18 de março de 2016

Blogagem coletiva: Vingança pornô @editoraarqueiro

Nesse mês de março, a Editora Arqueiro estará lançando Profundo e Intenso, de Robin York, que tratam sobre um tema em evidência na mídia: vingança pornô (revenge porn). E é por isso que a própria editora convidou os blogs parceiros para fazer uma blogagem coletiva diante dos livros e sua temática.
Caroline Piasecki vê sua vida se transformar em um pesadelo quando o ex-namorado espalha fotos dela nua na internet. Desesperada, ela tenta fazer com que as imagens sumam da rede e, ao mesmo tempo, tem que se defender da multidão de pessoas que a julgam. Um dia, quando um cara que ela mal conhece sai em sua defesa, tudo muda de repente.



NOTA DA AUTORA

Queridos leitores,
    O que aconteceu com Caroline se chama "vingança pornô" ou "pornografia não consensual", e é uma droga. É também perfeitamente legal em todos os Estados Unidos, com exceção de Nova Jersey e da Califórnia.
    Vingança pornô é uma forma de abuso que usa imagens sexuais sem o consentimento da pessoa retratada como forma de constranger, ferir e denegrir a vítima. Acontece o tempo todo, abertamente, com o consentimento do sistema legal norte-americano.
     Isso precisa parar.
    Se quiser saber mais sobre o assunto ou emprestar sua voz para apoiar a criminalização da prática, peço que visite o site Revenge Porn (www.endrevengeporn.org), uma campanha que tem a finalidade de dar visibilidade à questão, apoiar vítimas e fazer campanha junto a legisladores para modificar a lei.
Com carinho,
Robin York


Imagem da internet

Saiba mais sobre os livros:
Profundo. Caroline Piasecki vê sua vida se transformar em um pesadelo quando o ex-namorado espalha fotos dela nua na internet. De uma hora para outra, sua reputação é arruinada e o futuro promissor que a aguardaria após a faculdade já não parece tão garantido. Desesperada, ela tenta fazer com que as imagens sumam da rede e, ao mesmo tempo, procura se defender da multidão de pessoas que a julgam. Um dia, quando um cara que ela mal conhece sai em sua defesa e dá uma surra em seu ex-namorado, tudo muda. À primeira vista, West Leavitt é a última pessoa de quem Caroline deveria se aproximar – ele tem um ar sombrio e ganha a vida de forma ilícita. Ela, por sua vez, é o tipo de garota que West sempre tentou evitar. Rica e privilegiada, jamais entenderia as dificuldades pelas quais ele já passou. Mesmo com todas as diferenças, os dois se tornam amigos. Com Caroline, West sente que fará de tudo para ser um homem melhor, e ela encontra nele a força para reagir. Quando parece impossível resistir à paixão avassaladora, West e Caroline descobrem que às vezes a única opção que resta é ir mais fundo.
Intenso. A vida de West Leavitt foi do céu ao inferno em poucos meses. Ele achava que era possível ter um futuro melhor, mas acabou retornando para os dramas diários de sua família. Agora, em meio a uma tragédia, o rapaz não sabe o que fazer para ajudar Frankie, sua irmã caçula. Quando ele está prestes a desmoronar, só uma pessoa lhe vem à mente: a jovem segura e determinada que ele um dia pensou merecer. Longe dali, Caroline Piasecki sonha mais uma vez com West: a pele contra o seu corpo, o cheiro dele, a mão deslizando pela sua barriga... Mas sonhos são apenas sonhos. Ela sabe que o ex foi embora e não vai voltar. Por mais doloroso que seja, Caroline precisa se esquecer do tempo que passaram juntos. Até que seu celular toca e um West transtornado está do outro lado da linha. Sem pensar duas vezes, Caroline vai ao seu encontro. Só que muita coisa mudou desde que eles terminaram. West tenta afastar Caroline de sua vida de todas as maneiras. Ao mesmo tempo, o desejo que sentem um pelo outro parece ter ficado até mais forte no período em que estiveram separados. West ainda sente algo por ela, mas não se considera uma boa companhia para ninguém. Caroline quer estar nos braços de West, mas sabe que deve partir para que ele não sofra. Nesse embate de emoções, eles precisarão encontrar os próprios caminhos e descobrir: por mais intenso que seja o laço que os une, ainda é possível um recomeço?


-------------------------------------------------

A nota da autora, que eu citei acima, consta em Profundo, falando sobre vingança pornô. E como vocês mesmo puderam perceber. ela faz um apelo para que esse tipo de ação se torne um crime previsto por lei. No Brasil, já existe a Lei Carolina Dieckmann que foi criada depois seu caso ganhou uma proporção maior. Romário também tem um projeto de lei para regulamentar esse tipo de crime. 

Imagem da internet
Hoje em dia, infelizmente é uma ação que vem sendo praticada constantemente. Não saberia dizer como me sentiria ao vivenciar uma situação dessa, mas imagino que é como se fosse violada e traída, entre outras sensações complexas demais para expressar em palavras. 

Penso que também esperaria algum tipo de vingança sobre a pessoa que cometeu esse ato horrendo, e não ficaria satisfeita enquanto a pessoa não respondesse por seu crime. Afinal de contas, se fez uma vez, poderá fazer quantas vezes quiser, ainda mais se souber que a justiça não for feita.

Imagem da internet
Já assisti vários filmes, novelas e séries onde a privacidade é invadida. E na vida real, também já ouvi falar de episódios parecidos, mas nenhum próximo de mim. Muitas pessoas ainda ficam quietas diante de violações, e é por isso que deve existir uma conscientização forte para reverter esse contexto.

E vocês, conhecem alguém que já passou por isso


27 comentários:

  1. Oi, Fê!
    Esse tipo de crime é bem complicado porque internet é uma terra sem lei.
    Infelizmente, quem mais sofre esse tipo de vingança é a mulher.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe do sorteio Mês das Mulheres em Dobro
    Porcelana - Financiamento Coletivo

    ResponderExcluir
  2. Oi Fer,

    Adorei essa proposta da blogagem coletiva sobre a Revenge Porn. Eu conheci uma pessoa que teve sua intimidade exposta e pra ela foi um momento bem difícil. Foi o próprio namorado que postou em um grupo de whatsapp. As pessoas não percebem o quão problemático é isso e que agindo dessa forma podem destruir a vida de uma pessoa. Porque sim, vivemos em uma sociedade bem machista, onde o corpo da mulher é tratado como objeto e tabu, então se vazar uma nude ou uma sex tape, meu deus, a vida dela pode acabar.

    É preciso conscientizar as pessoas de que não há nada de errado em nudes, mas que a exposição disso causa sérios danos na vida de nós mulheres. Muitas entram em depressão outras se suicidam. Bem legal o post e espero que as pessoas se conscientizem e sejam mais respeitosas e com bom senso. :)

    Beijo Fer!

    ResponderExcluir
  3. Oi, tudo bem?
    Achei muito bacana a iniciativa da editora em promover essa postagem coletiva!
    Fiz questão de fazer um post também, pois infelizmente a vingança pornô é algo que está cada vez mais comum e tem cada vez mais acontecido com as mulheres principalmente.
    É uma pena que tantas pessoas cometam esse ato contra um ex, pois as consequências psicológicas para a vitimas são sempre grandes.

    Beijos :*
    http://www.livrosesonhos.com/

    ResponderExcluir
  4. Olá, estou achando ótimo ver o tema sendo abordado por vários blogs, é um assunto que realmente precisa de mais conscientização, já li caso de vítimas que se mataram após serem alvo de vingança pornô.

    petalasdeliberdade.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Gostei muito do tema porque é totalmente atual, isso acontece cada vez mais, inclusive com pessoas que conhecemos. Bjos

    ResponderExcluir
  6. Olá, tudo bem? :)
    Já tinha visto o mesmo assunto noutro blog e acho muito importante partilhar consciencializar as pessoas para o assunto. Eu também partilhei na minha fanpage, para que mais pessoas abram os olhos para algo tão importante como a "Vingança Pornô".
    Beijinhos
    www.fofocas-literarias.blogspot.pt

    ResponderExcluir
  7. Oii, tudo bem?
    Infelizmente esse tipo de vingança tem se tornado cada vez mais comum, e esse tema é muito interessante de se abordar em um livro. Eu adorei a campanha que a Arqueiro está fazendo junto a vocês, estão todos de parabéns.

    ResponderExcluir
  8. Concordo com você, muitas pessoas que sofrem esse tipo de violação, ainda ficam com a boca fechada e isso tem que mudar, o assunto está em evidência e a maioria das adolescentes não conhece. Achei essa blogagem coletiva muito importante e espero que mais pessoas vejam sobre o caso e possam se prevenir

    ResponderExcluir
  9. Eu não conheço ninguém que tenha passado por isso, mas, já ouvi de vários casos na internet. Sabe o que me surpreendeu? Foi ver a nota que a autora deixou falando que isso ainda não é considerado um crime na maioria dos estados dos EUA. Isso é um absurdo tremendo. Enfim, sinceramente, assim como você, eu também não sei o que faria se acontecesse algo parecido comigo, só sei que ficaria totalmente perdida e triste. :(

    Vento Literário / No Facebook / No Twitter

    ResponderExcluir
  10. O jogo da capa dos livros esta divina, reparei o que tentaram fazer e acredite deu muito certo, entendo completamente seu ponto realmente a primeira coisa que iria vim a mente é o sentimento de traição,achei legal a atitude da autora, e depois que li a sinopse dos livro me empolguei para fazer a leitura.

    ResponderExcluir
  11. Oi Fê!
    Esse é um tema totalmente atual e ainda recorrente,infelizmente, e que ainda não é tratado pela lei com a devida seriedade.Por isso mesmo a iniciativa da editora e dos blogs de falarem sobre o assunto é algo adorável e que deve continuar.
    Parabéns pelo post.
    Bjs!

    http://porlivrosincriveis.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Oi.

    A Arqueiro está de parabéns pela iniciativa. Gostei muito desse tema abordado nesse livro, esse com certeza será o primeiro que irei ler sobre. Felizmente isso nunca aconteceu comigo ou com alguém que eu conheça, mas acredito que dever ser uma sensação horrível ver sua imagem sendo denegrida e todos verem.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  13. Oi Fê, muito bacana a ideia desse post. Acho importante divulgar esse assunto que está tão em alta e é muito sério, e eu não sabia que era o tema desses livros, agora fiquei bem curiosa para conferi-los, pela nota da autora também me deixou bem cativada. Adorei!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  14. Oie. Achei super criativa essa postagem coletiva e o lançamento dos livros com um tema tão atual, assim é uma forma de conscientizar os leitores. Bacana também o site que a autora passa na nota. E acho uma super injustiça isso ser algo legal na maioria dos estados lá nos EUA, isso precisa mudar, estamos em 2016 e isso é permitido, parece que estamos regredindo. Nunca vi também ninguém que passasse pela situação, mas como você mencionou é um tabu ainda e as pessoas se mantém caladas a respeito. Estou com o primeiro livro na fila de leituras.

    ResponderExcluir
  15. Oi, Fê.
    Eu vi muitos posts sobre essa iniciativa da Editora Arqueiro e acho válido, visto que hoje em dia muitas pessoas sofrem por ter suas fotos intimas vazadas na web sem seu consentimento. Estou muito ansiosa para ler os livros da Robin e espero gostar.
    Beijos!
    http://www.anebee.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Oii!

    Adorei a forma como você abordou o tema!

    Como disse no post é ridículo não ter suas escolhas respeitadas e sua vida exposta em troco de nada.
    Infelizmente isso acontece muito e é uma pena! Estou curiosa com a forma que o tema foi trabalhado e espero ler em breve!
    Adorei a ideia da editora para a divulgação :)

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  17. Olá Fê,
    Primeiramente, parabéns à Editora e aos blogs pela iniciativa.
    Em segundo lugar, devo dizer que estou muito curiosa em relação aos livros, acho que vou gostar.
    Tenho a sorte de não conhecer ninguém que tenha passado por isso, mas, em contrapartida, tenho amigas que tiveram montagens feitas com seus rostos em fotos nada legais. Espero, cada dia que passa, que o homem possa se conscientizar e aceitar que determinada mulher não quer ficar com ele, sem se vingar.
    Beijos,
    http://mileumdiasparaler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Felizmente não conheço ninguém que passou por isso não, e nunca tinha ouvido falar do termo vingança pornô antes de ver essa ação da editora nos blogs. Não consigo nem imaginar como é passar por algo do tipo, adorei o fato de estarem sendo lançados livros referentes a esse tema. Não tinha a menor ideia de que em alguns lugares isso não era considerado crime! Que absurdo!

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  19. Oi!
    Gostei bastante da iniciativa da editora, esse é um assunto que precisa ser discutido, principalmente porque parece ser cada dia mais comum. Nunca acontecei algo assim próximo de mim, mas imagino que deve ser uma situação simplesmente horrível, não só para a vítima, mas para toda sua família...
    Beijos!

    ResponderExcluir
  20. Oie Fê!!!
    Simplesmente adorei essa ação, acho de vital importância falarmos sobre assuntos desse tipo. Como se trata de um tema mais delicado, poucas pessoas realmente tomam frente para falar abertamente sobre ele. Porém não podemos fingir que não acontece, infelizmente já aconteceu com pessoas que eu conhecia e posso afirmar como é devastador para essas pessoas.

    ResponderExcluir
  21. Adorei essa proposta de blogagem coletiva da editora, pois não apenas os livros servem de alerta para essas situações, mas a postagem deixa claro tudo o que fica na dúvida, principalmente se tratando de algo que é difícil ser controlado por estar na internet.

    http://deiumjeito.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  22. Oii!
    Não conhecia os livros e não sabia que era esse o tema abordado! Realmente, hoje é muito comum infelizmente vermos casos assim e é algo ainda pouco discutido! Gostei bastante do tema abordado e também sei como lidaria em uma situação assim :/

    Beijão!
    http://loucaspaginasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  23. Olá
    Adorando essa campanha da arqueiro!!!!

    Já tinha visto esse livro mas não tinha procurado saber sobre o que tratava e me surpreendeu bastante. É realmente um assunto em sério, uma colega minha passou por isso e foi terrível, ela mal sai de casa tamanho constrangimento e concordo com você, as pessoas ajudam compartilhando essa sujeira achando divertido enquanto tem uma pessoa sofrendo por isso, as mulheres são taxadas de promiscuas enquanto o homem sai como o fodão. Infelizmente essa é a sociedade que vivemos.

    Eveton equipe Rillismo
    rillismo.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  24. Oi *---*

    Sensacional essa iniciativa da editora. Nunca passei por isso ou tenho pessoas proximas que ocorreu algum caso. Não compartilho nada que me manda sobre isso, sempre pensei no constrangimento que a pessoa deve estar passando, já vi casos da pessoa até se matar, é falta de caráter a pessoa se divertir enquanto tem outra sofrente, pura maldade. Esses crimes online deveriam ser barrados aqui no nosso pais, lá fora já existe investigadores de crimes online, com tantos casos que temos no Brasil já está mais que na hora de ser implantado. Parabéns a editora e também a autora pela coragem de publicar uma obra com um assunto tão serio.

    Bjos
    rillismo.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  25. Olá,
    Eu não conheço os livros da editora, mas acho que eles estão de parabéns por abordar um tema que é tão comum, mas pouco abordado pela mídia. Acho que é preciso conscientizar as pessoas dos perigo de mandar fotos comprometedoras para seus namorados. Por isso acho importante a iniciativa da editora, em abordar esse tema para seus leitores.
    Beijos,
    Delírios Literários da Snow

    ResponderExcluir
  26. Olá, tudo bom?

    Assim como você, não sei o que faria se algo assim acontecesse comigo. E sim, acho que é horrível quando acontece com pessoas em que confiamos, né? Mas acredito que a pior parte fique com as meninas, que ficam marcadas por coisas horrendas e muitas acabam ficando mal por isso. Muito triste quando isso acontece e acredito que a nossa legislação deveria tratar disso como um crime realmente.

    Muito interessante essa blogagem coletiva, pois dá pra discutirmos mais sobre um assunto como esse, que é recente. Parabéns a iniciativa da Editora. Fiquei bem curiosa para ler o livro.

    Obrigada pela dica, beijos ;)

    http://instantesmemoraveis.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  27. Oi!
    O tema que a autora selecionou para seus livros é super importante, e merece ser discutido mesmo, pois segundo dados as mulheres são as que mais sofrem, e isso tem muito a ver com várias discussões feministas, onde os homens ainda acham que podem fazer o que quizerem sem ter medo de serem pegos, e o pior, ao vazarem algo do tipo ainda são elogiados por amigos.
    Quero muito conhecer os livros para ver a abordagem da autora.
    www.gordinhaassumida.com.br

    ResponderExcluir

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo