3 de abril de 2016

Resenha: Mistério na festa da padroeira - Marcelo Antinori @editorabussola

Informações do livro:
Título: Mistério na festa da padroeira
Coleção Sereia de vidro #3
Autor: Marcelo Antinori
Editora: Bússola
Páginas: 96





Sinopse: Neste terceiro livro da coleção Sereia de Vidro, Marcelo Antinori leva o leitor para uma das festas mais tradicionais de São Paulo, a de Nossa Senhora de Achiropita no Bixiga Enquanto Carmen e Zé Luis procuram o sonhado apartamento em Santos, a ser pago com a recompensa ganha de Coutinho, o narrador diverte-se com Ana Pérsia e Verônica nos hotéis da capital. Mal sabia que Luciana, sua mulher – agora livre do amante francês – é contratada pelo chefão do tráfico para organizar a festa da padroeira do Bixiga. O que deveria ser um novo rumo na carreira de Luciana torna-se um pesadelo na vida do narrador, uma vez que o risco de sua mulher e sua amante se conhecerem pessoalmente nas noites em que o evento rola à solta pelas ruas do tradicional bairro paulistano é enorme. Teria Coutinho contratado Luciana por coincidência ou ele nutria segundas intenções? Em paralelo, as "mulheres" dos chefões do crime organizado pressionam Coutinho para elucidar quem está matando travestis no centro da Capital. Mistério na Festa da Padroeira é escrito com precisão e fluidez por um dos autores brasileiros mais prolíficos da atualidade no Brasil.



Leia também:
Coleção Sereia de vidro #1 Sereia de vidro - Marcelo Antinori (Editora Bússola)
Coleção Sereia de vidro #2 Os crimes do dançarino da Sé - Marcelo Antinori (Editora Bússola)



Resenha: Mistério na festa da padroeira” é o terceiro volume da coleção Sereia de vidro, do autor Marcelo Antinori. E assim como nos outros volumes, a leitura é indicada para quem está a procura de uma história rápida, mesmo porque o livro é bem curtinho, mas que também possui um envolvimento marcante com os personagens.


O protagonista em questão faz a narrativa em primeira pessoa, e começa fazendo reflexões sobre sua vida e de como as coisas podem mudar o mais rápido possível. Pelo menos essa é a principal impressão que o autor nos passa, visto que parece se sentir um tanto desconfortável com o rumo de alguns acontecimentos.


Fala que sentiu que sua inspiração estava melhorando e é claro que isso é algo bem positivo na vida de uma pessoa. Também tem Ana Pérsia, Luciana e Verônica, e as vezes, devo confessar que as coisas acabam se tornando bem estranhas mesmo. Tem até comando de crime organizado e chefão do tráfico envolvido nas cenas, diante de atitudes ainda mais arriscadas.


Na verdade, acredito que a real intenção do autor é mesmo misturar personalidades diferentes, assim como suas próprias culturas. E de certa forma, as situações também são hilárias e irônicas, mesmo porque o leitor custa a compreender como as coisas conseguem se desenrolar tão rápido. Podemos pensar que tudo é irreal demais, mas no final das contas, infelizmente tem mais a ver com a nossa realidade do que podemos imaginar.


Claro que não poderia deixar de comentar também sobre a tradicional festa de Nossa Senhora de Achiropita em São Paulo. Segundo o texto, ela é a padroeira da Bela Vista e também padroeira dos imigrantes italianos que vieram de Calábria no começo do século passado. A festa acontece sempre em no mês de agosto e os moradores antigos apelidaram essa tradição no bairro de Bixiga.


Sempre gostei muito da escrita do autor por saber conciliar bem os elementos, seja de mistério ou de outras problemáticas relacionadas e tantas outras curiosidades citadas. E não é porque há poucas páginas, que não há um bom desenvolvimento, pelo contrário, afinal de contas, isso é um dos principais destaques do enredo.


Classificação SEL: 4/5


24 comentários:

  1. Olá :)
    Não conhecia a série e achei o livro 3 bem interessante. Irei conferir as resenhas dos outros dois livros.
    Abraço
    Retomando a Série Brasilidade, entrevistamos o autor Davi Medeiros lá no blog :D
    http://interessantedeler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Elileudo, tenho certeza que você vai gostar e se tiver perguntas, escreva para mim

      Excluir
  2. Oie !
    Não conhecia esse livro nem muito sobre o autor, mas gostei muito de saber que é uma leitura rápida. Narrativas em primeira pessoas são leituras mais rápidas mesmo, acho que a gente se identifica mais!
    Gostei muito sobre o que você falou do livro em ser hilário e irônico ao mesmo tempo que tem a ver muito com a nossa realidade, fiquei curiosa!
    Beijos!!


    LuMartinho | Face

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A ideia é esta Lu. livros rápidos, agradáveis com personagens fortes.
      Um abraço

      Excluir
  3. Oi Fernanda, quando li o nome do livro, achei que era algum depoimento ou estudo sobre os bastidores de alguma festa que acontece na cidade de Aparecida do Norte. Mas o fato de ser uma ficção e a sua premissa também me deixou curiosa. Não conhecia a série e pelas histórias serem curtas, acho que vale a pena conhecer o trabalho do autor. Valeu pela dica!!!
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ivi, obrigado pelo interesse. Se ler e quiser comentar, por favor, escreva.

      Excluir
  4. Olá Fê,
    O autor parece conciliar bem os elementos da trama. Confesso que fiquei um pouco curiosa com a leitura e acho que faria a leitura, sem dúvidas.
    É legal essa miscigenação de personalidades e culturas. Isso, se feito bem, atrai muitos leitores.
    Já anotei a dica.
    Beijos,
    http://mileumdiasparaler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bruna, e se tiver qualquer comentário depois da leitura, me avise.

      Excluir
  5. Oi Fernanda,

    Acho que o que mais me chamou a atenção nesse livro, é ele misturar as personalidades e as culturas. Acho isso muito interessante e normalmente fico curiosa a cerca de como os autores desenvolvem essa mixagem de coisas. Fiquei bem curiosa mesmo e vou ler as outras resenhas para entender melhor a história. beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anelise. a ideia é a de contar estórias que parecem estar acontecendo do outro lado da janela do ônibus.

      Excluir
  6. Oii, tudo bem?
    Ultimamente eu tenho apreciado livros curtos, pois estou sem tempo para tudo. Eu gostei muito da premissa desse livro, acho que é diferente das coisas que eu estou acostumada, e saber que mesmo sendo pequeno ele tem um bom desenvolvimento, me deixa animada para conhecer a historia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Livros tem de ser curtos. São muitas as opções. Grandes, só os clássicos.

      Excluir
  7. Olá!
    Não conheço a série nem o autor, mas algo que para mim é negativo, é o número de páginas. Mesmo que o enredo seja bem desenvolvido, livros pequenos me fazem demorar mais para ler, (vá entender).
    A temática desse livro é algo bem diferente do que costumo ler, achei que a história é boa, mas não fiquei com vontade realmente de lê-lo.

    Abraços, Lara.
    http://www.imperio-imaginario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pena Lara. Quem sabe um dia você mude de ideia. Procurei eliminar a enrolação que o autor escreve para impressionar as editoras. Minhas estórias vão direto ao ponto. E são pequenas para deixar um gostinho de quero mais.

      Excluir
  8. Oi Fê,
    Eu não conhecia o autor ainda (não que eu me lembre) e nem o livro. Acho muito interessante quando os livros misturam a ficção com a realidade, como você falou que esse muita coisa pode parecer irreal mas no final tem muito da nossa realidade. Apesar de suas boas impressões sobre a obra, infelizmente, não consegui me sentir atraída para a leitura. Não digo que achei ruim, não mesmo, só não é um tipo de leitura para mim.

    ResponderExcluir
  9. Obrigado a Fernanda e a todos vocês pelos comentários. Para quem estiver interessado os livros podem ser encontrados no site da Amazon.com.br e no site da Livraria Cultura -http://www.livrariacultura.com.br/busca?N=0&Ntt=marcelo+antinori
    Grande abraço a tod@s

    ResponderExcluir
  10. Não conhecia o autor, mas achei interessante essa mistura de diferentes personalidades e culturas, e fiquei imaginando o resultado estranho que isso deve dar. Gostei da ideia, vou dar uma procurada no livro, mas como é uma série, creio que terei de ler os outros dois primeiro.

    Tatiana

    ResponderExcluir
  11. Oiee ^^
    Ainda não conhecia o autor e nem o livro, mas como eu não sou muito fã de livros de mistérios, não fiquei muito curiosa para lê-lo, mesmo sabendo que há uma grande dose de realidade na história, coisa que eu gosto. Mas vou indicar o livro para um amigo que curte histórias assim, tenho certeza de que ele vai gostar, e fico feliz por você ter gostado também :)
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Olá... tudo bem??
    Não conhecia a série, e que bom que o autor te conquistou a esse ponto de você querer saber mais e continuar realizando a leitura... é tão bom sermos conquistados desta forma... fiquei curiosa com o enredo apresentado e o pouco do mistérios envolvido na história... parece que a leitura foi bem fluida... Xero!

    ResponderExcluir
  13. Ooi,
    Não conhecia o livro mas fiquei feliz em saber que o autor consegue, mesmo com poucas páginas, envolver o leitor com os personagens. Fiquei bastante curiosa quanto a festa da Padroeira que eu não conhecia! Vou procurar saber sobre os livros anteriores mas já anotei aqui a dica!
    Vitória Zavattieri
    Corujas de Biblioteca

    ResponderExcluir
  14. Conheço a coleção, mas ainda não tinha visto nenhuma resenha do terceiro volume. Nossa, a Festa da Nossa Senhora Achiropita é bem pertinho da minha casa, acho que o livro já me ganharia aí. Só achei um pouco confuso isso que você disse sobre o Bixiga, é o apelido de parte da Bela Vista (a parte em que eu moro), ficou parecendo que é o apelido da festa. Enfim, achei o livro bem interessante e leria se tivesse oportunidade.

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  15. Oii,

    Não conhecia esse livro, nem os outros. Mas gostei da premissa e da sua resenha sobre o livro. Gostei de ler sobre a Nossa Senhora Achiropita, pois não sabia de tal informação. Parabéns pela resenha.

    beijos

    ResponderExcluir
  16. Oi!
    Adorei o nome da coleção!! <3
    É tão gosto quando um autor consegue conciliar e desenvolver bem os seus elementos na trama, né?! Que bom que neste livro isso ocorreu. Mas pela premissa eu não me interessei pela obra.

    Abraços,
    Andy - http://www.starbooks.com.br

    ResponderExcluir
  17. Olá,
    Eu fiquei um tanto curiosa, porém não entendi muito bem o que o livro trabalha, talvez por ser o 3 livro e pelo fato se ser uma resenha sem spoiler. Mas vou ler a sinopse do primeiro para ler e saber se eu quero ler ou não.
    Beijos,
    Delírios Literários da Snow

    ResponderExcluir

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo