2 de janeiro de 2016

Resenha: Em busca de um novo amanhã - Sidney Sheldon, Tilly Bagshawe @editorarecord

Informações do livro:
Título: Em busca de um novo amanhã
Tracy Whitney # 2
Título original: Chasing Tomorrow 
(Tracy Whitney #2)
Autor: Sidney Sheldon, Tilly Bagshawe
Editora: Record
Páginas: 480






Sinopse: Ao lado de Jeff Stevens, Tracy Whitney foi responsável por alguns dos maiores assaltos do mundo. Movida pela adrenalina que o perigo proporciona, ela sempre esteve à vontade com a vida de criminosa. Mas, quando ela e Jeff se casam, eles fazem um trato: deixar o passado de crimes para trás e formar uma família. Decidida a abandonar o crime e levar uma vida digna, Tracy se esforça para adaptar-se à nova rotina. Mas ela sente que falta algo para que seja realmente feliz: um bebê. Porém, à medida que os meses passam e a tão desejada gravidez não acontece, ela se sente cada vez mais infeliz. Quando uma misteriosa e envolvente mulher surge na vida do casal, a até então indestrutível parceria deles é abalada. Um belo dia, Jeff acorda e descobre que Tracy desapareceu. Por mais de dez anos, ele faz o possível para descobrir o paradeiro da amada, mas, como o restante do mundo, acredita que ela esteja morta... até que uma série de assassinatos leva um audacioso detetive francês a acreditar que a vigarista está envolvida nos crimes. Tracy Whitney está mais uma vez no centro de uma misteriosa trama. A diferença é que, agora, ela tem tudo a perder, inclusive o homem que não consegue esquecer.






Resenha: Em busca de um novo amanhã”, de Sidney Sheldon e Tilly Bagshawe, apresenta uma trama dramática, ousada e irreverente. Os relacionamentos são ameaçados e é possível perceber os receios mais íntimos de todos os personagens destacados. Os elementos são valorizados pela conexão que surge no decorrer dos capítulos e é justamente isso que faz toda a diferença na obra.

Tracy Whitney é uma personagem divertida, e é impossível não querer conferir as mudanças e demais implicações ao seu redor. A mulher planeja muitos golpes e pelo que pude perceber, vive se escondendo de suas próprias idealizações. Não sei se é intencional, mas passa a impressão de ser um tanto influenciável e inconsequente demais.

Claro que Jeff Stevens também é evidenciado por suas espertezas, apesar de que esperava comportamentos mais intensos de sua parte. Não posso falar muito sobre ele ou as demais ações, porque não sei diferenciar as informações dadas como spoiler. Espero que me entendam devido o fato de ser a minha primeira experiência com Tracy Whitney e companhia.

As aventuras, na minha opinião, são o principal destaque do enredo. Além disso, as estratégias são repassadas de modo minucioso, fazendo com que o leitor fique nervoso com as próximas realizações. Tilly Bagshawe reproduz elementos importantes do mestre Sidney Sheldon, e quem leu pelo menos uma obra dele, vai entender ao que estou me referindo.

A investigação também segue firme e o processo é lento, apesar de não muito explorado. É por isso que gostaria de conferir outras tramas dessa autora. Mas só de pensar que Sidney Sheldon idealizou essa história, já é motivo suficiente para poder conferir as passagens. Há muitos mistérios e eventos calculados, apesar de que certas coisas são bem previsíveis.

Confesso que não li o primeiro livro dessa série chamada Tracy Whitney e nem assisti a versão lançada para os cinemas. O primeiro volume tem como título “Se houver amanhã”, mas consegui me adaptar muito bem a leitura. Acredito que isso foi possível porque há várias informações sobre os casos passados, favorecendo a compreensão de um leitor que nunca havia falado de Tracy Whitney e sua jornada complexa. Claro que espero poder ler em breve, principalmente para poder conferir alguns questionamentos sobre determinados personagens e suas atitudes.

Classificação SEL: 4/5


9 comentários:

  1. Oi, Fê!
    Eu li Se Houver Amanhã tem alguns anos e me lembro pouco da história. Mas gostei bastante. Na verdade, Sidney Sheldon é um dos meus autores favoritos.
    Ainda não li esse novo livro, mas li outro que a Tilly escreveu "com" o Sidney e posso afirmar que todos os elementos do Sheldon estão ali.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  2. Boa tarde!
    Ainda não li Se houver amanhã, mas pretendo ler.
    Gostei muito da sua resenha,Parabéns pelo blog.

    ResponderExcluir
  3. Conheço o Sidney Sheldon, mas ainda não li nenhum livro dele.
    Espero que um dia eu possa ler esse ai, a história parece ser interessante.

    BJS!!!
    http://adolescenteonlineoficial.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Amo ler Sidney Shelton mas ainda não tive a oportunidade de ler esse livro. Achei muito interessante a trama e desejo muito ler o livro. Vou procurar na livraria para poder ler.

    ResponderExcluir
  5. Adorei o primeiro livro e não vejo a hora de ler a continuação. Espero gostar também.

    ResponderExcluir
  6. JÁ LI ESTA AUTORA E CONFESSO QUE AMEI MUITO PARCE COM O GRANDE MESTRE.SAUDADES.LERIA COM CERTEZA.

    ResponderExcluir
  7. Eu sempre gostei da maneira que Sidney Sheldon escreve, em ricos detalhes, a gente se envolve muito com a história. Despertou interesse de desvendar mais esta história.

    ResponderExcluir
  8. Esse é um daqueles típicos livros que eu quis pela capa, mas até então não conhecia a história e que história em? Já gostei muiiiito e ainda nem li, eu quero muito ler este livro ;) Qual é o nome da adaptação para o cinema? Eu já vi um filme que conta uma história semelhante e é um dos meus preferidos.

    ResponderExcluir
  9. Eu li se houver amanhã e foi o melhor livro que li em toda minha vida mas essa desgraçada dessa autora cagou com a história

    ResponderExcluir

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo