27 de março de 2013

Resenha: Proteja-me - Juliette Fay, Editora Novo Conceito

Informações do livro:
Título: Proteja-me
Título original: Shelter Me
Autor: Juliette Fay
Editora: Novo Conceito
Páginas: 336
SKOOB | GOODREADS 



Sinopse: Quatro meses após a morte do marido, Janie La Marche continua tomada pela dor e pela raiva. Seu luto é interrompido, no entanto, pela chegada inesperada de um construtor com um contrato em mãos para a obra de uma varanda em sua casa. Surpresa, Janie descobre que a varanda era para ser um presente de seu marido — tornando-se, agora, seu último agrado para ela. Conforme Janie permite, relutantemente, que a construção comece, ela se apega aos assuntos paralelos à sua tristeza: cuidando de seus dois filhos de forma violentamente protetora, ignorando amigos e família e se afundando em um sentimento de ira do qual não consegue se livrar. Mesmo assim, o isolamento autoimposto de Janie é quebrado por um grupo de intervenções inconvenientes: sua tia faladeira e possessiva, sua vizinha mandona, seu primo fofinho e até Tug, o empreiteiro. Quando a varanda vai tomando forma, Janie descobre que o território desconhecido do futuro fica melhor com a ajuda dos outros. Até daqueles com os quais menos esperamos contar.



Resenha Sabe aquele livro que possui uma história simples porém envolvente demais? “Proteja-me” é este tipo de livro, que nos apresenta um enredo comum com toques sutis de amizade, reflexões diante de perdas, conflitos e outros dramas familiares. É um livro que me tocou muito e acredito que nos traz uma enorme mensagem sobre como podemos e devemos superar nossas dificuldades, medos e perdas. 

Não é só uma história de superação, mas de conhecimentos e conquistas diante da própria vida. A autora conseguiu elaborar personagens completos e intensos, e que nos fazem sofrer junto com suas angústias e se alegrias com suas conquistas. É nesse meio que conhecemos Janie La Marche, uma moça que perdeu o marido Robby recentemente em um acidente e vem sofrendo muito com essa perda. 

Ela não consegue se conformar e a cada dia que passa fica pior. A única coisa que a motiva a continuar, são os filhos Dylan de 4 anos  e Carly com poucos meses. Logo no inicio da trama percebemos por meio de sua narrativa, o quanto ela se encontra sem esperança e desiludida. Juliette Fay conseguiu fazer um relato bem elaborado sobre o luto e seus sentimentos. E da maneira como ela se expressou, a narrativa se tornou mais forte e emocionante. Em nenhum momento a história se tornou cansativa ou entediante, pelo contrário, a cada página lida, o leitor consegue se fascinar e perceber novas lições.


“De vez em quando, por apenas um segundo, tudo está bem.” Pg.99


O caso é que Janie não está sozinha nesse drama. Ela tem sua família e muitas outras pessoas que estão ao seu lado para o que ela precisar. Só que ela não consegue enxergar esse fato e se vê cada vez mais perdida e desiludida. Vai ser um longo caminho até ela perceber que têm muitas pessoas a disposição para o que ela precisar. 

Claro que é uma situação muito difícil e leva tempo até a pessoa se acostumar com tudo que aconteceu e mais ainda, a dor nunca vai passar , mas pode amenizar com o tempo e com a ajuda de todos ao redor. Janie está ferida e não é de um dia para o outro que ela vai melhorar, e ela não consegue deixar de demonstrar o que sente, e claro que isso não afeta somente ela, mas todos que convivem perto.

 Antes de Robby morrer, ele contratou os serviços de um empreiteiro, para fazer uma varanda na frente de sua casa. É ai que Tug Malinowski,entra na história e aos poucos vai conquistando seu espaço. Mesmo ele sendo um tanto quanto intrometido, Tug acaba se revelando alguém especial e que vai despertar emoções fortes e fazer com que Janie reaja a essa perda em sua vida. 

Além dele, outras pessoas também tiveram muita importância na melhora de Janie. Pode-se destacar o padre Jake, que a visita todas as sextas-feiras, para que ela possa desabafar um pouco, Dylan e Carly mesmo que pequenos, tiveram sua contribuição na história, pois a fizeram perceber que ela poderia seguir em frente e tentar ser feliz novamente.

Ao longo do livro, conhecemos a rotina de Janie e como ela está conseguindo se manter a cada dia que passa. Durante a história, outros assuntos acabam entrando em cena e revelando ser polêmicos e críticos, como casos de agressões e pedofilia. 

Enfim, é um romance sobrecarregado de drama, e que te faz pensar o quanto devemos saber dar uma segunda chance para a nossa própria vida. É um livro fácil e gostoso de ler e se torna mais emocionante do que o leitor pode imaginar. Interessante destacar que no final também há uma interação com a autora, alguns extras, perguntas, discussões  e mais sobre o livro.

Classificação SEL: 4/5

Book Trailer:



Um comentário:

  1. Não imaginei que fosse tão bom, por isso acabei nem solicitando o livro, mas após ler sua resenha, estou vendo com outros olhos o livro, acho que vale a pena conhecer!

    Bjs

    Da Imaginação a Escrita

    ResponderExcluir

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo