13 de outubro de 2012

Resenha: As Flores do Ruanda - Adelson Correia da Costa, LP-Books

Informações do livro:
Título: As Flores do Ruanda
Autor: Adelson Correia da Costa
Editora: LP-Books
Páginas: 420



Sinopse: De 06 de abril a 10 de julho de 1994 ocorreu em um pequeno país centro-africano chamado Ruanda uma matança indiscriminada de milhares de indivíduos da etnia tutsi perpetrada pelos hutus com os quais convivem. As Flores do Ruanda é um romance que relata a épica jornada de um ano de duração de uma médica americana, Dra. Isabelle, inserida em um contexto hostil de guerra civil a serviço da Cruz Vermelha Internacional. O seu contato com os pigmeus africanos denominados twas nos apresenta este povo sofrido que, sem ao menos perceber as razões da matança generalizada, foi impiedosamente chacinado. Expulsos do Ruanda pelos hutus, os tutsis se organizam no exílio do Uganda e fundam a Frente Patriótica Ruandesa, grupo guerrilheiro armado que invade o país a partir do Norte, em busca da retomada do poder político central. Este esforço demanda intensas contendas e batalhas sangrentas, motivando a retaliação hutu por meio do genocídio ruandês, que visou o extermínio da etnia opositora.



Resenha: As Flores de Ruanda é um livro muito intenso, repleto de curiosidades e culturas, diante de uma leitura super agradável. O mais interessante é o que a trama nos apresenta fatos verídicos e marcantes de nossa história. 

O livro gira em torno da guerra civil e o genocídio que aconteceram em Ruanda, pequeno país centro africano, e nos passa tanta informações que até fica difícil faz uma resenha digna dessa trama emocionante. Esta história é fictícia apesar de manter um paralelo cronológico e factual com a realidade.

Em meio ao caos, conseguimos perceber a indignação dos personagens diante da situação em que se encontram e de todos os momentos trágicos que precisam passar. A protagonista se chama Dra. Isabela, uma moça formada em medicina, de 25 anos, determinada e filha de um importante senador dos Estados Unidos. 

A moça irá se tornar meio que uma heroína para alguns e odiada por outros. A médica foi inserida neste contexto hostil de guerra civil a serviço da Cruz Vermelha Internacional. O seu contato com os Twas, nos mostra o quanto este povo sofreu e foi impiedosamente chacinado, sem nem perceber as razões para a violência generalizada.

Na época de 1990 à 1994, Ruanda sofre uma guerra entre duas etnias: os hutus e os tutsis. Outro povo que também entra na trama são os pigmeus, conhecidos como Twas. Hutus iniciaram uma campanha de extermínio contra a minoria, Tutsi. 

Muitas pessoas foram assassinadas e centenas de milhares de mulheres, violentamente estupradas. A narrativa nos deixa tão envolvida que mesmo ainda lendo o livro, fui pesquisar mais sobre o tema, querendo saber mais sobre a história e tudo o que ocorreu.

No meio do caminho aparecem vários personagens, e particularmente amei alguns e odiei muito outros. É um misto de sentimentos, sensação de injustiças e descrenças com o povo. E no final, só consegui me emocionar muito, diante de tantas consequências e adversidades.


“Viver é esbarrar contra o futuro. Ou vamos ao encontro dele ou ele retorna para nos buscar.” Pg.68


Classificação SEL: 4/5


12 comentários:

  1. Oii, eu não conhecia esse livro, mas parece ser bem interessante, eu também gosto de livros a respeito de história. Muito bom. Beijos, Máh.

    ResponderExcluir
  2. Não conhecia esse livro e pela sua resenha achei ele bem intenso e forte. Não gosto muito de ler sobre guerras mas te admiro por ser tão eclética e crítica, parabéns viu!!

    ResponderExcluir
  3. Ótima resenha, espero que o blog cresça rápido!

    ResponderExcluir
  4. Obrigado pela resenha, Fernanda. Espero podermos constituir outras parcerias no futuro. Parabéns pelo lindo blog. Fique com Deus.

    ResponderExcluir
  5. Ainda não conhecia o autor e nem o livro, mas já vai para a minha lista super grande. hehehe

    Parabéns, pela resenha Flor!

    http://fernandabizerra.blogspot.com.br/

    E desde já peço um favor entra neste link e vota no blog Amor Literário, para que eu ganhe um livro, seu voto é super importante. Sem contar que me fara muito feliz.

    o link para votação é : http://www.janainarico.com.br/site2/index.php?option=com_wrapper&view=wrapper&Itemid=13&idadt=q1w2e3

    Beijokas!

    ResponderExcluir
  6. Não conhecia nem o autor nem o livro, mas pareceu muito interessante. Amei a sua resenha. O livro parece ser bem forte.

    ResponderExcluir
  7. Já li cosias com relação ao tema do livro, é um assunto que é ótimo. Quero ler!

    ResponderExcluir
  8. Chama mais a minha intenção por ser baseado em fatos reais. Quem sabe eu não leia..

    ResponderExcluir
  9. eu não conhecia esse livro e ao ler o título me lembrei de uma amigo que tenho (e não recebo notícias há muito tempo) e que mora em Ruanda. Espero que ele não tenha ficado lá no meio dessa disputa. Mas, falando da sua resenha, está maravilhosa e eu quero muito ler esse livro.

    ResponderExcluir
  10. Gosto demais de livros que tenham uma carga histórica grande e que de alguma forma nos proporcione crescimento. Tanto cultural quanto pessoal e este me parece ser o caso.
    Um beijo ;*

    ResponderExcluir
  11. Adorei a resenha, o livro parece muito interessante. Adoro livros que misturam realidade com ficção.

    ResponderExcluir
  12. Eu não conhecia esse livro, e achei a história bem forte.
    Fiquei curiosa para lê-lo.

    Beijos

    ResponderExcluir

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo