26 de abril de 2016

Resenha: Quem é essa tagarela? - Cris Bicudo @primaveraeditor

Informações do livro:
Título: Quem é essa tagarela?
Autor: Cris Bicudo
Primavera Editorial
Páginas: 300





Sinopse: Nessa obra, Cris Bicudo apresenta sua história de forma divertida e inusitada. Com o foco na questão da deficiência auditiva, Cris consegue compor cada sentença de forma leve sobre os diversos acontecimentos que permearam sua vida. Traçando um panorama de sua infância até as viagens realizadas recentemente, a autora consegue demonstrar as dificuldades por quais caminha e ao mesmo tempo desmitificar a ideia de limitação que cerca os deficientes. Um livro como este é um estímulo aos deficientes auditivos, às suas famílias, aos profissionais envolvidos em reabilitação e aos pesquisadores que procuram novas soluções. Ao final, o leitor fica com a sensação de respeito e admiração pela autora. Aquele tipo de consideração que se tem pelas pessoas que ganham um concurso, obtém um título ou ganham uma grande competição.


Resenha: Quem é essa tagarela?” chamou a minha atenção inicialmente pela sinopse, que deixa uma impressão de que a obra é diferente e muito marcante, de uma maneira que pode tirar o leitor de sua zona de conforto, especialmente por tratar de memórias autobiográficas. Não fiquei surpresa sobre o quanto gostei desse livro, afinal de contas, a gente sabe quando consegue se identificar  com um título.


A própria autora não o classifica como autoajuda, e em nenhum momento achei que fosse mesmo, já que consegui entender a proposta inicial. Assim, a autora quis escrever sobre si mesma, de um modo que pudesse repassar novos pontos de vistas para a sociedade. Apesar disso, o texto nos proporciona muitas reflexões, e é claro que as interpretações podem variar de acordo com cada leitor.


Silêncio: Cristina é portadora de uma perda auditiva profunda desde seu nascimento, como é explicado já no prefácio, escrito por Clemente Isnard Ribeiro de Almeida (Otorrinolaringologista, CRM/SP 12089). Também é possível ler algumas palavras de Anna Maria Amaral Roslyng-Jensen(Fonoaudióloga Clínica – CRF ª n° 4549 -SP). Essas contribuições só comprovam o quanto o processo de desenvolvimento desse livro é especial.

Já na introdução, Cris se apresenta e ainda explica como surgiu a ideia de escrever este livro, e o melhor é que tudo é feito de forma mais detalhada possível e ainda assim, consegue ser o mais simples possível. Então é assim que acompanhamos algumas partes de seu cotidiano, sobre sua família, médicos, memórias, descobertas, amizades, superações, romances, viagens e tantas outras aventuras interessantes para serem compartilhadas.


A leitura é muito gratificante, assim como também se torna agradável na medida em que começamos a nos envolver mais, o que não demora muito para isso acontecer. Confesso ter imaginado que a leitura seria demorada, mas quando comecei a ler não parei mais, ainda mais por conta da curiosidade em saber mais sobre seus conhecimentos.


Minha mãe é professora e já trabalhou com deficientes auditivos, por isso que eu também tinha um contato maior com eles. Aprendi mais sobre as limitações de um portador, assim como a comunicação, dificuldades, desafios, fatores emocionais, relações diante da própria condição e outras experiências impostas. E com certeza, aprendi várias lições, e que levarei para a minha vida inteira.



A Primavera Editorial também está de parabéns pela diagramação de modo geral (apesar das folhas serem brancas), seja pela capa linda e que remete a detalhes empolgantes nas histórias narradas, ou por outros detalhes, como capítulos bem resumidos e a apresentação de fotos em momentos importantes da autora nas últimas páginas.


Classificação SEL: 4/5


20 comentários:

  1. Oie! Já fiquei querendo ler o livro e o melhor é que aparentemente a cristina conta apenas a realidade, nunca fantasiando ou fazendo as coisas parecerem mais do que são, isso é ótimo e serve para desmistificar muitas coisas. Já gostei do fato de o prefácil ser escrito por um médico. Uma coisinha que notei na sua resenha, quando você fala que aprendeu mais sobre as limitações de um portador, hoje em dia o termo portador foi abolido das deficiências por parecer que a pessoa carrega aquilo consigo, nas leis já não se usa mais, em fim, só a título de curiosidade mesmo, ee. Adorei a resenha e espero poder conferir essa obra.

    ResponderExcluir
  2. Olha que interessante... o mundo sob a percepção de alguém que tem perda auditiva... tenho paixão por livros autobiográficos, mais paixão ainda quando eles não vitimizam a própria pessoa e não tem como função trazer uma lição de moral. Com certeza fiquei muito curiosa para ler esse livro... tenho vários amigos surdos, e é legal pra poder indicar pra eles tbm. Como trabalho com correção de cadernos de estudos pra uma faculdade, esses dias corrigi um de libras e me infiltrei nesse mundo da surdez e deficiência auditiva.... :)

    obrigada por compartilhar. beijos

    ResponderExcluir
  3. Que livro interessante. E que ideia boa a autora teve de desmistificar um pouco a deficiência auditiva. Deficiência não é necessariamente sinônimo de incapacidade e nada melhor do que uma pessoa que convive com isso há tanto tempo para nos mostrar.

    Imagino que seja uma leitura muito gratificante mesmo.

    Beijos
    http://aquelaborralheira.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Fernanda, tudo bem?
    Esse livro me parece muito interessante, já que podemos ter uma ideia de como é o cotidiano e as dificuldades enfrentadas de uma pessoa portadora de deficiência auditiva. Muitas pessoas acreditam que ser deficiente é sinônimo de inatividade, por isso é importante que esse tipo de livro seja divulgado para que elas possam desconstruir esse preconceito e compreender melhor a vida dos deficientes.
    Adoro livros que me fazem refletir, então espero ter oportunidade de conhecê-lo em breve.

    Beijos! ♥

    ResponderExcluir
  5. Acho muito legal ler essas biografias, que mostram que só porque não somos iguais uns aos outros não quer dizer que somos menos capazes ou mais capazes de fazer qualquer coisa. Eu acredito muito as nossas limitações quem impõe somos nós mesmos, porque nos limitamos quando estamos com medo, inseguros. De resto, é só colocar a cara a tapa e tentar e tentar e tentar que um dia a gente alcança o nosso objetivo. Eu adorei a capa e com certeza leria a história da Cris :)

    Um Metro e Meio de Livros

    ResponderExcluir
  6. Olá Fê,
    Também não conseguiria classificar o livro como auto ajuda, pois acho que ele vai além disso. Parece ser um livro extremamente reflexivo.
    Gostei muito da premissa dele e da construção, ter textos de médicos, torna a história mais palpável e real. A minha avó sofre com perda auditiva, por conta da idade e sei como a comunicação é complicada. Ela já tem mais de 80 anos, então, aprender um novo meio de comunicação agora é inviável, só nos resta gritar (infelizmente).
    Fiquei interessada na leitura e espero ter a oportunidade de ler em breve.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  7. Olá, tudo bem?

    Gostei muito da sua resenha, gosto de resenhas assim: simples e objetivas. E o mais importante: sem spoilers! ;)

    Eu AMEI a capa desse livro e amei mais ainda essa sinopse. Como você disse, a gente logo sabe quando se identifica com um livro e eu, com certeza, me identifiquei com esse.

    Também não ficaria surpresa se o amasse. Já quero ler <3

    Beijos e até mais!

    dreamsandbooks.com

    ResponderExcluir
  8. Achei muito bacana o tema abordado nesse livro sobre deficientes auditivos e por mostrar um pouco de que uma deficiência não significa que você não possa ser capaz de lutar e se desenvolver. Achei a premissa interessante e com certeza vou ler para me inteirar mais sobre o assunto!
    bj

    ResponderExcluir
  9. Olá!! :)

    Pareceu-me uma leitura bem interessante e aprendizada! :)

    Confesso que nunca tinha ouvido falar e que, ao ver as imagens, nao me chamou muito a atenção.. Já depois de ler a resenha, fiqeui interessado, embora nao me pareça ser dos meus generos de eleiçao! :P

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  10. Oie!
    Gostei bastante dessa indicação, pois é um livro que vai trazer um pouco mais sobre a realidade das pessoas. Achei bem interessante as imagens separadas do livro, e com certeza será um título que vou ler, para conhecer mais.
    Bjks!
    Blog Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  11. Oiee ^^
    A capa é mesmo linda ♥ ainda não conhecia esse livro, mas fiquei bastante curiosa para lê-lo, principalmente por parecer ser uma leitura tão gratificante e bonita, além de diferente. Acho que nunca li um livro com premissa igual ou parecida, então fiquei duplamente curiosa.
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. 0i!
    Eu também, assim como você, a primeira vista pensei que esse livro fosse auto-ajuda mas que legal saber que não é e que ele retrata as experiências da autora e que ainda conta com o aopoio de profissionais especializados. Deve ter sido um livro muoto bacana e com bastante aprendizagem, sempre bom quando levamos bons ensinamentos de algo.
    Beijos,
    Andy - StarBooks

    ResponderExcluir
  13. OI!!

    Fê, eu gosto de livro assim, mesmo sendo bibliográficos. Gosto dessa questão da empatia, de colocar-se no lugar do outro, de conseguir observar o mundo de outra perspectiva, de como o cotidiano de qualquer pessoa especial pode vim a ser e principalmente o pq do tratamento diferenciado se todos somos iguais?! Obrigada gostei da dica e já esta na minha estante no skoob beijos!

    ResponderExcluir
  14. Oi
    Não conhecia o livro, mas adoro biografias e essa parece ter um pouco de tudo.
    Muito bom ver a experiência da autora e suas impressões foram tão legais que fiquei curiosa.
    A diagramação e capa estão perfeitas mesmo.
    Gostei da dica.
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  15. Olá tudo bem?

    Não conhecia o livro mas fiquei meio perdida quanto ao que ele propoe. Pelo que entendi a autora contou um pouco de suas expericencias e coisas reais em nada trazendo ficção a obra. Acho interessante mas confesso que não é meu gênero favorito de leitura. A capa me lembrou bastante sobre tripes e viagens.

    Bjos
    http://rillismo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Ola Fe lindona amei essa capa, gostei muito da premissa e pelo visto a história da autora nos envolve o que empolga ao ler, estou sempre aberta a leituras como essa, conhecer p
    pessoas que superam suas dificuldades de uma maneira positiva nos levam ótimas mensagens. Dica mais que anotada. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  17. AH, que livro lindo! Fiquei encantada com a premissa dele e já quero um exemplar para mim <3 Já quero conhecer a história da Cris e as situações inusitadas pelas quais ela já passou! Deficiência auditiva ainda é um assunto que pouco sei, e gostaria de entender melhor como é viver com isso.
    Beijos

    ResponderExcluir
  18. Olá!

    Não conhecia o livro, mas parece ser uma leitura que contribuirá bastante para que tenhamos um outro ponto de vista em relação ao assunto abordado. Eu trabalhei por muito tempo em uma clínica e no andar onde eu trabalhava tinha o consultório da fonoaudióloga, e pude presenciar muitas crianças e jovens com problemas parecidos. Pretendo ler o livro com toda certeza.

    http://soubibliofila.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Oie.
    Eu jurava que o livro fosse um autoajuda e por esse motivo o descartei, e agora entendo a importância de pelo menos as vezes ler algo sobre o livro antes de julgar pela capa e sua resenha me deixou completamente animada. Gostei muito da premissa, nunca li um livro onde a personagem tem uma deficiência auditiva e tenho certeza que vai ser uma grande lição de vida ler esse livro.
    Adorei saber que a leitura flui com facilidade e envolve o leitor. Gostei muito mesmo da sua resenha (e das fotos) e assim que eu tiver a oportunidade solicitarei esse livro.

    ResponderExcluir
  20. Não é o estilo que estou acostumada a ler, mas fiquei super curiosa e interessada no livro lendo sua resenha. Acredito que seria uma boa sair da zona de conforto e conhecer uma nova autora e sua história :)
    E pelas fotos, a edição está linda!!!
    Beijinhos,
    Lica
    http://amoreselivros.com.br

    ResponderExcluir

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo