2 de junho de 2016

Resenha: Transformer: A história completa de Lou Reed - Victor Bockris, Editora Aleph

Informações do livro:
Título: Transformer
A história completa de Lou Reed
Título original: Transformer: 
The Complete Lou Reed Story
Autor: Victor Bockris
Editora: Aleph
Páginas: 498




Sinopse: Responsável por antecipar o espírito simples e libertário do punk, Lou Reed, líder da seminal banda The Velvet Underground, seguiu os caminhos mais perigosos e cheios de glamour em busca de um bom refrão. Transformer: a história completa de Lou Reed narra a trajetória desse artista tão plural e dissonante, dissecando suas transformações ao longo de quarenta anos de carreira. Bockris relata desde o tratamento de eletrochoque ao qual Lou foi submetido na adolescência último recurso da tentativa frustrada de barrar sua rebeldia e sua homossexualidade até os sucessos e as polêmicas da carreira solo, passando pelas relações con­flituosas com suas musas e por seus problemas com drogas. As muitas camadas de um artista complexo são reveladas de maneira inusitada, em relatos de quem o conheceu de perto, como John Cale, Andy Warhol, Nico, Laurie Anderson, William S. Burroughs e David Bowie.



Resenha:Transformer: A história completa de Lou Reed” é, definitivamente, um livro que precisa ser lido por quem gosta de acompanhar histórias problemáticas e, principalmente, reais. Tenho certeza absoluta de que não conseguirei repassar nem a metade (da metade) do que essa obra representa, afinal de contas, todas as informações contidas são muito bem desenvolvidas, exploradas e situadas de modo que o leitor entre de cabeça na vida duvidosa de Lou.



A diagramação da Editora Aleph está impecável, por isso merece muito destaque quanto a isso. A capa é dura e as características não poderiam ser mais marcantes e irreverentes, bem ao estilo de Lou. Claro que a obra também conta com imagens dele e de ocasiões importantes. E o título “Transformer” vem do segundo álbum solo do cantor.

É notável o quanto o autor pesquisou bastante para desenvolver esse livro, o que torna tudo ainda mais especial. Esse livro apresenta vinte e sete capítulos, mais duas apêndices, sobre inventário das obras de Lou Reed e sua cônjuge Laurie Anderson, e entrevistas passadas com Lou. Nas últimas páginas, ainda é possível conferir as várias fontes e algumas notas, além da bibliografia e índice remissivo.


Conhecemos mais a fundo sobre seus pais e suas peculiaridades mais preocupantes, sobre épocas de sua vida, sobre seu jeito de querer conquistar tudo ao mesmo tempo e no limite, seu vício com drogas. Como se portava diante de um romance ou como reagia a pontos negativos, porque pelo jeito, além de controlador, ele era muito difícil de conviver e parecia ter inúmeros disfarces. De longe, já dava para perceber o quanto era crítico da sociedade; era uma incógnita, isso sim, e passou por vários períodos e transformações significativas.


Lou era, sem dúvidas, um garoto rebelde e problemático demais, ainda mais para sua época. Seus pais eram conservadores e por isso não admitiam que ele poderia ser homossexual. Passou por psiquiatras e tratamentos de eletrochoque e mais terapias, além de tranquilizantes. Os pais ficaram apreensivos, é claro, mas imaginaram que estavam fazendo o melhor para ele. Mas para ele, se seus pais o amassem de verdade, nunca permitiriam esse ato odioso.


Sinceramente? É mesmo um horror ler sobre todo esse sofrimento, ainda mais sabendo que é real e as consequências de todos os atos são absurdas. O leitor sente as mais diversas emoções e é por isso que a leitura se torna tão séria e especialmente forte. É impossível não se envolver nos relatos feitos nessa obra.


Confesso que não sou muito fã de biografias, porém como conhecia pouca coisa – ou basicamente nada – sobre o cantor, guitarrista, compositor e influenciador, Lou Reed, decidi me aventurar em sua história. E acho muito importante o modo como o leitor começa a ler sobre alguém desconhecido para si mesmo, e nas últimas páginas se sente mais íntimo do que nunca.

Desde cedo, desenvolvera uma intimidade única com as canções e vivia cercado por seus cadernos de poemas e contos. Seu amor era totalmente voltado para o rock and roll, e o próprio texto sugere que isso fora sua salvação em determinado momento. Lewis Allan Reed nasceu em 02 de março de 1942 e faleceu em 27 de outubro de 2013.


Devo admitir que foi uma leitura bem interessante e extremamente complexa. Demorei umas duas semanas, ou mais, para finalizar, mesmo porque é muita coisa para absorver e o leitor fica refletindo sobre tudo que descobre, não é nem pelo fato de ter mais de quatrocentas páginas. Claro que a própria sinopse já chama a atenção por revelar passagens obscuras sobre ele, entre outros aspectos intrigantes, mas não é nem a metade de tudo que passou.

Classificação SEL: 4/5


17 comentários:

  1. Oi, tudo bem?
    Não conhecia o livro ainda mas a diagramação dele está bem caprichada!
    Não conheço esse cantor, então sinceramente o livro não me interessou.
    Não sou muito de ler biografias, só leio se for alguém de quem eu realmente seja fã.
    Fico feliz que a leitura tenha agradado, mesmo sendo uma leitura complexa.

    Beijos :*
    http://www.livrosesonhos.com/

    ResponderExcluir
  2. Eu tenho que confessar que no inicio quando você colocou que é uma historia problemática fiquei bastante reticente, sou um tipo de leitora que quer arrancar tudo que a obra pode dar, mas apesar da hesitação aquele velho bichinho da curiosidade não me deixa ceder a esse sentimento e eu acabo gostando de livros que me deixem de ressaca. E, segundo sua resenha este livro com certeza me deixaria com ressaca rs Colocarei na minha lista e vamos ver no que dar. Obrigada pela dica. Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Olá,
    Eu gosto de biografias, mas não conhecia essa obra. Confesso que não me atraiu para a leitura, mas diante de sua resenha tão bem elaborada eu até fiquei curiosa para saber um pouco mais sobre a vida dele. Infelizmente, não curto muito biografias assim mas a curiosidade me pegou mesmo e quem sabe algum dia eu possa ler?

    ResponderExcluir
  4. Já ouvi falar em Lou Reed mas nunca procurei a fundo quem ele era. Pela sua resenha deu para perceber que você fica íntimo do cantor e sabe todos os sofrimentos e as alegrias que ele passou pela vida. Acredito que livros assim nos ajudam a entender melhor a mente dessas pessoas, o que influenciava em suas músicas etc. Ótima resenha, me fez despertar uma curiosidade pelo cantor que eu não tinha.

    ResponderExcluir
  5. Estou me sentindo uma alienígena de um universo paralelo, porque não conhecia a banda e nem o biografado.
    Mas acho que o livro em si, seria uma porta de entrada para conhecer a pessoa, ainda que a história se pareça muito com a de outros ícones da música!!!
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Olá Fê,
    Curti muito sua resenha, deu para notar que foi um pouco sofrido você ler esse livro e acho que muitos sentirão isso, pois é real, palpável.
    Gosto de ler biografias, mas não fiquei interessada nessa, não conheço Lou Reed e não tenho vontade de conhecer, infelizmente, pois a edição está primorosa. Entretanto, como um amigo gosta dele, vou anotar a dica e lhe dar de presente quando tiver uma oportunidade.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  7. Oiee ^^
    Eu adoro histórias problemáticas E reais, então imagino que é uma boa dica para mim...haha' Eu ainda não conhecia esse livro, e nunca fui muito fã de biografias, mas fiquei curiosa. Fico chocada quando vejo esse tipo de intolerância acontecer, principalmente quando as pessoas são punidas por serem quem são. Não sei se teria estômago para aguentar isso, mas o livro me pareceu ser interessante. Vou deixar anotado aqui :)
    MilkMilks ♥
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Oii, tudo bem?
    Assim como você eu não sou uma grande fã de biografias, mas eu gostei muito da sua resenha, e acredito que iria gostar da historia, pois sou fã de coisas dramaticas rsrs

    ResponderExcluir
  9. Nissa que livro incrível, eu acho que quando vemos um artista não enxergamos que atrás dele existe um ser humano comum com necessidades e sofrimentos. Acho wue essas biografas nos aproxima mais de quem são essaa pessoas. Com certeza vou querer ler esse livro.
    Bj

    ResponderExcluir
  10. Quando vi que a Aleph iria lançar a biografia dele, pirei, pois sou apaixonada pelo trabalho dele... Quando ele morreu, lembro que foi um dia bem triste pra mim, chuvoso e tudo o mais... =/ Lou foi uma das grandes inspirações musicais em minha vida, ele tinha uma voz maravilhosa... nunca deixo de ouvir... quero esse livro pra ontem... fico contente que vc tenha se envolvido com a leitura, mesmo não conhecendo o trabalho dele...
    bjs..

    ResponderExcluir
  11. Sempre que possivel estou lendo livros que são reais, mas saber que sentiu horror de uma forma neutra já que por saber que era verdade tudo aquilo, me deixou pasma e com ansiedade em ler e descobrir mas a respeito dele e como foi sua vida.

    ResponderExcluir
  12. Do Lou Reed só conhecia o seu nome e nada de suas influências na música ou que era um homossexual que sofreu tanto com seus pais conservadores. Não sou uma leitora de biografias, mas gosto bastante de filmes biográficos, então caso essa obra seja adaptada com certeza eu vou querer ver.
    E pelas suas imagens a obra está com uma edição maravilhosa, gosto muito do capricho da editora e esse livro claramente está acima da média!

    http://deiumjeito.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Olá, tudo bom?

    Também não tenho o costume de ler biografias, mas estou tentando mudar essa realidade, pois acho que há muitos livros desse gênero que seriam uma leitura interessante. Quando eu vi que a Aleph iria publicar Transformer já me interessei com a sinopse, apesar de não conhecer Lou. E como sei que essa editora sempre nos presenteia com edições lindas, não me arrependeria por ter essa edição. Agora, depois de ler sua resenha, sei que tenho que ler esse livro, pois ele é muito melhor do que eu imaginava.

    Obrigada pela dica ;)

    Beijos.

    http://instantesmemoraveis.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Oi, flor.

    Que livro lindo! A história parece ser realmente legal, mas esse não é o tipo de literatura que me interessa. Eu não gosto muito de biografias e por isso não tenho interesse em ler esse livro. Mas, fico feliz que vc tenha gostado do livro e que a história tenha te cativado.

    Beijos,
    www.anebee.com.br

    ResponderExcluir
  15. Não solicitei essa obra por ser biografia, e mesmo agora lendo sua resenha, não consegui ficar afim de fazer a leitura. Sua resenha está maravilhosa e falou de forma muito clara sobre o livro, mas realmente não consigo, rsrs.
    Não conhecia esse homem, então acho que a leitura não seria tão bacana assim pra mim...
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  16. Oi fê,
    sou bem por fora de artistas e bandas e por isso não conhecia o Lou, nem de ouvir falar. Mas achei bem interessante os fatos revelados nessa biografia, também não curto ler esse tipo de livro, mas acho que esse trás questões importantes, as que mais me chamaram a atenção foi justamente o sofrimento que ele passou devido a sua opção sexual, gostaria muito de saber mais a respeito.

    Abçs
    Nosso Mundo Literário

    ResponderExcluir
  17. Oi Fê, sabe que eu gosto bastante de biografias, só eu não conhecia o cantor ainda, mas adorei saber que a história dele é comovente e vale a pena ser lida. Por isso e pelos seus elogios eu acredito que daria uma chance sim ai livro. Tenho certeza que vou adorar!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo