4 de março de 2015

Biblioteconomia

Você já é formado em alguma area especifica ou ainda está se decidindo sobre qual faculdade irá se inscrever? Existem muitas dúvidas em relação a qual profissão seguir, mas esse post em questão é para mostrar para vocês uma pequena dica para quem ainda possa ter dúvidas sobre essa escolha. Afinal de contas, é um assunto extremamente importante e merece ser analisado bem. Não me arrependo ao ter escolhido Jornalismo (sou formada na area e até já tenho pós graduação em Jornalismo para editores) e sei que consegui ótimas oportunidades por meio dos conhecimentos adquiridos neste estudo. Se torna muito abrangente, sendo que influencia quem gosta apenas de escrever, de falar ou até de exercer os dois juntos, entre outras areas. Confesso, porém, que sinto uma vontade imensa de fazer um curso superior em Biblioteconomia. Mas infelizmente já percebi que é muito difícil encontrar esse curso por ai. Vem conhecer um pouco mais sobre essa profissão:


Imagem da internet



Mas afinal de contas, quais são as responsabilidades de um Biblioteconomista?
Biblioteconomista é responsável pelo acervo de bibliotecas diante de atividades de informação, além de garantir as boas condições dos materiais armazenados, mediar e facilitar o processo de acesso cognitivo dos usuários. Faz analises de livros, revistas, documentos, filmes, fotos e vídeos, seleção, compras, permutas e doações de documentos bibliográficos, iconográficos e audiovisuais. Também analisa e processa documentos, com base em sistemas e códigos internacionais. A conservação e restauração faz parte do trabalho, incluindo a encadernação e o próprio cuidado do ambiente num modo geral. O profissional facilita a procura dos usuários e é justamente essa organização que o faz ser tão importante. Afinal de contas, manter o banco de dados, organizar sites de informação, portais corporativos e conteúdos informativos online faz parte dessa orientação. Acredito que, além de gostar de estar no meio dos livros, a pessoa deve ter boa comunicação, entre outros requisitos básicos. E hoje em dia essa mediação está muito mais fácil, já que conta com o auxílio da tecnologia e outros projetos envolvidos em questões pedagógicas e afins.

Campos de atuação
bibliotecas públicas, escolares ou particulares, centros de documentação, arquivos, museus, centros culturais e de memória, hemerotecas, editoras, empresas de comunicação, provedores de internet, ONGs, clubes e associações. O profissional também pode se especializar na organização de conteúdo em espaços virtuais, na gestão de serviços de informação e na avaliação de conteúdos em bibliotecas digitais. Em decorrência,surgem oportunidades em empresas, centros de documentação públicos e privados, museus, editoras e livrarias.

Para mais informações, acesse: Conselho Federal de Biblioteconomia

Não me canso de procurar sobre essa area... quem ai também se interessa?

Matérias completas: FONTE | FONTE | FONTE | FONTE


3 comentários:

  1. Fê, de demais este post!
    se eu te contar que ontem mesmo eu estava conversando com uma colega de trabalho sobre esta faculdade, você acredita? hahaha
    eu estava comentando sobre não ter muita ideia do que que este curso aborda e tudo o mais, e o seu post foi suuuuper esclarecedor!
    acho muito bacana esta ideia. tem uma blogueira que eu acompanho que faz este curso, mas ela nunca comentou nada a respeito... acho super interessante!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sério Rayme? Nossa, que coincidência rsrs. Estava elaborando este post há um bom tempo e hoje que consegui terminar as pesquisas. Fiquei ainda mais interessada na area <3

      Excluir
  2. Que post mais interessante, amei saber mais desse curso.
    Sou formada em turismo, mas pretendo fazer outro curso ou uma pós que envolva mais o mundo dos livros.
    Beijos

    ResponderExcluir

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo