5 de junho de 2017

Resenha: O ceifador - Neal Shusterman, Editora Seguinte

Informações do livro:
Título: O ceifador
Scythe #1
Título original: Scythe (Arc of a Scythe #1)
Autor: Neal Shusterman
Editora: Seguinte
Páginas: 448



Sinopse: Primeiro mandamento: matarás. A humanidade venceu todas as barreiras: fome, doenças, guerras, miséria... Até mesmo a morte. Agora os ceifadores são os únicos que podem pôr fim a uma vida, impedindo que o crescimento populacional vá além do limite e a Terra deixe de comportar a população por toda a eternidade. Citra e Rowan são adolescentes escolhidos como aprendizes de ceifador - papel que nenhum dos dois quer desempenhar. Para receberem o anel e o manto da Ceifa, os adolescentes precisam dominar a arte da coleta, ou seja, precisam aprender a matar. Porém, se falharem em sua missão ou se a cumplicidade no treinamento se tornar algo mais, podem colocar a própria vida em risco.


Resenha: "O ceifador", de Neal Shusterman, garante uma história intrigante e repleta de detalhes inovadores, especialmente pelos elementos distópicos. E incrível é a palavra que me vem a mente assim que penso neste livro. Na verdade, me lembra muito a série feios, pelo fato de a sociedade se importar tanto com a perfeição, mas nesse caso é preciso levar em consideração que há uma evolução bem maior, sobretudo diante da morte.

Fica claro que o mundo não pode comportar tantas pessoas, e é por isso que os ceifadores são essenciais nesse contexto. É uma loucura pensar no quanto o homem conseguiu evolui nessa história, ultrapassando problemas de doenças e qualquer outra coisa desse tipo. Só não é possível interferir diante do trabalho de um ceifador, e é inquestionável a sua importância.

Os jovens Citra e Rowan conhecem Faraday, que é um ceifador, e a partir deste instante, as coisas começam a mudar muito rápida, e ambos precisam ter um instinto habilidoso para compreender todas as regras impostas (bem rígidas, por sinal), assim como o poder colocado em suas mãos. Não é uma jornada fácil, mesmo porque quando o leitor acha que pode melhorar, ai é que as coisas se complicam.



Confesso que consegui me identificar mais com a determinada Citra, mas isso se deu por conta de suas atitudes e o modo como consegue comprovar seus talentos. É uma garota muito especial, quanto a isso não há dúvidas. Ainda assim, não posso deixar de comentar que Rowan também se destaca por ser um garoto corajoso, talvez passe a impressão de não ser muito compreendido, mas pode ter sido apenas uma impressão mesmo.

Eu pensei, de início, que se tornar um ceifador, seria um objetivo de ambos, mas fui surpreendida ao saber que nenhum dos dois aprova a ideia, apesar de acharem conveniente. Vale comentar que há romance também, mas em nenhum modo, é algo que se torna o centro das atenções, e isso é muito bem desenvolvido ao longo das páginas.

É muito interessante poder acompanhar o desenvolvimento de um ceifador diante de seu tratamento e do que o torna especial em seu trabalho sobre a morte e as escolhas que a acompanham. Não há voltas, por isso é preciso ter coragem suficiente para o trabalho, saber as consequências, assim como compreender que, em algum momento, será necessário ultrapassar os próprios limites.

E é no meio de toda essa perfeição (se é que pode-se chamar de tal forma), que surgem as críticas sobre isso, como já era mesmo de se esperar diante de uma premissa como essa. Foi uma leitura rápida, pelo menos eu concluí em apenas três dias, e fiquei maravilhada com todas as descrições e também pelo desfecho satisfatório.

Classificação SEL: 5/5


23 comentários:

  1. Olá!
    Eu não conhecia o livro, mas gostei bastante, principalmente depois da sua resenha. Eu gosto de livros com elementos distópicos e essa história de a humanidade ter evoluído tanto, que quem cuidava da morte eram os ceifadores parece muito interessante. Anotei a dica para poder ler mais tarde.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Este livro está na minha lista de desejos, a cada vez que leio algo sobre ele me aumenta a curiosidade de lê-lo. Ainda não o li porque quero terminar duas séries literárias antes. O fato dele falar sobre a morte, de ser uma distopia e de as pessoas gostarem tanto dele isso me anima a querer ler. Adorei sua avaliação, me deixou ainda mais certa de que o quero! Bexitus!

    ResponderExcluir
  3. Oie, tudo bom?
    Esse é um dos lançamentos que mais me chamou a atenção ultimamente! Espero conferir em breve, pois adorei a temática meio distópica. Me identifiquei muito com os personagens também!

    ResponderExcluir
  4. Oii então não conhecia o livro, parece ser uma boa história de ficção, mas eu particularmente não curto muito essas histórias meio apocalípticas, em como a população vai ser no futuro e as dificuldades que passaram e tal, não me atrai muito. Mas parabéns pela resenha, vc descreveu bem a história e sua experiência com ela. Bjs

    ResponderExcluir
  5. Oi Fê
    Nossas impressões foram muito parecidas mesmo. Também pensei que ambos queriam ser ceifadores. Me afeiçoei mais a Citra e achei a história toda incrível, pricipalmente as paralelas e o desfecho.
    Nem preciso dizer que estou louca para ler a continuação.
    Adorei ler sua resenha.
    Beijinhos
    Rizia Castro - Livroterapias

    ResponderExcluir
  6. Já queria ler por essa capa maravilhosa, mas sendo sua resenha a segunda positiva que leio, a curiosidade pra conhecer esse mundo distópico só aumenta, até porque é meu gênero favorito, e parece que traz um ar bem diferente de livros do gênero. Adorei saber que lembra a série Feios, que eu só li o primeiro e adorei, então imagino que deve ser tão bom quanto!

    Virando Amor

    ResponderExcluir
  7. Oiee Fê ^^
    Esse livro é incrível, sem mais ♥ fiquei encantada com a história já no começo, porque era muito diferente de tudo o que eu já tinha lido, e só fui sendo surpreendida! O final me deixou de queixo caído, e quase dei um berro com as últimas páginas...haha DÁ LHE CITRA! UHU! Estou doida para ler a continuação.
    MilkMilks ♥
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Oi Fê,
    Esse livro está sendo super bem falado, tem uma euforia sem fim ao redor dele, eu estou mais curiosa do que realmente interessada em ler, a história não me chama a atenção, mas gostaria de ver de pertinho de ele é realmente tudo isso que andam falando por aí. Não creio que o lerei por agora, apenas se tiver oportunidade de ganhá-lo, esses dias andei gastando muito e agora que sai do emprego não posso me dar o luxo de estar estourando o limite do cartão. Hahaha gostei da sua resenha.

    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Olá, estava bem curiosa para ver uma resenha sobre O Ceifador, já que é um lançamento bem divulgado pela editora. Que loucura isso de só o ceifador poder matar, eu não gostaria de ter um emprego desses, rsrs. Certamente lerei quando puder, para descobrir como esses jovens aprendizes lidarão com esse treinamento.

    ResponderExcluir
  10. Olá!!
    Ai que é tão bom quando um livro nos prende dessa forma, né?
    Não sou uma pessoa que é acostumada a ler muitas distopias, mas gosto bastante e essa me pareceu ter muita ação envolvida.
    De uma maneira diferente, acredito eu, mas a sua resenha me levou até a lembrar um pouco da história da Camila Pelegrine que se chama Chamas do Medo, você conhece?

    beijos
    Livros & Tal

    ResponderExcluir
  11. Olá!

    Não conhecia esse livro, mas já fiquei encantada com a capa e a premissa. Eu gosto muito quando os livros retratam a morte como "alguém" e tenho uma ideia legal de ceifadores por causa do seriado Supernatural. Enfim, fiquei bem curiosa para saber qual o objetivo dos personagem e como se dá todo o desenrolar da história, fiquei curiosa e a culpa é sua rs.

    Adorei a resenha e já anotei esse livro na lista de leituras futuras.

    ResponderExcluir
  12. E eu gostei tanto que li quase tudo em um só dia! Hahahaha
    Aproveitei um feriado e meti bronca.
    Eu achei esse livro sensacional, tanto que favoritei. Agora vou ficar esperando ansiosamente o segundo volume! Que bom que você também curtiu.

    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Adorei a premissa desse livro, adoro histórias distópicas e a ideia da humanidade vencer tudo, inclusive a morte, parece incrível. Com certeza irei procurar saber mais sobre essa história, sua resenha ficou ótima, nos deixou instigados para saber mais. A capa também me agradou bastante!

    ResponderExcluir
  14. Achei a premissa muito original e amo quando os enredos são desdobrados sobre o tema da morte. Curiosa com os personagens e já querendo te ro livro em mãos agora.
    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Achei o enredo de uma originalidade ímpar! Pelo menos eu nunca vi um enredo com esse foco. Os persongens são bem desenvolvidos pelo que percebi, e o fato deles não almejarem se tornar um ceifador é bem curioso. Eu estou muito curioso para ler essa obra, principalmente por ser uma distopia, um gênero que adoro. Espero poder ler em breve! Beijos ^^

    ResponderExcluir
  16. Olá, tudo bem?
    Eu estou louca para ler esse livro, desde que foi anunciado pela Editora Seguinte.
    Fiquei muito feliz de ler a sua resenha e perceber o quanto você gostou da leitura. Achei muito interessante o enredo e o desenvolvimento dos ceifadores. Além disso, gostei de saber que há romance, mas sem tirar o foco da história. Sinto falta quando não tem romance no livro, mas não gosto quando vira o centro da história.
    Adorei ler sua resenha e fiquei ainda mais ansiosa por esse livro.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  17. Olá Fê!
    Estou com esse livro em casa para ler e muito ansiosa, pois todos definem o livro como perfeito e acho isso maravilhoso.
    Quero entender melhor a história em si, pois ela parece ser bastante complexa. Além disso ela parece uma crítica social bem grande.
    Espero gostar como você gostou.
    Beijos

    ResponderExcluir
  18. Oi Fê!

    Eu preciso dizer que estou muito contente em ler sua resenha, pois comprei esse livro no finalzinho de Maio e algumas pessoas conhecidas falaram que é bom, mas que não é tudo isso. O problema é que toda vez que olho pra essa capa e pra essa sinopse, eu sinto que o livro tem muito pra me dar. Seus comentários sobre a trama me deixaram muito satisfeita e curiosa. Obrigada!
    Ah, sou doida pra ler essa história de Feios. Parabéns pela resenha!

    Ingrid Cristina
    Plataforma 9 3/4

    ResponderExcluir
  19. Olá, tudo bom?
    Esse livro está na minha lista para futuras leituras a um tempo, já que só vejo resenhas positivas sobre o mesmo. A sua acabou de aguçar minha curiosidade quando fala que conseguiu se identificar com a Citra, que gostou muito do outro personagem e do desfecho também. Espero gostar tanto quando você quando ler ^^
    Ótima resenha!!

    Beijos

    ResponderExcluir
  20. Esse livro :O :'(
    Estou desesperada para lê-lo, confesso, desde o primeiro e-mail da news da editora com a revelação de capa.
    Achei a premissa dessa história completamente incrível e inovadora, e adorei saber em sua resenha que ele é mesmo tudo isso que eu imaginava e que muitos leitores estão falando.
    Espero que a editora traga a continuação da série

    ResponderExcluir
  21. Bom dia Fer!
    É maravilhoso quando pegamos um livro e ele nos prende do início ao fim!o ceifador é um deles .

    Que bom que vc gostou .eu tenho um pouco de birra com esta capa RS eu ganhei este livro a alguns dias e ele não me chamou atenção para leitura.nao sou muito fã de distopias.
    A premissa dele é muito interessante .mas por agora deixarei está dica passar.tenho uma pilha imensa para tentar diminuir
    Mas no futuro pretendo.

    ResponderExcluir
  22. Bom dia Fer!
    É maravilhoso quando pegamos um livro e ele nos prende do início ao fim!o ceifador é um deles .

    Que bom que vc gostou .eu tenho um pouco de birra com esta capa RS eu ganhei este livro a alguns dias e ele não me chamou atenção para leitura.nao sou muito fã de distopias.
    A premissa dele é muito interessante .mas por agora deixarei está dica passar.tenho uma pilha imensa para tentar diminuir
    Mas no futuro pretendo.

    ResponderExcluir
  23. Ooi,
    Adorei a resenha! Não conhecia esse lançamento da Seguinte!! Mas apesar da capa não me conquistar muito, adorei a premissa. Livros que retratam a morte como uma pessoa me chamam bastante a atenção e me deixam super curiosa!

    Corujas de Biblioteca

    ResponderExcluir

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo