11 de dezembro de 2012

[Divulgação] A Batalha pela Alma dos Beatles - Editora Nossa Cultura


“A Batalha pela Alma dos Beatles” conta a história da separação do quarteto de Liverpool e os dramas humanos do império criativo e financeiro que sobreviveu ao fim da banda
Nossa Cultura lança no Brasil o livro do jornalista inglês Peter Doggett que percorre e documenta as trajetórias dos ”príncipes da cultura pop” dos anos 60, de seu auge em 1967 aos desdobramentos nos 40 anos seguintes.

Dezembro de 2012 – A música e o carisma dos Beatles embalaram os anos 60 e os ideais de liberdade, amor e união que marcaram o período. O quarteto de Liverpool conquistou legiões de fãs em todo o mundo e uma enorme popularidade. Quando Paul McCartney anunciou em 1970 que não planejava mais trabalhar com os Beatles, a notícia do encerramento da carreira do grupo foi recebida como um sinal do fim de uma era de otimismo sem precedentes na história da cultura popular. As músicas e o mito dos Beatles sobreviveram à separação da banda, assim como a discussão sobre as razões que levaram a este desfecho. Quarenta anos depois, Peter Doggett, jornalista, escritor e fã dos Beatles, conta a história no livro “A Batalha pela Alma dos Beatles”, que está sendo lançado no Brasil pela Editora Nossa Cultura.


“A Batalha pela Alma dos Beatles” percorre a história pessoal e corporativa dos Beatles, desde o seu auge em 1967, passando pelo implacável declínio dos meses finais, até os infindáveis desdobramentos posteriores. Por quase quatro décadas, os quatro integrantes, suas famílias e parceiros de negócios foram forçados a viver em meio às reverberações daquele sucesso incrível.
“As estranhas consequências desse destino – estar divididos mas ainda combinados, separados e no entanto juntos – são o assunto deste livro”, explica o autor, em sua introdução. “Sobreviver e, às vezes, prosperar no olho de um furacão jurídico, financeiro e emocional talvez esteja entre suas maiores e menos valorizadas façanhas. Passando por tudo, juntos e isolados, em confronto e em harmonia, os Beatles de algum modo conseguiram criar e preservar uma música tão duradoura quanto seu mito, condensando perfeitamente seu próprio tempo e enriquecendo todos os tempos a seguir”, afirma Doggett.
O livro revela e documenta as rivalidades pessoais e profissionais que dominaram as vidas dos Beatles desde 1969: as shakespearianas batalhas das famílias de Lennon e McCartney, os conflitos existenciais de George Harrison, dividido entre espiritualidade e fama, os esforços de Richard Starkey (Ringo Starr) contra o alcoolismo, as relações mutáveis entre os quatro, ao lutarem para afirmar suas identidades fora dos Beatles, e a transformação da empresa multimidiática, a Apple Corps, criada para salvaguardar seus interesses, mas que acabou por controlar suas vidas.
Ao escrever o livro, Doggett diz ter preferido confiar nos relatos da época, em vez de em bem ensaiadas anedotas sobre o passado distante, e ter tido a sorte de encontrar e conhecer muitas pessoas-chave da história, numa variedade de locais e circunstâncias.
“Embora este livro tenha sido fruto de uma ostensiva pesquisa ao longo de um ano intenso, apoia-se em meus quarenta anos de fã e colecionador, e trinta de escritor profissional e autor. Durante essas três décadas, eu vi três dos Beatles tocarem em locais grandes e pequenos; pude fruir um breve encontro com George Harrison; e me contive para não infligir uma conversa banal a Paul McCartney, não querendo perturbá-lo. As vozes de todos os quatro Beatles estão fortemente representadas neste livro: sua narrativa é, em parte, uma crônica de como eles reagiram pública e privadamente aos eventos que temperaram suas vidas”, explica Doggett.


Publicado originalmente em inglês em 2010 com o título “You Never Give Me Your Money”, o livro de Doggett foi muito elogiado pela crítica internacional. Segundo a revista Rolling Stone, o autor expõe neste livro “o divórcio mais agonizante da história do rock. Rigorosamente documentado, ‘A Batalha pela Alma dos Beatles’ é uma nota final sombria e, ao mesmo tempo, fascinante sobre a maior banda de rock de todos os tempos”.


Sobre o autor:


Peter Doggett escreve sobre música pop, indústria do entretenimento e história social e cultural, desde 1980. Jornalista e colaborador dos periódicos ingleses Mojo, Q, e GQ, é autor de: The Art and Music of John Lennon; o volume sobre Let It Be e Abbey Road, na série que detalha a criação dos álbuns dos Beatles; o estudo pioneiro das interseções entre rock e música country, Are You Ready for The Country?, entre outras obras. Mais recentemente, publicou uma enciclopédia da contracultura e seus protagonistas nos anos de 1960: There’s a Riot Going On.


Sobre a Editora Nossa Cultura – Com sede em Curitiba (PR), foi fundada em 2005, inicialmente com foco no – à época - pouco explorado mercado de audiolivros. Em 2010, já com expertise nesse setor e com um expressivo catálogo de audiolivros, a Nossa Cultura expandiu sua atuação e passou a lançar também livros em formato papel. Atualmente, o portfólio é composto por 69 audiolivros e 31 obras em papel, a maioria best sellers mundiais. Entre os audiolivros destacam-se “Engolido pelas Labaredas”, do cronista americano David Sedaris, que no Brasil foi narrado por Marcelo Tas, “Água para Elefantes” de Sara Gruen, que já havia sido publicado em 44 idiomas, Laowai, escrito e narrado pela jornalista da TV Globo, Sônia Bridi, e cinco títulos do renomado autor Dale Carnegie. Na linha de livros em papel estão obras como a autobiografia de Nelson Mandela, “Longa Caminhada até a Liberdade”, “Quem Escreveu Shakespeare?”, de James Shapiro, lançado na FLIP 2012, “MOJO!, de Marshall Goldsmith – autoridade mundial em liderança, a coleção “As Rosas Inglesas”, da cantora pop Madonna, “Menonita de Vestidinho Preto”, de Rhoda Janzen, que ficou dois meses entre os mais vendidos do New York Times, e quatro títulos de Neale Donald Walsch, entre eles “ Comunhão com Deus”, que ficou entre os mais vendidos nos Estados Unidos durante dois anos e meio e foi traduzido para 34 línguas. Além de obras próprias, o catálogo online da Nossa Cultura inclui livros e audiolivros publicados por terceiros / parceiros, somando 400 títulos que podem ser conhecidos e adquiridos no sitewww.nossacultura.com.br.

Siga a Editora Nossa Cultura em:


Um comentário:

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo