8 de abril de 2016

Resenha: Vango - Entre o Céu e a Terra - Timothée de Fombelle, Editora Melhoramentos

Informações do livro:
Título: Vango - Entre o Céu e a Terra
Vango # 1
Título original: Vango – Entre ciel et terre
Autor: Timothée de Fombelle
Editora: Melhoramentos
Páginas: 360




Sinopse: Salvar a pele e, ao mesmo tempo, descobrir a própria identidade. Este é o grande desafio de Vango, o jovem herói do novo romance do escritor francês 'Timothée de Fombelle'. Ao ler esse thriller histórico, ambientado no conturbado período entre as duas grandes guerras mundiais, somos impelidos a fugir com Vango pelos cinco continentes, num clima de absoluto perigo e suspense. Este rapaz órfão de 19 anos desconhece sua origem assim como desconhece a motivação do franco atirador que, além da polícia, está em seu encalço. Deparamo-nos com Vango na solenidade em que ele e outros seminaristas seriam ordenados padres na suntuosa catedral de Notre-Dame, em Paris. O assassinato do padre Jean, seu protetor, desencadeia a perseguição ao rapaz, que empreende uma fuga espetacular ao escalar nada menos do que os famosos vitrais da catedral. Essa cena é apenas um exemplo do clima de perseguição e aventura de que é feita toda a narrativa, quando acompanharemos nosso protagonista em situações e lugares improváveis - como um intruso escondido num caça da SS, galopando nas Terras Altas da Escócia, dependurado num vulcão italiano ou sobrevoando o Brasil e vários outros lugares num zepelim. O fracasso em não ter sido ordenado padre deixa nosso herói arrasado, mas a jovem Ethel fica bem feliz. É ela quem vai ajudar Vango a provar sua inocência e descobrir sua identidade. Também fazem parte da saga outros personagens marcados por vidas cheias de segredos, como Mademoiselle, a Senhora Poliglota e sem memória com quem Vango é salvo do naufrágio na costa da Sicília aos três anos de idade e Hugo Eckner, personagem verídico, comandante alemão do Graf Zepelin, esse grande dirigível que fascinou o mundo nas primeiras décadas do século XX. Outras personalidades incorporadas à história são Joseph Stalin, sua filha Svetlana e Adolf Hitler.




Resenha: Vango – entre o céu e a terra”, Timothée de Fombelle, foi uma verdadeira surpresa para mim. Comecei a ler sem muitas expectativas, porém a narrativa se torna envolvente a medida em que percebemos todos os perigos e mistérios entrelaçados na trama, esta que é repleta de suspense. Não tem como prever os próximos passos e é justamente por isso que as cenas são tão animadoras.

O protagonista, Vango Romano, é muito peculiar, muito mesmo. E o leitor fica bem dividido diante de suas dúvidas e receios, além de que sua história não deixa muitas pistas sobre o que de fato é importante em sua vida. Por mais que o leitor não compreenda certas atitudes, seu jeito de ser chama a atenção por ser tão ativo e centrado em seus objetivos.

A obra inicia a partir do momento em que Vango se torna um fugitivo, antes mesmo que a cerimônia para se tornar padre pudesse se completar. Ele se tornou um fugitivo, e ainda assim nem imagina do que está sendo culpado. O autor analisa com muita cautela todas as personalidades desse personagem, fazendo com que surjam novas ideias sobre si mesmo.

Assim, a narrativa também explora sua vida, desde a época da infância, suas resistências, encontros inesperados, armadilhas e até quando começa a fazer escolhas mais difíceis. Os efeitos das crises expostas pela ambientação também merecem destaque, justamente por estruturar tantos tópicos graves e seleções complexas. Tudo é muito emblemático, e por fim sabemos mesmo que é possível encontrar algumas verdades nesta obra.



O livro é dividido em três partes e, particularmente, adorei o fato de que no alto das páginas está escrito o nome do determinado capítulo. Não sei vocês, mas sou dessas que volta um milhão de vezes para conferir esta informação. E é claro que esse complemento nas páginas se faz ainda mais bonito na edição e, portanto, gratificante.

É uma aventura fantástica e todos os personagens citados ao longo do texto são extremamente importantes para seu desenvolvimento. Enfim, outro aspecto importante desse livro são as passagens históricas, que se revelam sutilmente, e é claro que os períodos incrementam cada acontecimento com uma ousadia bem maior que o esperado.


“Vango se sentia ameaçado. Desde que tinha 14 anos, diziam que ele sofria de uma doença cujo nome um médico psiquiatra escrevera em letras maiúsculas em sua ficha: PARANOIA. Por causa dessas oito letras, por pouco não fora posto porta afora do seminário.” Pg.28


Classificação SEL: 4/5


15 comentários:

  1. É muito legal quando começamos a ler um livro sem grandes expectativas e a leitura nos envolve e nos consome. Não conhecia o livro e já estou empolgada para ler só por que você falou que todos os personagens no enredo são importante e eu quero ver como isso vai funcionar na história.
    Adorie a dica!
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Oi Fernanda!

    Eu me interessei pelo livro só pela capa, que é linda de mais! Eu não conhecia a história e adoro quando são assim, fantásticas, exploram todos os personagens e vão desmembrando toda a história. Fiquei bem feliz em conhecer este livro e se eu tiver a oportunidade de lê-lo, farei. Parabéns pela resenha!

    beijo!

    ResponderExcluir
  3. Ooi, adorei a premissa do livro, a capa deu aquele ar mesmo de fugitivo, fiquei muito curiosa pra saber um pouco mais da vida do personagem, e gostei bastante que tem umas passagens históricas no livro. Espero ler assim que der.

    Beijos
    www.apaixonadaporleiturass.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oie! Nossa, essa resenha me deixou profundamente interessada, um cara que quer ser padre mas precisa fugir e passa por muitos lugares, e alguém paranoico aparentemente ainda por cima. Gosto do fato que você menciona que podemos ver um pouco de coisas históricas nele. Acho que eu gostarei da leitura, quero tê-lo.

    ResponderExcluir
  5. Olá Fê,
    Já tinha visto a capa desse livro, mas não sabia do que se tratava.
    Confesso que fiquei bem curiosa para saber o que acontece, pois gosto bastante de livros com passagens históricas e personagens fugitivos.
    Acredito que vá curtir a leitura, quando fizer.
    beijos,
    http://mileumdiasparaler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Eu sempre tive uma curiosidade com esse livro mas nunca me interessei de verdade para fazer a leitura dele. Agora, lendo a sua resenha, eu descobri que é uma aventura muito boa e que pode me prender mesmo durante a leitura, vou anotar na lista de possíveis compras, são tantos livros menina que tenho que ter duas listas: futuras compras e possíveis compras kkkk fora a lista interminável do "quero ler" lá no skoob kkkkkk

    ResponderExcluir
  7. Acho que nunca li um livro de autor francês e por mais que a premissa não tenha chamado muito minha atenção eu daria uma chance só para conhecer um pouco da escrita e da literatura francesa. Vai que eu goste quando ler.
    Bj
    Camila Bernardini Coelho

    ResponderExcluir
  8. Olha ao ler sua resenha eu não sei o que pensar, eu acho que teria que ler o livro para ter uma ideia sobre a estória. Eu já li algumas resenhas, mas nunca tive muito interesse e sinceramente lendo com calma agora eu achei que talvez eu venha a gostar, mas não é um livro assim que pegaria para ler amanhã por exemplo. Eu acho que vou dar uma chance mais pra frente, porque achei que tu desenvolveu bem sobre a estória do livro, embora eu tenha ficado com algumas dúvidas. Ficou meio que um vazio ai no ar sabe? Queria saber um pouco mais. Mas mesmo assim espero curtir a leitura e que seus leitores dê a oportunidade de fazer a leitura também.

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2016/04/resenha-lost-boys.html

    ResponderExcluir
  9. Olá!! :)

    Estou muito curioso! E queria conhecer o livro! Eu adoro o genero!! :) Aventura, misterio, e partes historicas (se bem "colocadas", como disseste ter acontecido neste livro!!) :)

    Fico mesmo com uma vontade ENORME de o ler!! :) Espero fazê-lo em breve! :)

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  10. Oiii!!

    Nossa eu estava super afim de ler esse livro, mas acabei deixando de lado e me esquecendo, a obra parece ser ótima. Pela sua resenha, é bem escrita e muito detalhada o que é bom

    Lembro do booktrailer que fiquei encantada com a proposta é a cada resenha isso aumenta.
    Gostei da sua resenha e da forma que resolveu falar do enredo. A foto ficou linda (amo fotos em.resenhas) e obrigada pela dica, não esqueço mais.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  11. Pelo nome do livro e pela capa não daria nada por ele, sério. Mas só a sinopse me deixou muito curiosa, esse coisa de perseguição é muito legal e tenho certeza que ia apreciar muito a leitura, na verdade me lembrou muito A Identidade Bourne (no sentido de ser perseguido e de não saber muito sobre sua origem). E ele ainda é tido como paranóico! Tadinho...
    Anotei a dica!
    Abraços,
    ~Duda~ www.dudaecami.com

    ResponderExcluir
  12. Oiii, tudo bem????
    Logo que eu vi esse livro sendo lançado eu já fiquei com muita vontade de ler, mas confesso que nem sabia direito do que se tratava :P
    Só a capa e o título já me interessaram :)
    Mas agora, lendo sua resenha e comentários fiquei interessada. Fiquei curiosa para saber do que o personagem está fugindo :3 E pelo visto a edição está muito bacana também né? O que é algo sempre legal =D
    Beijoooos
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Oie
    Nossa, a capa desse livro me chamou bastante a atenção! Não sabia sobre o que se tratava essa trama, e gostei quando detalha que são divididas em três partes, e pelo que notei, são bem marcadas. E por ter recebido uma nota 4, o livro te surpreendeu bastante. Uma ótima indicação.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  14. Olá Fê,
    fico feliz que o livro tenha sido uma surpresa boa pra você, eu acabei não me interessando muito por essa história, mas também tenho tido boas surpresas ultimamente, felizmente esses livros existem né? As vezes é bom, pensar que nada demais nos espera e de repente nos depararmos com boas histórias que vão nos pretendo e conquistando no decorrer da leitura.

    Abçs
    Sou bibliófila

    ResponderExcluir
  15. OIe Fê, tudo bem?

    Quando li a premissa e vi quem Vango estava a procura do seu eu, me lembrei do Pequeno Príncipe, ainda mais por ele ter passado pelos cincos continentes. O livro me chamou bastante atenção, juro que só pela capa acho que não leria, mas o conteúdo gostei bastante, é tão bom quando a gente não dá nada para o liro e se surpreende, né? Espero poder ler.

    Bjs

    ResponderExcluir

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo