26 de novembro de 2012

Resenha: O dia seguinte - Luis Eduardo Matta, Escrita Fina Edições

Informações do livro:
Título: O dia seguinte
Autor: Luis Eduardo Matta
Editora: Escrita Fina Edições
Páginas: 252
SKOOB 



Sinopse: Farid Wassouf, um brasileiro de origem síria e Yaakov Zilberman, um judeu norte-americano, são grandes amigos há muitos anos, além de sócios em uma empresa de comércio entre Brasil e Estados Unidos. A suspeita da existência de um esquema de fraude na firma faz com que Farid viaje a Nova York, onde deverá se reunir com o detetive contratado para investigar o caso. No dia do encontro, porém, o detetive é assassinado e Farid desaparece, sem deixar rastro. Semanas mais tarde, sua mulher, acompanhada do filho Antônio, de 14 anos, chega à cidade para tratar do assunto com Yaakov. Os dois estão reunidos no World Trade Center, onde fica a sede da companhia, quando o complexo é atacado na manhã de 11 de setembro de 2001 e morrem no colapso das torres. Antônio é acolhido na casa da viúva de Yaakov, cujo filho, Michael, tem a sua idade. Com a mãe morta, Antônio precisa localizar o pai desaparecido e Michael se oferece para ajudá-lo. No dia 12 de setembro, numa Nova York apavorada e em estado de choque, os dois saem em busca de Farid e acabam se envolvendo numa sequência imprevisível de perigos e fortes emoções, que trará as respostas para todos os mistérios. Em O DIA SEGUINTE, Luis Eduardo Matta recria o horror dos ataques de 11 de setembro de 2001 para contar uma história tensa e, ao mesmo tempo, comovente de suspense e aventura, que celebra a amizade entre árabes e judeus.





Resenha: Já havia lido um livro do mesmo autor (Leia a resenha de O Véu aqui) e adorei o jeito como ele narra a história. Por esse motivo, assim que recebi O Dia Seguinte, da Escrita Fina, fiquei muito ansiosa para começar a minha leitura. Sem falar, que a capa me chamou muito a atenção, talvez pelo por do sol atrás do titulo o estar representando. Acho que só na capa já podemos refletir acerca de uma mensagem: sempre haverá um novo dia, independente dos problemas que temos e de tudo que passamos, precisamos continuar.

A história é ambientada no trágico ataque ocorrido no dia 11 de setembro referente aos atentados ao World Trade Center, e nos remete a uma trama infanto-juvenil eletrizante e intensa.


Antônio é um menino de 14 anos, que juntamente com sua mãe, foi para Nova York tentar encontrar seu pai, que se via desaparecido a mais ou menos um mês. Porém depois desse trágico ataque, ele também está sem a mãe, e agora conta com a amizade e apoio de pessoas que também tem esse sofrimento de perda e angustia. Antônio vai viver na casa de Raquel Zilberman, e é lá que conhece seu filho, Michael. 

No começo ele estava um tanto quanto revoltado, o que era bem compreensível, pois ele tinha acabado de perder o pai – Yaakov Zilberman – e tudo o que vê é uma pessoa estranha que apareceu em sua casa. Graças a amizade dos pais de ambos, Antônio foi muito bem acolhido naquela casa. E qurrebdi iy não, Antônio e Michael se viram ligados as circunstancias de perdas.

Antônio ainda tinha muitas esperanças de encontrar o pai – Farid Wassouf – e já estava em busca de pistas, e em um momento de apoio e orientação, ele ganhou um aliado – Michael - que estaria disposto a ajudá-lo em sua jornada. 

O mais incrível é que a trama se passa basicamente em um dia, o que nos faz pensar em como os acontecimentos seguem diante de tragédias e afins. A vida simplesmente segue em frente, só precisamos decidir como podemos fazer isso.


“A busca por Farid Wassouf, no fim das contas, serviria também para mantê-los ocupados e impedi-los de chorar a tragédia daquele 11 de setembro todo o tempo. Era um bem que o pai de Antônio, indiretamente, parecia estar proporcionando aos dois garotos.” Pg.48


Achei a trajetória e o desfecho do livro, sensacionais. É uma trama que te prende do inicio ao fim, com uma leitura extremamente ágil e de fácil entendimento. Com cenas de perigo e mistérios, o autor consegue nos envolver inteiramente, diante de um thriller emocionante e inusitado.


Classificação SEL: 4/5


6 comentários:

  1. Olá. Eu vim ler a resenha pra ver se tinha alguma coisa a ver com um filme, com o mesmo título, do início dos anos 80, que falava sobre as consequências de uma gerra nuclear entre Estados Unidos e União Soviética. Mesmo não tendo nenhuma relação, fiquei muito interessada no livro.

    ResponderExcluir
  2. Estou louca pra ler esse livro... Adorei sua resenha... Beijos

    ResponderExcluir
  3. adorei essa resenha vou ja anotar bezosssssssssssssssssssss

    ResponderExcluir
  4. Não conhecia o livro, parece muito bom.

    Estou pensando aqui, será que ele encontra o pai?
    Muito legal tudo passar em um dia ^^

    ResponderExcluir
  5. Oi gatinhaa ;) obrigada pelo convite e vim seguir seu lindo blog


    nao conhecia nem o livro, nem o autor

    bem legal ;)

    ResponderExcluir
  6. Realmente, a capa é interessante mas a história não me chamou a atenção. Só gostei por se misturar com o 11 de setembro, mas enfim...

    ResponderExcluir

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo