2 de julho de 2016

Resenha: Enfeitiçados pelo desejo - Sylvia Day, Quinta Essência

Informações do livro:
Título: Enfeitiçados pelo desejo
Título original: Spellbound
Autor: Sylvia Day
Editora: Leya
Selo: Quinta Essência
Páginas: 160





Sinopse: Quando magia e desejo se unem, tudo pode acontecer. Max, um poderoso feiticeiro. Victoria, uma bruxa selvagem capaz de se transformar. Ele deve caçá-la e submetê-la a seus desejos antes de entregá-la ao Conselho Superior dos Feiticeiros, mas algo impensável o obriga a mudar de planos. Uma ligação inesperada faz com que desenvolvam um poderoso vínculo, ainda que Max ignore a força dos poderes de Victoria. Juntos devem enfrentar o perigoso Triunvirato, três irmãos responsáveis pelo desaparecimento de um antigo amor de Victoria. Em Enfeitiçados pelo desejo, a luta contra a magia negra se mistura à crise que as responsabilidades de Max como Caçador e a submissão involuntária de Victoria geram para o relacionamento. Serão as forças do mal mais poderosas do que um grande amor? Sylvia Day, autora best-seller do The New York Times, está de volta com um romance original que mistura fantasia e paixão para contar a história de dois poderosos feiticeiros que lutam por sua sobrevivência unidos por um intenso e profundo sentimento.



Resenha: Enfeitiçados pelo desejo”, de Sylvia Day, possui uma história intrigante, especialmente por envolver uma bruxa e um feiticeiro. É uma leitura rápida, mas até que consegue envolver e surpreender, especialmente por conta de cada elemento desenvolvido na trama. Já li outros títulos da autora e confesso que estava com receios de ler esse título, mas acabei gostando do rumo dos acontecimentos e também dos personagens centrais.

A bruxa Victoria está sendo caçada pelo conselho superior dos feiticeiros, e Max se torna o responsável por essa tarefa, um tanto quanto complicada. Ambos não esperam que o desejo seja tão forte, mas é claro que não demora muito (não demora nada, na verdade) para que o envolvimento se torne cada vez mais profundo, apesar de não ser o certo e nem o esperado pelos dois lados.

Os dois se tornam mais fortes quando estão juntos, o que acaba provocando muitas provocações de quem espera que Victoria seja finalmente domada. E é assim que surge uma união, que tinha tudo para ser desafiadora, mas que no final das contas, abriu espaço para novos sentimentos, ainda mais arrebatadores.


Achei interessante o fato de Victoria poder se transformar em um gato, apesar de esperar mais dessa especialidade. De qualquer maneira, suas ações em querer vingança por causa de um amor antigo, acabam sendo bem compreensíveis. Ela acaba demonstrando ser bem determinada, apesar de não conseguir lidar bem com a sua subordinação perante Max.

Seria interessante se houvesse um desenvolvimento maior por parte de todos os detalhes que envolvel a magia, sobre as espécies e demais implicações entre os seres. O problema é que a autora focou mais na parte do sexo e não equilibrou em nada as informações repassadas, de modo que algumas passagens se tornem um pouco duvidosas.

É um livro bem curto, então não há muito o que se falar. Só não se tornou uma leitura melhor porque, na minha opinião, algumas cenas são muito excessivas, e creio que esse acaba sendo o principal ponto negativo do livro. E isso pode atrapalhar um pouco na questão de avaliação, isso falando de um modo geral. Apesar disso, acredito que é uma leitura mais do que recomendada para quem curte o gênero, diante de várias cenas sensuais, fantasia e toques diferentes na ambientação.

Classificação SEL: 3/5


10 comentários:

  1. Livro de fantasia Hot? Hahahaha. Socorro. Esse povo não para. Mas, acho que eu leria total, 160 páginas, não tenho muito a perder né? E já li amigo secreto. Então leria. Beeeeijos tayletitshine.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi, Fê!
    Desde que li Toda Sua e afins da autora, eu fiquei traumatizada com suas histórias, já que sua série de sucesso não me foi uma boa experiência.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe da promoção de aniversário do blog Crônica sem Eira

    ResponderExcluir
  3. Oi Fê!
    Não me agrada nada a escrita da Sylvia Day, mesmo esse sendo um pouquinho diferente. Mas pelo que você disse, ela ainda continua focando muito nas cenas de sexo e esquecendo a parte da fantasia do livro.
    Não conhecia esse romance dela e por um momento, até achei que fosse de outro gênero que não fosse o erótico (mesmo lendo o título...), no entanto acho que me enganei.
    Deixa para a próxima, rsrs.
    Bjss

    http://umolhardeestrangeiro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi, achei interessante a proposta do livro mas não sei se leria. Acho que para mim falta alguma coisa, mas não sei o que. Gostei da sua resenha.
    Beijos
    Quanto Mais Livros Melhor

    ResponderExcluir
  5. Oi Fê,
    sempre quis ler algo dessa autora, mas a minha única tentativa não foi bem sucedida, a história simplesmente não fluiu e eu a abandonei nas primeiras páginas, mas nunca li nenhum livro do gênero que misturasse esses elementos, acabei me interessando por esse e como é curtinho, acho que não custa nada tentar, mesmo estando meio receosa com as cenas excessivas, acho que da pra dar uma chance.

    Abçs
    Nosso Mundo Literário

    ResponderExcluir
  6. Olá Fê!
    Particularmente não curti muito o livro, tinha tudo pra ser bem explorado. Mas a autora não soube fazê-lo, focou demais nas cenas de sexo e envolvimento dos personagens que esqueceu o resto. E sobre a Victoria se transformar em gata, Sylvia poderia fazer coisas tão legais em relação a isso. Mas não... rs Gosto de romances eróticos, inclusive da própria autora, mas nesse creio que ela errou um pouco a mão. Focou de mais no sexo e esqueceu da história.
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Olá Fê,
    Nunca li nada da autora e confesso que não tenho muita vontade, mas acho que é uma leitura bacana para quem gosta.
    Não gostei de duas coisas nesse livro: O fato de não haver aprofundamento na questão da magia, isso me fez parecer que a autora criou essa parte fantástica apenas por criar e o fato de o envolvimento ser profundo entre eles e rápido. Prefiro aquelas construções mais lentas, sabe?
    Enfim, é um livro que não deve funcionar pra mim, mas pode funcionar para muitas pessoas.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  8. Oi fê! Confesso que já fui mais apta a ler os livros da autora, mas hoje, depois de conhecer outras leituras diferentes, o estilo da escrita dela não me agrada mais. Tentei ler esse livro, mas a história não me prendeu, achei tudo muito raso.
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. bom, eu não curto o gênero, então acredito que não seria uma leitura recomendada pra mim... pena a autora ter se perdido em excessos, acabou estragando o que poderia vir a ser uma boa história, né??? =T
    bjs...

    ResponderExcluir
  10. Olá
    Por esse é outros motivo eu evito livros eróticos rsrs, não sou nada adepto ao gênero. Eu acho a sylvia uma máquina de escrever livros rsrs. Não sei onde ele tira tantas idéias, já que ela permanece sempre no mesmo gênero, eu nunca vi ela saindo dessa zona. Achei bem interessante e gostei a sua restava para as cenas quentes rsrs. Não vou ler por não gostar de e livros assim. Até mais vê
    Bjks

    ResponderExcluir

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo