5 de agosto de 2014

Resenha: Convergente - Veronica Roth @editorarocco

Informações do livro:
Título: Convergente
Divergente - Livro 3
Título original: Allegiant (Divergent #3)
Autor: Veronica Roth
Editora: Rocco
Páginas: 528



Sinopse: A sociedade baseada em facções, na qual Tris Prior acreditara um dia, desmoronou – destruída pela violência e por disputas de poder, marcada pela perda e pela traição. No poderoso desfecho da trilogia Divergente, de Veronica Roth, a jovem será posta diante de novos desafios e mais uma vez obrigada a fazer escolhas que exigem coragem, fidelidade, sacrifício e amor. Livro mais vendido pela Amazon no segmento infantojuvenil em 2013, Convergente chega ao Brasil em meio à expectativa pela estreia de Divergente nos cinemas, em abril. A série segue no topo na lista de bestsellers do The New York Times.




Leia também:
Divergente - Veronica Roth (Editora Rocco)
Divergente #2- Insurgente - Veronica Roth (Editora Rocco)


Sem spoilers



Resenha: Admito que adiei a leitura desse livro o máximo que pude, afinal não é fácil se despedir de uma série tão carismática e cheia de reviravoltas dramáticas (e sim, eu infelizmente li um spoiler sem querer :/).Convergente” é o terceiro e último volume da trilogia Divergente, de Veronica Roth, e conclui a história com ousadia e muita perplexidade.

A narrativa é dividida entre Tris e Tobias, e seus pensamentos complexos se tornam cada vez mais conflituosos e de certa maneira bem similares. Como nos volumes anteriores, é possível perceber várias mensagens reflexivas diante do mundo distópico apresentado por verônica Roth. E claro que isso é um dos destaques, já que o texto é trabalhado com base em nossa própria sociedade, e querendo ou não, passa a impressão de ter certo realismo.

Os dois personagens cresceram bastante desde Divergente e ambos sabem que vivem diante de momentos decisivos e contraditórios. Suas escolhas são sempre baseadas pelas possíveis consequências e verdades, mesmo que haja muitos receios e dúvidas sobre seus erros no caminho. Existe um balanceamento no casal, o que os torna cada vez mais conectados, fortes e audaciosos.

O relacionamento do casal nunca foi a grande evidência e sim os sacrifícios perante a desordem e mentiras ao redor deles. E é nesse contexto enlouquecedor que a confiança se torna um dos fatores essenciais, assim como os sinais dignos de esperança, integração, bravura e amor. Diante de todos os sentimentos expostos, é muito bom ler sobre a superação e o entendimento perante a dor.

Esse livro responde a muitos questionamentos e liga diversos pontos que antes pareciam não ter sentido. Muitos desses dados são inesperados e totalmente primorosos, enquanto outros podem ser um pouco previsíveis, mas as várias descrições já se encarregam de demonstrar a imensidão e praticidade de cada informação e suas variáveis implicações na guerra das facções.

Todo e qualquer conceito para Divergente são alterados nesse enredo apreensivo. Isso porque as explicações confundiram muitos episódios e ainda fica aquele sentimento de que nada era real. Por isso acredito que essa seja a grande essência da série: justificar os meios e optar pelas melhores definições. Ainda assim, é difícil expressar todas as emoções diante de um desfecho que se torna aceitável, mas que independente de tudo ainda é extremamente triste.




“Em meio ao caos, enquanto todos gritavam e os sem-facção tentavam nos empurrar em direção à escada, agarrei a bainha da camisa dele para que não fôssemos separados. Ele segurou meu pulso e me empurrou para longe, e estas foram as palavras que me disse: Confie em mim. Vá aonde eles mandarem.” Pg.11




Classificação SEL: 4/5 


2 comentários:

  1. Essa é uma das primeiras resenha que leio de Convergente que não criticou o livro. Quando eu li, gostei muito mesmo, foi um desfecho absolutamente plausível e sensível, que, ao meu ver, se encaixou na história que vinha se desenrolando.

    Beijos! || ape56.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. não li os livros da série porque não fazem meu estilo. até tenho o primeiro na minha estante, mas ainda não tive coragem de ler ;x
    o filme já vi, e por ele gostei da trama.
    estou com vontade de ler os livros antes que o segundo livro chegue ao cinema... vamos ver se consigo :P

    ResponderExcluir

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo