8 de agosto de 2014

Resenha: O diamante - J. Courtney Sullivan @Novo_Conceito

Informações do livro:
Título: O diamante
Título original: The Engagements
Autor: J. Courtney Sullivan
Editora: Novo Conceito
Páginas: 480




Sinopse: Cinco personagens, separados pelo tempo e aparentemente sem conexão entre si, contam a história da paixão das mulheres pelo diamante aliás, não só das mulheres! Revezando-se em uma ciranda de acontecimentos divertidos, infelizes, revoltantes ou surpreendentes, a extraordinária Frances Gerety que existiu de verdade e outros indivíduos muito especiais mostram que a história de uma sociedade é construída por meio das relações humanas, na intimidade dos lares. As transformações do mundo moderno nem sempre conseguem abalar aquilo em que se acredita com todo o coração mas as decepções com aqueles que amamos... essas podem mudar as nossas opiniões. Um livro diferente, que fala das muitas formas de viver o amor e que deixa no ar uma pergunta: os casamentos são mesmo feitos para durar?



Resenha:O diamante” expõe histórias que tem muitas coisas em comum, mesmo que no começo não tenha tantas perspectivas. É um livro que desperta curiosidades sobre acontecimentos únicos e de extrema importância para a vida das pessoas retratadas no enredo. Assim, o destaque maior se dá por conta da trajetória do diamante, de suas características e das modificações diversas.

Confesso que demorei um pouco para me adaptar a esta alternância de tempos, mas logo consegui entender cada uma das cinco histórias e suas principais particularidades e ligações. Há algumas passagens reais no meio da ficção, valorizando os pontos mais relevantes e expondo novos conhecimentos a respeito da industria do diamante.

Tudo se inicia em 1947, por meio da realidade na introdução dos negócios e de uma criação instigante, inspiradora e inusitada. Frances Gerety criou um slogan perfeito e a partir disso muitas coisas mudam, principalmente no que diz respeito a tradição e propagações de ideais. 

Por exemplo: ganhar um anel de diamante pode e com certeza é considerado por muitos um ato extremamente romântico. É uma joia cheia de significados e insinuações. Um dos pontos fascinantes é que é muito interessante poder acompanhar essas partes autênticas, cheias de intenções e resultados.

A partir disso, em 1972 conhecemos Evelyn e sua situação complicada com a família. No ano de 1987 James expõe sua dedicação para ser melhor e mais devotada em diversos aspectos. Em 2003 há a exposição de uma corajosa personagem francesa: Delphine foi ousada ao tentar seguir novos caminhos. Em 2012 Kate tem seus próprios princípios, é a mais liberal e a mais hostil.

Todas estas tramas dizem respeito ao casamento e suas respectivas relações, variantes e atrativos. São personalidades únicas e é compreensível o que a autora tem em mente a partir de alguns preceitos feministas. Ela cria analises e situações diferentes, mas que se unem por vários pontos de vista. Isso ativa a imaginação do leitor para que este pense quais são as devidas soluções e efeitos.

É um livro que tem muitas explicações e apresenta os tantos lados sentimentais de pessoas que valorizam uma joia rara e seus significados. Há muitas reflexões em cima de cada história, mas o melhor é poder fazer as alusões de acordo com os aprendizados deles. Não é uma leitura muito rápida – pelo menos não foi para mim – mas é legal conferir os detalhes minuciosos e sutis.



“Houve momentos em que o anel a fez se sentir desconfortável. Era lindo, mas tão opulento que tinha receio de usá-lo na escola ou na frente dos pais de seus alunos. Não queria causar má impressão. Claro, um anel daquele só poderia dar um tipo de impressão: que ela e Gerald tinham muito dinheiro. Fora feito para n  uma mulher muito mais delicada que ela, do tipo que teria várias empregadas e que nunca arrumaria a cama ou escreveria na lousa.” Pg.45



Classificação SEL: 3/5 


6 comentários:

  1. Não conhecia o livro! Achei a capa fofinha e deve ser um livro bem legal de ser ler :) mesmo com todos esses tempos diferentes!!

    Beijos
    Nati

    www.meninadelivro.com.br

    ResponderExcluir
  2. Gostei da história do livro, parece ser bem legal. E essa mudança de tempos também é algo que parece que vai me confundir um pouco no começo kkkk Mas parece ser um livro leve, é isso mesmo ou só impressão minha?

    Beijos

    http://julianamoreire.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Apesar da sua classificação do livro eu adorei a resenha e a história, acho que iria adorar!
    Amei seu blog!
    Bjos!

    www.leituravipblog.com

    ResponderExcluir
  4. Oi :)

    Esse livro chama sim minha atenção, mas não é algo arrebatador. Eu leria, mas não é prioridade nem nada do tipo. Beijos!

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. essas tramas assim com várias histórias e que só depois elas se encontram normalmente não me agrada muito. já li alguns livros assim, mas não gostei muito não ;x
    não conhecia a trama ainda, mas lendo sua resenha percebi que esperava uma trama completamente diferente!!! não é nada do que eu esperava! hahahaha
    não me interessei. acho que não seria um livro para mim também ;x

    ResponderExcluir
  6. Oi, flor!
    Vim conferir a sua opinião sobre esse livro. :D Eu também achei que a leitura não fluía com uma velocidade que nos permitisse chegar ao final rapidamente. Na verdade, com franqueza, levei vários dias para concluir a leitura (rs). Mas gostei exatamente do que descreveu aqui… Das minúcias das vidas desses personagens e da sua relação com o diamante, o símbolo do amor.

    É um livro diferente, não?

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo