6 de dezembro de 2012

Resenha: Mafiosos de que cor vocês são? - Moysés Paciornik, Editora Juruá

Informações do livro:
Título: Mafiosos de que cor vocês são?
Autor: Moysés Paciornik
Editora: Juruá
Páginas: 216
SKOOB 



Sinopse: Este é o sétimo da série Ciências Médicas. Começou com Erros Médicos. Em defesa de uma classe, diretamente atacada, tentando fazer compreender o que de injusto se lança contra ela. Conta histórias do dia-a-dia de um consultório de ginecologia e obstetrícia. São jovens com seus problemas, pais, mães na luta familiar, variáveis de época para época, no fundo, iguais, em todos os tempos exacerbados com a liberação sexual que cresce sem limites.


Resenha: Este livro me chamou a atenção por tratar de um assunto bem forte e ao mesmo tempo diferente das últimas leituras que venho lendo. A trama se gira em torno da rotina de médicos e todos os problemas que passam em sua profissão.


“Capa de livo. Cores berrantes. Fachada de Pronto Socorro. Auxiliado por enfermeiras, o médico ajoelhado, atende acidentalmente deitado na maca, depositado no chão.
Da ferida aberta, pingam gotas de sangue que, em letras rubras desenham o título do livro: Mafiosos de branco. Autor, de nome estrangeiro. Russo? Polaco? Desânimo me invade, cansaço imenso toma conta de mim. E os homens da fila de ônibus, amostra de nossa sociedade, homens e mulheres como vocês, gente que, consciente, fria e deliberadamente, teriam cometido o terrível crime da omissão de socorro. Mafiosos, de que cor eles são? ”Pg. 18


O livro aborda várias passagens onde é possível perceber detalhadamente como tudo se desenrola diante de um assunto perigoso ou até meio tabu. Cada problema vivido no dia-a-dia de pessoas diferentes, vivenciando casos variados e complicados. 

São casos como problemas dentro dos hospitais, questões acerca da sexualidade, erros médicos e outros problemas ou dúvidas que as pessoas têm ao procurar um especialista em ginecologia e obstetrícia.

O livro narra as diversas situações com uma escrita leve e verídica, fazendo com que paremos para pensar reflexivamente diante de cada assunto. Porém, um ponto negativo que cito aqui, é que em algumas partes do texto, a narrativa pôde ter ficado um pouco confusa e até cansativa. Por outro lado, em cada capítulo podemos visualizar um tema diferente mas interligado com a medicina, de acordo com tratamentos, diagnósticos e afins.

Acredito que o autor conseguiu explorar toda a complexidade dessa relação entre médicos e pacientes, apresentando os vários lados de cada caso, citando, de acordo com os relatos, as interações, conseqüências e outros. Além de que, esse volume descreve as situações de uma maneira vívida.

“Viu, doutora? Há mais de um jeito de acertar.
– De errar também.
- O importante é o médico ver, enxergar, saber interpretar. Preste atenção. Acompanhe o atendimento.” Pg.146


Classificação SEL: 3/5


2 comentários:

  1. Não conhecia esse livro, parece interessante.
    Valeu pela dica!!!!!!

    ResponderExcluir
  2. Nunca vi um livro com um assunto assim... gostei dele :)

    ResponderExcluir

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo