3 de julho de 2015

Resenha: Lírio azul, azul lírio - Maggie Stiefvate @Verus_Editora

Informações do livro:
Título: Lírio azul, azul lírio
A saga dos corvos #3
Título original: Blue Lily, Lily Blue (The Raven Cycle #3)
Autor: Maggie Stiefvater
Editora: Verus
Páginas: 347




Sinopse: A complexa teia de intrigas, magia e ação torna-se ainda mais enigmática no terceiro volume da série. Blue Sargent encontrou coisas. Pela primeira vez na vida, ela tem amigos em quem pode confiar e um grupo ao qual pertencer. Os garotos corvos a acolheram como se ela fosse um deles. Os infortúnios deles tornaram-se dela e vice-versa. O problema de coisas encontradas, porém, é a facilidade com que podem se perder. Amigos podem trair. Mães podem desaparecer. Visões podem iludir. Certezas podem se desfazer. Em Lírio azul, azul lírio, o leitor vai descobrir para onde Blue, Gansey, Adam, Ronan e Noah serão levados em sua jornada para encontrar o lendário rei galês Glendower.




Leia também:
A saga dos corvos #1 - Os garotos corvos - Maggie Stiefvater (Editora Verus) 
A saga dos corvos #2 - Ladrões de sonhos - Maggie Stiefvater (Editora Verus)


Sem spoilers.


Resenha: A saga dos corvos, de Maggie Stoefvater, sempre é cercada de mistérios e outras revelações perigosas que podem mudar todo o contexto da história. E claro que não seria diferente com o terceiro volume, “Lírio azul, azul lírio”. É uma trama tão carregada que a gente já nem sabe mais o que pensar sobre o que poderá acontecer nos próximos acontecimentos. E é por isso mesmo que todas as evidencias são tão instigantes e ousadas.

Há novas perspectivas diante dos personagens, seja por causa de atitudes que os favorecem mais ou que os tornam até menos confiantes. É impossível não se encantar com todos eles, afinal cada um demonstra algo diferente e que pode facilitar ainda mais a convivência entre eles, bem como para os aprendizados.

Apesar de aparentar estar mais tranquilo, Adam ainda é o mais preocupante e por ser tão imprevisível, fica difícil saber o que pode acontecer, diante de tantas emoções conturbadas e ainda mais delicadas. Interessante saber que há uma atenção maior sobre ele também. E melhor ainda é poder ler sobre sua relação com Ronan. Sério, gente, não dá nem para falar nada... só sentir mesmo. Eles sempre foram meus personagens favoritos!

 Noah também continua se destacando a sua maneira e de modo enigmático. De modo geral, acho que Gansey e Ronan deveriam ter aparecido mais nas cenas, porém já nem sei mais se digo isso porque sou mais apegada a eles ou por que é uma realidade mesmo. Gostaria de conversar com alguém que já leu para saber outras opiniões sobre isso também... 

Gansey é indecifrável e demonstra ser forte, só que nem sempre consegue passar isso para as pessoas ao seu redor. E também não há muito o que anunciar sobre Blue, já que ela ocupa boa parte de todo o enredo. Pode-se dizer até que este é o enredo em que suas características e entendimentos são mais explorados, e é mesmo o esperado desde o princípio.

Não é possível saber qual o paradeiro da mãe de Blue, o rei Glendower ainda está sendo procurado e outros assuntos inacabados parecem representar novas ameaças sobre todos. Nem sei expressar minha surpresa ao perceber certos enigmas na trama. Isso porque algumas cenas parecem tão improváveis e surreais que o leitor pode até se confundir com suas teorias e demais compreensões por causa da aventura dos personagens.

E isso também tem muito a ver com expectativas e consequentes amarguras após o término. Mas acredito mesmo que essa seja a intenção da autora, principalmente para haver uma interação mais forte e um envolvimento bem mais atraente. Agora é só esperar – ansiosamente – para o quarto e último livro – e é até melhor eu parar por aqui para não soltar nenhuma informação desnecessária.


Classificação SEL: 5/5


2 comentários:

  1. Esse livro foi muito pequeno, eu esperava mais explicações. A trama em si avançou só no final do livro e diferente dos outros o enredo desse livro foi bem mais simples. Fiquei com a impressão que o Adam apareceu mais do que os outros. O desenvolvimentos dos conflitos dele são necessários, com certeza, por isso acho que o livro deveria ser maior, já que o Gansey e Noah foram um tanto eclipsados. Só eu percebi que parece ter cenas faltando? Gostaria de discutir isso com alguém que leu...

    ResponderExcluir
  2. Achei o livro fantástico, assim como os outros dois outros ele deixou algumas perguntas sem resposta e acredito que isso seja proposital por parte da autora, pra nos deixar mais ansiosos para o próximo livro, senti muita falta do Noah nesse livro, ele foi muito ausente/distante.
    Mas o livro me surpreendeu positivamente e atendeu minhas expectativas, estou muuito ansiosa para o próximo ao mesmo tempo que não quero que acade rsrs
    Vi no twitter da Maggie que o quarto livro será lançado em setembro desse ano, mas não sei quando será lançado aqui no Brasil, se alguém souber avisem!!

    ResponderExcluir

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo