28 de outubro de 2014

Resenha: Coração de mãe - Jodi Picoult @Verus_Editora

Informações do livro:
Título: Coração de mãe
Título original: Harvesting the Heart
Autor: Jodi Picoult
Editora: Verus
Páginas: 476





Sinopse: Paige tem apenas algumas lembranças de sua mãe, que a abandonou quando ela era uma garotinha. Agora, aos dezoito anos, ela deixa o pai para trás em Chicago em busca do sonho de cursar a faculdade de artes. Mas Paige vê seus planos mudarem quando conhece Nicholas, um ambicioso estudante de medicina com quem logo se casa. Depois de alguns anos tentando se encaixar nos ambientes abastados que Nicholas frequenta e se sentindo mais deslocada do que nunca ,Paige engravida inesperadamente. Sobrecarregada pelas exigências de ter uma família, ela não consegue esquecer a ausência da mãe e as memórias dolorosas do passado, que a fazem duvidar de si mesma. Lutando para se encontrar e finalmente acreditar nas próprias capacidades, Paige toma uma atitude chocante, que trará consequências avassaladoras para todos os envolvidos. Em Coração de mãe, JodiPicoult constrói com perícia um romance cativante, que examina emoções e problemas com os quais todos nós podemos nos identificar. JodiPicoult é autora de 21 romances, com mais de 26 milhões de livros vendidos, sendo que os últimos sete estrearam em 1º lugar na lista de best- sellers do New York Times. Autora best-seller número 1 do New York Times. Ganhouprêmioscomo Recipient e Barnes & Noble Discover Great New Writers Awards. Recebeuboascríticas e comentários do The New York Times Book Review e Publishers Weekly. Os livros da autora já foram traduzidos para 34 idiomas em 35 países.




Resenha:Coração de mãe” é um romance extremamente emocionante, sutil e repleto de reviravoltas marcantes e conflituosas. O que mais chama a atenção é a maneira como os assuntos são retratados, sendo que estes são carregados de realismo, anseios, inseguranças e temores.E é justamente isso que faz com que a narrativa se torne tão envolvente.

Paige foi abandonada pela mãe quando ainda era uma garotinha, mas sempre nutria uma pequena esperança de que poderia reencontrá-la novamente. É um sentimento muito triste, sendo que sempre surgem questionamentos sobre seu paradeiro ou ao menos como seria sua vida se a mãe estivesse ao seu lado, nos momentos alegres e nas dificuldades.

A protagonista vivia com seu pai até o momento em que sabe que precisa mudar para conseguir os objetivos de sua vida. E é claro que mudanças é o que não faltam nessa narrativa. Logo ela se casa com um homem que também tem alguns dramas familiares e parece que os dois se completam em suas dores e incertezas, apesar de não tocarem muito no assunto.

As coisas parecem acontecer muito rápido e quando Paige fica grávida, muitas coisas precisam ser decididas, principalmente porque ela não tem ideia de como será essa nova fase. É notável o quanto se sente perdida e tem muito medo de que possa desapontar a filha ou talvez ser que nem sua própria mãe. E é por esse e tantos outros motivos que decide ir em busca do paradeiro de sua mãe para tentar encontrar a si mesma e suas diversas respostas.

Esta é uma história que remete o leitor a ter vários sentimentos diante das cenas, seja raiva ou irritação pelas atitudes impensadas dos personagens e seus temperamentos intensos ou medo pelo fracasso de algumas tentativas para seguir em frente e esquecer o passado. Assim, este livro trabalha bastante com a evolução dos acontecimentos diante das experiências ao longo da existência de cada um.

E de longe, o que mais chama a atenção é o fato de a autora se aprofundar bastante na personalidade de cada um sem que o texto deixe a desejar ou pareça cansativo. Há algumas mudanças na narrativa e a autora consegue inserir muito bem todas as informações, fazendo com que a trama se mostre ainda mais tocante e decisiva.




“Quando me lembro daquilo, agora, percebo que, claro, Nicholas tinha de ser meu primeiro cliente. É assim que o destino trabalha. Enfim, ele foi a primeira pessoa no restaurante naquela manhã, tendo chegado até mesmo antes das outras duas garçonetes.” Pg.19


Classificação SEL: 4/5


4 comentários:

  1. Parece uma leitura chata! Desculpe, talvez eu não tenha gostado do tema.
    Mas gostei bastante de sua resenha e acredito que se eu tivesse a oportunidade de le-la eu faria!
    Bjo
    O antigo Leitura de Ouro mudou
    Agora é andressasantostanoblog.blogspot.com.br
    Andressa Santos - Tá no Blog!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Andressa,
      eu comprei este livro há uma semana e não estou lendo, comprei porque é da Jodi, minha autora predileta. Se você não a conhece, recomendo que comece lendo O Pacto e Um mundo à parte (meu predileto). Aí você entenderá que não importa o tema... a Jodi escreve com mestria, amor e alma. Boa leitura, um abraço Gabi

      Excluir
  2. tenho váááários livros da Jodi na minha lista de desejados, e este livro ai, logo que li já me apaixonei pela trama dele.
    ainda não li nada da autora, pois os livros dela são muito caros, mas pretendo!
    este ai parece ser bem o estilo dela mesmo, com personagens marcantes e tramas emocionantes.

    ResponderExcluir
  3. Oi!
    Nunca tinha ouvido falar nesse livro mas adorei a ideia central.
    Parabéns pela resenha e valeu pela ótima dica!
    Beijos!

    http://luahmelo.blogspot.com

    ResponderExcluir

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo