3 de novembro de 2014

Resenha: Prisioneiros do inverno - Jennifer McMahon @editorarecord

Informações do livro:
Título: Prisioneiros do inverno
Alguns segredos nunca morrem
Título original: The winter people
Autor: Jennifer McMahon
Editora: Record
Páginas: 350




Sinopse: Muitos acreditam que a pequena cidade de West Hall seja mal-assombrada. Ao longo de sua história, vários casos de pessoas desaparecidas foram registrados na região mistérios nunca desvendados. Alguns moradores inclusive juram que o espírito de Sara Harrison Shea, encontrada morta em 1908, ainda vague pelas ruas à noite. A jovem Ruthie acredita que tudo não passa de uma grande bobagem. Porém, quando sua mãe desaparece sem deixar vestígios, ela começa a desconfiar de que aquela região guarda algum mistério, e suas suspeitas são reforçadas quando ela e a irmã encontram uma cópia do diário de Sara escondido em casa. Na busca pela mãe, Ruthie encontra respostas perturbadoras, e ela pode ser a única pessoa capaz de evitar que um grande mal aconteça.




Resenha: Prisioneiros do inverno” apresenta uma história de suspense fantástica, instigante e reveladora sobre superstições, mitos, desespero e segredos, entre tantas outras categorias. O que torna a trama mais cativante é o fato de os detalhes serem muito bem reproduzidos, tornando a narrativa mais perceptiva e emocionante.

West Hall é uma pequena cidade que é carregada por vários mistérios sobrenaturais inexplicáveis, envolvendo desaparecimentos e mortes estranhas. Algumas pessoas fingem não se importar, mas é claro que sempre há aquelas que fazem de tudo para descobrir a verdade por trás desses ocorridos. As pessoas tentam acreditar no que parece ser mais convincente e menos sombrio, mas ainda assim existe uma lenda local que ainda deixa muitas dúvidas.

Então o leitor é apresentado ao diário secreto de Sara Harrison Shea, e tudo se mostra ainda mais enigmático. A sensação que tive ao longo da leitura é que os trechos desse diário foram acrescentados para serem mais marcantes que os próprios personagens. Isso porque ele revela muitas respostas aos questionamentos e aponta para dicas surreais e temerosas.

Sara foi assassinada em 1908 e desde então surgem muitos boatos sobre ela. Agora, a protagonista Ruthie se mostra bem cética diante dos comentários, apesar de que seus pensamentos mudam rápido após o desaparecimento da mãe. Agora ela e sua irmã Fawn precisam reunir toda coragem e força para desvendar este caso.

Infelizmente não há tantas opções para elas, isso porque não é fácil conviver em um local onde não há credibilidade nos reforços policiais e nem nos próprios moradores, visto que há tantas lendas ao redor deles. Mas num modo geral, o ponto alto deste enredo são os pequenos e significativos paralelos ao longo das cenas, que felizmente acabam se conectando no desfecho.

De qualquer forma, a relação profunda com os mortos é trabalhada sobre uma pressão intensa e definições impressionantes e por vezes até assustadoras. Os mortos podem voltar por um curto espaço de tempo?! O que são dormentes e quais os perigos que representam? Por esse ponto de vista e de acordo com tantas outras perguntas, o texto explora várias possibilidades e não tem como não pensar nas mensagens e em questões sobre perdas e reencontros rápidos.




“Abracei essa oportunidade assim que percebi que a história contada nessas páginas poderia mudar todas as nossas ideias sobre a vida e a morte.” Pg.09




Classificação SEL: 4/5


2 comentários:

  1. faz tempo que não leio tramas assim, com ares sobrenaturais... ando meio medrosa para essas tramas hehe
    mas esta não parece ser tããão assustadora assim :P
    não conhecia nem o livro nem a autora, mas fiquei curiosa!

    ResponderExcluir
  2. Este livro está na minha galeria de preferidos ao lado de outros como "A Zona Morta" de Stephen King, "Um Corpo para o Crime" de Val McDermid e a trilogia "As Crônicas de Artur" de Bernard Cornwell.

    É um suspense que não lhe dá susto, mas deixa ansioso para saber o que vai acontecer na página seguinte. O clima frio e sombrio do local onde se desenrola a trama é facilmente sentido pelo leitor. Muito difícil não se envolver com a história.

    Parabéns pela resenha.

    ResponderExcluir

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo