20 de setembro de 2016

Resenha: Achados & perdidos - Brooke Davis @galerarecord

Informações do livro:
Título: Achados & perdidos
Uma história que fará você rir, chorar e se sentir um pouco mais sábio.
Título original: Lost & Found
Autor: Brooke Davis
Editora: Record
Páginas: 252



Sinopse: Millie Bird é uma garotinha de apenas 7 anos que já sabe muita coisa. Ela já descobriu que todos nós um dia vamos morrer. Em seu Livro das Coisas Mortas, ela registra tudo o que não existe mais. No número 28 ela escreveu “Meu Pai". Millie descobriu também, da pior forma possível, que um dia as pessoas simplesmente vão embora, pois a mãe dela, abalada com a morte do marido, a abandona numa grande loja de departamentos. Ela só não está triste porque conheceu Karl, o Digitador, um senhor de 87 anos que costumava digitar com os próprios dedos frases românticas na pele macia de sua mulher. Mas, agora que ela se foi, ele digita as palavras no ar enquanto fala. Ele foi colocado pelo filho em uma casa de repouso, porém, em um momento de clareza e êxtase, ele escapa, tornando-se então um fugitivo. Agatha Pantha é uma senhora de 82 anos que mora na casa em frente à de Millie e que não sai mais, nem conversa com ninguém, há sete anos. Desde que o marido morreu, ela passou a viver num mundinho só dela. Agatha preenche o silêncio gritando, pela janela, com as pessoas que passam na rua, assistindo à estática na televisão e anotando em seu diário tudo o que faz. Mas, quando descobre que a mãe de Millie desapareceu, ela decide que vai ajudar a menina a encontrá-la. Então, a adorável garotinha, o velhinho aventureiro e a senhorinha rabugenta partem em uma busca repleta de confusões e ensinamentos, que vai revelar muito mais do que eles imaginam encontrar.


Resenha: Achados & perdidos", de Brooke Davis, foi uma bela surpresa, se bem que a própria sinopse já revela que a história é repleta de emoções delicadas e muitas complexidades. O fato é que me surpreendeu por ser bem mais tocante do que poderia imaginar, e é uma leitura que conduz o leitor a refletir sobre várias lições.

A protagonista, Millie, é uma garotinha de apenas sete anos, e que apesar da pouca idade, já passou por momentos bem conflituosos e difícieis de entender, a começar pela perda de seu pai. Claro que não é nem um pouco fácil  lidar com a morte, então  o modo como ela tenta decidir as coisas até pode ser um pouco compreensível, mas nem tudo.

Millie está naquela fase de fazer vários questionamentos, e quanto a isso, tudo é retratado de forma delicada, e por vezes engraçada e até com um pouco de bagunça. Infelizmente, certas passagens também são carregadas por uma forte carga emocional, o que é esperado desde o princípio. E assim, o leitor também passa a se questionar sobre algumas atitudes incompreensíveis.



Não há como prever quadro alguém irá nos deixar, ou quando outras pessoas irão entrar em nossas vidas e se tornam especiais tão rápido. Então,  o título desse livro não poderia ser mais conveniente, mesmo porque é fácil interpretá-lo em diversos aspectos. Sem contar que há situações bem estranhas e até um pouco irônicas nessa aventura inesperada. 

Como se não bastasse a perda do pai, Millie, agora precisa lidar com o abandono de sua mãe, esta que simplesmente a deixou num shopping. É um ato injustificável, por mais que a mãe esteja sofrendo com a morte do marido, e dá muita raiva só de pensar na menina sozinha e esperando a mãe voltar. É extremamente triste, cruel e revoltante, especialmente porque sabe-se que não é só na ficção que isso pode acontecer.

Karl e Agatha entram nesse contexto para auxiliar na busca pela mãe de Millie, e assim tentar resolver os problemas. Os dois já idosos, também lutam contra a dor de perdas, cada um a sua maneira. E é assim que há o acompanhamento da relação entre esses três personagens (Millie, Karl e Agatha). Eles são diferentes, mas ao mesmo tempo possuem muitas semelhanças e são elas que os unem.

De um modo geral, foi uma leitura interessante, apesar de que há cenas que surpreendem pela ousadia ou simplesmente pela falta de bom senso. A escrita da autora se mostra bem sensível, mas também demonstra traços peculiares, capazes de deixar o leitor bastante atônico. Por fim, resta pensar bem nas mensagens  deixadas nas entrelinhas, diante de encontros e superações, "achados e perdidos"...

Classificação SEL: 4/5


26 comentários:

  1. Olá
    Esse mês eu já vi tipo, umas cinco resenhas sobre esse livro, e do das tem notas quero ou cinco rsrs, então acho que a obra deve ser muito boa. Achei a premissa de cara muito boa, essa questão de tratar o abandono deve ser bem legal. Ultimamente eu li um livro que os pais deixam os filhos e saem de casa e curti muito a forma como foi abordada. Adore a sua resenha, até mais vê amore
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Fer,

    Eu quase solicitei esse livro, porque fiquei encantada com a sinopse, mas acabei escolhendo os outros. Essa capa é linda e não só a sinopse, mas ela também indica muito essa delicadeza, essa emoção que o livro aparentemente passa. Gosto de escritas diferenciadas e fiquei curiosa para conhecer a da autora, esses tons peculiares e ousados. Adorei a resenha!

    bj ♥

    ResponderExcluir
  3. Oi, Fê

    Eu já li algumas resenhas bem positivas desse livro, mas a idade da protagonista me incomoda. Entendi que mesmo assim a carga dramática é bem alta e tal, mas sempre fico com o pé atrás quando trata-se de protagonistas crianças. Não descarto a leitura, mas não leria agora.
    E já tenho ódio dessa mãe, a dor dela pela morte do marido não justifica a atitude dela!

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. É incrível como só leio resenhas positivas sobre esse livro. os personagens parecem ser bem marcantes, gostei de saber que a narrativa é um tanto ousada. Fiquei ainda mais curiosa!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  5. Oi Fê!
    Já tinha visto esse livro, mas nunca tinha procurado para saber do que se tratava.
    Só pela sinopse já dá para imaginar o quão tocante ela é. E não consigo entender como uma mãe pode fazer isso para um filho - pela pior fase que ela esteja passando...
    Acho que o que mais deixa a história comovente é ter como personagem principal uma criança. Consigo imaginar como ela deve estar perdida...
    Adorei a sua resenha!
    Bjsss

    http://umolhardeestrangeiro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Olá Fê!
    Seu olhasse só a capa nunca iria imaginar que o livro tem uma história tão boa. Saber todo sofrimento que essa menina passa é muito triste, mas o que me conforta é saber que um casal vai tentar ajuda-la. Tem muito gente que não pensa na maldade que faz quando abandona uma criança, é um trauma para toda a vida. Fiquei intrigada com o desfecho da história.
    Adorei a sua resenha.
    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  7. Fê, eu adorei este livro e lendo a sua resenha e a forma como você falou de ficar atônita com algumas cenas, me deu saudade da aventura que foi a Milly ficar com o Karl e a Agatha. Que bom que você também gostou!!!
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. eu amo livros assim, que trás uma trama simples mas super realista. adoro também quando esse tipo de livro tem crianças como personagem principal
    não conhecia este livro ainda, mas fiquei mega curiosa
    parece ser uma trama super tocante. temas assim sempre nos emocionam né.. e são coisas da vida, que todos iremos passar um dia!
    a capa também é uma fofura né *-*
    vou anotar na minha listinha!!!

    ResponderExcluir
  9. Olá! Só pela sinopse já dá para ter uma ideia da delicadeza que é esse livro. Pela forma como você descreveu, não tem como não ficar revoltada com essa mãe, anotei a dica! Beijos

    Luana do lovereadmybooks.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Olá Fê,
    Esse livro está me intrigando desde o lançamento, pois, como você disse, não podemos prever quando alguém nos abandonará. Acho que a parte dramática desse livro é bem forte e interessante também. A única coisa que me incomoda um pouco é a idade da protagonista. Acho que é muito sofrimento para uma menina de apenas 7 anos, sei lá.
    Enfim, vou anotar a dica e espero curtir a leitura, vou tentar relevar a idade rs.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  11. Oii, tudo bem? Gostei muitíssimo da tua resenha! Desde que vi esse livro pela primeira vez fiquei morrendo de vontade de ler, especialmente pela protagonista ser uma criança lidando com abandono. Histórias assim sempre me comovem. Acho que irei gostar da leitura! Espero fazê-la em breve.
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Eu adorei a resenha e a premissa do livro. Parece um daqueles enredos que conseguem mexer com você de alguma forma, enquanto lê. Gosto de livros com essas características e que despertam vários sentimentos, menos a indiferença.

    *☆* Atraentemente *☆*

    ResponderExcluir
  13. Gente só de ler qua a mãe largou a criança em um shopping o sangue me subiu!!! realmente isso não se faz, não interessa o quanto está sofrendo, a criança também está!!! Imagino que vou ficar ainda mais indignada durante a leitura.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  14. Oie!
    Realmente, eu não sei como conseguem abandonar uma criança. Fico sem entender o que leva uma pessoa a fazer isso, e sei que não posso julgar essa atitude. mas é algo que me entristece.
    Eu não sabia muito da história, e fiquei curiosa para pode conferir mais sobre ela.

    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  15. É a terceira resenha que leio sobre essa obra e estou mega ansiosa para conhecê-la. Mesmo as fragilidades que você citou, como o fato de a autora escrever cenas que nos deixam atônitos por falta de bom senso, me encheram de curiosidade. Acho que vou gostar de conhecer essa protagonista tão jovem, de apenas 7 anos, mas com uma experiência maior do que a de muita gente.

    Beijos!
    www.myqueenside.com.br

    ResponderExcluir
  16. Oi Fê, tudo bem?
    Eu tenho bastante vontade de ler esse livro. Adoro essa capa e o título é muito bacana :)
    Acho que eu iria curtir bastante, pois gosto muito de livros com personagens mais novos. Acho que a gente sempre pode aprender muito com eles :) E também fiquei com dó da menina já.
    Beijoooos
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. é... eu já tinha lido sobre a obra por ai e confesso que fiquei meio triste com a premissa... parece ser uma leitura tocante mesmo... espero poder ler sem demora...
    eu me botei no lugar da protagonista e só de imaginar minha mãe fazendo isso comigo...
    :(
    acho improvável não se sentir deprimido ao conhecer a história...
    bjs...

    ResponderExcluir
  18. Oi desde a primeira vez que eu vi esse livro eu fiquei com vontade de ler. A Premissa é muito interessante e a temática é fortissima. Olha, eu não julgo a personagem justamente por saber que essa é uma situação que pode acontecer na vida real e quem sou eu pra julgar uma pessoa desestabilizada emocionalmente. Com certeza uma atitude como essa não é certa, mas a pessoa muitas vezes está tão perdida que acredita que está fazendo o certo, o melhor... No fundo ela pode estar precisando de tanta ajuda quanto.
    Mas, não sei se esse é o caso da mãe da personagem pois ainda não fiz a leitura. Espero fazê-la em breve pra tirar minhas próprias conclusões.
    Beijos

    ResponderExcluir
  19. Oi Fê,
    Esse livro já entrou na minha há lista justamente pela maneira em que a história se conduz, amo a interação dos três, apesar do cenário difícil que Millie precisa enfrentar. As mensagens parecem ser bem interessante e sinceras. Espero ler esse livro em breve.
    Bjim!
    Tammy

    ResponderExcluir
  20. Olha, fiquei meio confusa. Algumas coisas me chamaram a atenção positivamente. Achei interessante esse senhor, a história dele parece ser bem tocante, a da garotinha também, mas fiquei intrigada quando você fala sobre falta de bom senso. O que seria isso? Irei procurar saber um pouquinho mais sobre o livro, mas sua resenha ficou muito boa.

    ;D
    Nelmaliana Oliveira

    ResponderExcluir
  21. Oiee Fê ^^
    Ainda não consegui ler este livro, mas minha irmã leu e também gostou bastante. Parece ser uma história bem sensível e reflexiva, acho que nunca li ou vi nada parecido, então estou ainda mais curiosa para conhecer os personagens. Parece ser mesmo muito surpreendente.
    MilkMilks ♥
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  22. Oi Fê!
    Nossa, realmente, pela sinopse desse livro já dá pra perceber que ele é repleto de situações complicadas. Eu gosto de livros que me fazem pensar, e acredito que esse pode fazer esse papel. O fato de você ter relatado que ficou atônita em algumas partes, me anima. Vou procurar saber mais sobre essa obra. Obrigada pela dica!
    Abraços

    ResponderExcluir
  23. Olá, Fe! Adorei conhecer um pouco desse livro com a sua resenha! A história parece ser mesmo delicada e emocionante, e não muito comum, o que é muito bom! Também gosto de leituras que surpreendem e fico feliz por saber que esta é uma delas! Destaque também para esta capa, que acho um amorzinho! <3

    Bjs,
    Yohana Sanfer
    http://www.papelpalavracoracao.com.br/

    ResponderExcluir
  24. Oi Fê, tudo bem?

    Assim que vi a capa deste livro, pensei ser algo calmo, uma historia que "cura ressacas literárias", mas ao ler a sinopse e sua resenha, vi que não é bem assim.

    "Achados & Perdidos" tem tudo para me agradar, por ser um livro delicado pelo enredo, emocionante e que deixa aprendizados.

    Amei conhecê-lo por aqui e a dica está anotada para próximas leituras.

    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  25. Hahahahaha. Eu ri muito no final da sua resenha. Acredito que a autora não tenha uma escrita tão peculiar, talvez ela só estivesse em revendo como uma menina de sete anos e tivesse as visões escapistas que a menina de sete anos teria, ou como dois senhores de mais de oitenta anos... Pra gente parece loucão, mas, pra eles é só rotina haha. Amei o livro, talvez eu leia se achar baratinho por aí. Se você realmente gostou desse livro leia "Eu, o desaparecido e a morta."

    ResponderExcluir
  26. Oi Fê, tudo bem?
    Eu estou lendo esse livro no momento e estou gostando bastante dele até, apesar de estar meio confuso com a mudança de pontos de vistas. Mas fico feliz em ver que você gostou e que é um livro que vale a pena ser lido, vou ver no final se concordarei também :D

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo