25 de outubro de 2012

Resenha: Morte na Flip - Paulo Levy, Editora Bússola

Informações do livro:
Título: Morte na Flip
Autor: Paulo Levy
Editora: Bússola
Páginas: 272
SKOOB 



Sinopse: Embalado por sua amizade colorida com Dulce Neves, por doses de sua cachaça favorita, por seu empenho como pai à distância e por seu mingau de farinha láctea, o delegado Joaquim Dornelas mais uma vez usa de aguçada intuição e incrível faro policial para desvendar mais um complicado crime.




Resenha: Morte na Flip é um livro intenso e cheio de reviravoltas. Na verdade, é o tipo de livro que te deixa apreensivo desde o começo. Eu gosto bastante de gêneros policiais e essa trama me chamou bastante atenção justamente pela narração clara e detalhada.  A história gira em torno do personagem Joaquim Dornelas, e suas buscas incessantes por respostas para crimes mal resolvidos.

Antes de iniciar o evento da Feira Literária Internacional de Palmyra – FLIP, o delegado está voltando para casa, mas tem a sensação de que está acontecendo algo errado. Por esse motivo, ele fez com que um de seus investigadores ficasses espertos, pois algo poderia estar acontecendo.

Joaquim consegue perceber as coisas mais banais diante das situações mais difíceis e é essa qualidade que o torna a pessoa inteligente e audacioso. É uma pessoa que gosta de fazer o seu trabalho e faz de tudo para que nenhum detalhe escape de seus olhos.

O delegado soube um pouco depois que não estava errado sobre seus pensamentos. Seus sentidos estavam certos novamente e algo realmente aconteceu naquela noite. Dois corpos foram encontrados e a partir desse momento a investigação se inicia, e nenhum detalhe escapa de suas mãos. 

E depois de alguns indícios finalmente serem revelados ficou certo que o ocorrido tinha relações com a Flip, e que uma autora conhecida no evento, estava – pelo que parecia – desaparecida. Fora a história, que é sensacional, a narração também apresenta muito mistério, complicações, e claro, romance.


“- É um pouco tarde para isso.
- Nunca é tarde se amamos um ao outro.” Pg.205.


Paulo Levy conseguiu nos transportar ao mundo policial com uma narração repleta de informações e anseios para o seu desfecho. O que achamos que pode não ter conexão com os crimes, em seguida se entrelaçam quando menos esperamos, fazendo com que a leitura fluísse sem ao menos percebermos. 

Além de que fora o lado dos crimes, somos apresentados as várias interfaces de cada personagens, e podemos conhecer seus dramas, pensamentos e complicações em geral – tão comuns na vida de qualquer pessoa, e isso torna a história mais real do que já parece ser, devido as suas descrições e experiências citadas. 

O final nos deixa sem palavras, pois imaginei que fosse uma pessoa, mas estava totalmente enganada. Mais um livro nacional que li esse ano, e que fez com que a minha leitura valesse a pena cada segundo. Quero agradecer imensamente ao autor e a Editora Bússola pela disponibilidade de leitura e conhecimento.


Classificação SEL: 4/5


11 comentários:

  1. Adoro livros policiais! É um dos gêneros que li desde sempre, e sou apaixonada por Agatha Christie, por exemplo.
    Pela sua resenha acredito que esse livro também seja muito bom. Vai entrar pra minha listinha, hehe.
    Beijos,
    alanahomrich.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi!

    Já estou seguindo o blog, ficaria feliz se você seguisse o meu!

    Olha! Esse livro aparenta ser bem legal e é de uma temática que me atrai bastante! Gosto muito do tema e vejo que você também gostou!

    Parabéns pela resenha!
    Beijos :*
    Natalia.
    http://musicaselivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Parece ser bem interessante, parabéns pela ótima resenha, bjos querida!!!

    ResponderExcluir
  4. Policial não é beeeeem o meu gênero favorito, mas gostei do enredo. Qualquer dia leio!

    ResponderExcluir
  5. Adoro livros nesse estilo, ja quero ler!

    ResponderExcluir
  6. Desde que não tenha muuitos detalhes, eu consigo ler de boa

    ResponderExcluir
  7. O livro parece-me ser muito bom. Sua resenha está ótima. Parabéns.

    ResponderExcluir
  8. Parece um livro muito bom, fiquei querendo ler :)
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Parece muito bom. Entrando p/ a lista dos livros policiais que quero ler. Adoro o gênero.

    ResponderExcluir
  10. Gosto muito de livros policiais e sem dúvida Morte na flip está na minha lista de desejados!! :D

    ResponderExcluir
  11. Tramas policiais são na maioria das vezes, envolventes. Se não o são, então não cumpriram seu objetivo. Mas essa me parece ser bastante envolvente e surpreendente, e por isso, muito boa.

    ResponderExcluir

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo