7 de março de 2014

Resenha: Um conto do destino - Mark Helprin @Novo_Conceito

Informações do livro:
Título: Um conto do destino
Acredite em milagres
Título Original: Winter’s tale
Autor: Mark Helprin
Editora: Novo Conceito
Páginas: 720



Sinopse: É possível amar alguém tão plenamente que a pessoa não pode morrer? Entre o amor e o destino, entre a luz e a escuridão, milagres podem acontecer! Em uma noite especialmente fria, o exímio mecânico – e larápio – Peter Lake consegue invadir uma mansão do Upper West Side que mais parece uma fortaleza. Ele pensa que não há ninguém em casa, mas a filha do dono o surpreende em plena ação. Assim começa o romance entre o ladrão de meia-idade e Beverly Penn, uma jovem que tem pouco tempo de vida. O amor que os une é tão poderoso que levará Peter Lake, um homem simples e sem instrução, a desejar parar o tempo e trazer os mortos de volta. Surpreendente e intenso, "Um Conto do Destino" nos transporta do século 19 ao final do século 20, na virada do milênio. Os personagens se encontram e se perdem ao sabor do destino, que insiste em brincar com aqueles que encontra pelo caminho. Uma pintura mágica da beleza e do amor, sobre a morte que desafia e sobre a vida que se afirma sobre ela.



Resenha: Um conto do destino” possui uma história perceptiva, dramática e repleta de passagens emocionantes, com muitas reviravoltas, fluidez e sentimentos intensos. O autor conseguiu captar o dom real de cada personagem, de modo detalhado e entusiasmante – mesmo porque, diante de tantas páginas não há como não notar as cenas diversificadas. E... não tem como essa resenha ficar pequena =)

O leitor consegue captar a magia de cada local, desde o ambiente retratado até algo vibrante em destaque. Peter Lake é um ladrão, sendo que por trás ainda é um mecânico – por sinal, ótimo no que faz. Ele se mostrou inconsequente logo de início, assim como encrencado em todos os aspectos possíveis. Ele também é o mais dinâmico e apesar de tudo que já fez na vida, consegue valorizar a pureza das emoções. O que o conduz? O amor.

Sempre sendo perseguido, o coração batendo forte e tudo parecia mesmo estar fora de seu controle por causa das fugas. Claro que ele possuía amigos e tinha vários lugares para se esconder, ainda assim viver dessa maneira se tornou cansativo. Será? Surpresa ou não, este personagem consegue inovar sob pensamentos ousados e determinados.

O desenrolar da narrativa mantém um ritmo absorto e é fácil entender a trajetória de vida do protagonista. Muitos personagens secundários são inseridos durante a trama e cada um representa importantes mensagens. A intenção é perceber a reflexão pelas entrelinhas. Ele não teve uma vida fácil e precisou aprender a se virar sozinho, conhecendo pessoas que o conduziram para caminhos complicados e sem expectativas.

Isaac Penn é editor e confortavelmente rico, indulgente, excêntrico e poderoso. Sua casa é em Upper West Side, localizada num ponto estratégico para que haja mais tranquilidade e consequentemente, o isolamento. Agora, Beverly Penn entra em cena para demonstrar que é diferente de tudo que se pode imaginar. Uma jovem que irradia iluminação e se destaca por sua beleza e jovialidade. O fato é que ela sofre de tuberculose e parecia se esgotar aos poucos, inevitavelmente, em meio a delírios e períodos de febre intermináveis.

Beverly se encontrava sozinha em casa durante o mês de dezembro e logo se juntaria aos seus familiares. Mas nesse meio tempo algo inesperado acontece. Peter observou a casa por um longo tempo, e cuidadosamente conseguiu adentrar dentro da residência. Mesmo sendo meticuloso não esperava pelo que veio à seguir. Essa é uma das cenas mais instigantes: o momento em que há o encontro, o medo e a dúvida.

Peter se apresentou vulnerável, enfraquecido e admirado em diversos momentos, e é normal, a julgar pelas ações novas que foram surgindo com o tempo.  O jeito como tudo foi se encaixando, os símbolos analisados e as atitudes citadas expõem toda a perplexidade do enredo. É muito mais do que um romance, é uma trama sobre descobertas e aprendizados únicos.

Eu nunca imaginaria que a história iria seguir por um caminho tão irreal e difícil. E confesso que acabei me emocionando e me surpreendendo com as explicações e as batalhas entre o bem e o mal. O melhor é que cada personagem se torna essencial, fazendo com que o desfecho seja muito gratificante.

Mesmo que haja momentos desnecessários, a leitura segue ágil, principalmente por despontar o caráter, a responsabilidade e a união mais improvável. Esta é uma história carregada de memórias e significados acerca de coragem, esperança, sonhos e muita luta. É o exemplo mais singelo do realismo e ao mesmo tempo da mágica.




“Ela colocou as mãos no piano e apoiou-se nele para não cair. Peter Lake não se moveu nem tirou os olhos de cima dela. Estava profundamente constrangido, mortificado. Viera para roubar, invadira a casa, estava marcado pelo suor e pela sujeira do seu trabalho com a broca e estava observando Beverly sem que ela soubese.” Pg.131




Classificação SEL: 5/5 


5 comentários:

  1. primeira resenha que leio do livro õ/
    comprei o livro, mas ainda não comecei a ler. confesso que o tamanho dele me assusta hahaha
    minha cunhada assistiu ao filme este final de semana e me elogiou bastante. mas com certeza o livro é melhor né!
    não li a sinopse do livro, mas pelo que escutei por ai, imaginava uma história diferente ;$
    hahaha
    quando vi vc falando no twitter que a resenha tinha ficado grande, pensei que era o triplo disso, sei lá... nem ficou tão grande não :P
    adorei, e fiquei curiosa para ler logo o livro *-*

    ResponderExcluir
  2. Olá, adorei a resenha. Eu vi este livro para comprar mas o tamanho dele me assustou um pouco mesmo eu lendo bastante. Fiquei com um pouco de receio de comprar e não conseguir adentrar realmente na história e acabar desanimando pelo tamanho, mas agora que li sua resenha, fiquei ainda mais interessada.
    Beijos!

    http://palacioliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Eu quero ler o livro, quero ver o filme, mas o livro é muito grande e eu estou sem tempo :(

    Adorei sua resenha e agora estou ainda mais triste por não ter tempo de ler este livro agora.

    Beijos.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Olá,

    Adorei sua resenha, minha amiga me empresou esse livro, estava anciosa para começar a ler, essa semana comecei e estou amando. Apesar do tamanho do livro, estou feliz em poder lê-lo.

    http://buscaporpalavras.blogspot.com.br/

    até mais, ótima pascoa.

    ResponderExcluir
  5. Amiga até agora essa foi a única resenha que li desse livro enorme e adorei cada ponto que vc indicou e confesso que se não tivesse uma pilha enorme de livros para ler correria para comprar esse e embarcar nessa emocionante história.
    Parabéns pela leitura e resenha viu!!!! Beijos

    Leituras, vida e paixões!!!

    ResponderExcluir

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo