

    ResponderExcluir
  3. Oi Fê! Ainda tô lendo o primeiro, hehe. Mas como ganhei o segundo, vou ler, independente do que estou achando do primeiro livro.
    É um pouco forte pra mim sabe..
    Beijos,
    http://alanahomrich.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Nossas que legal fico feliz em ler uma resenha positiva desse livro. Cada dia estou mais curiosa!!!!

    ResponderExcluir
  5. olá, resenha otima.. eu ainda tenho duvidas sobre ler esse livro, com toda certeza um dia eu leio mais só Deus sabe quando.. bjuus
    osuficientee.blogspot.com

    ResponderExcluir

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo