27 de janeiro de 2015

Resenha: Contos para uma noite fria - Bruno Anselmi Matangrano, Llyr Editorial

Informações do livro:
Título: Contos para uma noite fria
Autor: Bruno Anselmi Matangrano
Editora: Llyr Editorial
Páginas:120




Sinopse: Ao abrir "Contos para uma Noite Fria", prepare-se para entrar em um universo de histórias fantásticas, de sobrenatural, absurdo e distopia, onde sonhos se tornam pesadelos e cenários misteriosos viram delírios apocalípticos. A inquietação e o medo (do estranho ou de nós mesmos), então, ganham vida, com vários estilos e temáticas. E, apesar da diversidade – que vai da melancolia do artista a possíveis futuros e devaneios em torno de si –, um tipo específico de linha costura todas as narrativas: uma grande perturbação. E, em vez de querer escapar, você se verá envolvido por este universo tão louco quanto um mundo de cabeça para baixo.




Resenha: Contos para uma noite fria” possui uma capa incrível e confesso que, à principio, essa foi uma das principais características que me chamaram a atenção. É um livro repleto de detalhes que valorizam seu conteúdo, e isso influencia bastante no interesse dos leitores. Sem contar que o autor, Bruno Anselmi Matangrano, escreve com fluência, facilitando o entendimento do texto, bem como seus interesses e reflexões relacionadas.

Somos apresentados a contos distintos e cada um deles se mostra irreverente, sutil e totalmente diferente. É possível encontrar elementos que se misturam com a imaginação de uma forma única. Assim como a ambientação, sobrecarregada de efeitos sobrenaturais, ansiosos e complexos. As emoções também estão presentes na narrativa, já que é fácil perceber sinais de medo, tristezas, receios, pressões, entre tantos outros sentimentos de angústia e afins.

O livro é bem curto, e os textos giram em torno de uma atmosfera fantástica e simplesmente surreal. Não vou citar referencias ou expressar opiniões sobre cada um, já que, nesse caso, o que mais importa é ser surpreendido pelas passagens suas problemáticas e diversas ligações. Os doze contos são muito bem construídos, e confesso que fica até difícil expressar todos os sentimentos repassados.

Percebi também que há vários significados a serem explorados e o interessante é que houve o cuidado de exercer uma linguagem certa, clara e crível. Podem existir cenas que instigam o leitor a pensar na loucura em si, em suas crises, obsessões e fugas desconexas. Por isso e por outras descrições, é certo dizer que esta é uma obra de intenções e questionamentos.

Posso até não ter entendido alguns trabalhos ao longo dos acontecimentos, mas posso imaginar que seja para ser mesmo dessa forma. Para que tenhamos duvidas e que possamos refletir da nossa maneira, sem intervenções, diferenças ou comparações com a realidade. Esse universo de distopias, mistérios, e afins é realmente fantástico.
  

Classificação SEL: 4/5


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo