26 de junho de 2017

Resenha: Os anjos do tempo - Kevin J. Anderson e Neil Peart, Editora Belas Letras

Informações do livro:
Título: Os anjos do tempo
Título original: Clockwork Angels 
(Clockwork Angels #1)
Autor: Kevin J. Anderson e Neil Peart
Editora: Belas Letras
Páginas: 304



Sinopse: No mundo do jovem Owen Hardy, tudo tem sua hora para acontecer. Ele vive em uma sociedade aparentemente perfeita, graças à administração precisa do Relojoeiro. A vida segue um roteiro cuidadosamente planejado para que nada afete a estabilidade conquistada depois de anos de guerras. Até o dia em que, pela primeira vez, um imprevisto acontece e Owen se vê abandonando sua terra natal para viver uma grande – e imprevisível – aventura, entre civilizações perdidas, piratas, anarquistas e alquimistas.  Os Anjos do Tempo é uma história de ficção científica escrita pelo mestre do gênero steampunk Kevin J. Anderson, inspirada nas músicas da lendária banda de rock Rush, em parceria com o compositor e baterista Neil Peart. Uma fábula “nostálgica, estranha e encantadora”, ilustrada pelo premiado designer Hugh Syme, sobre a beleza que há na luta entre a ordem e o caos, entre a realidade e o sonho.


Resenha: "Os anjos do tempo" apresenta uma trama bem intrigante, especialmente por conta dos elementos inseridos e também por ser uma ambientação mais complexa. E é diante de muita imprevisibilidade, que o leitor é apresentado a Owen Hardy e sua rotina rígida. Confesso que me surpreendi primeiro por ser uma distopia, já que é um dos meus gêneros favoritos, assim como a ficção científica.

Owen e toda a população ao seu redor precisam seguir os planejamentos do Relojoeiro, este que acabou sendo considerado como um superior para todos. Parece que tudo caminha muito bem, mas é claro que há quem não concorde com a liderança, e queira reivindicar seus direitos. Seguindo essa linha de raciocício, já dá para perceber que os confrontos podem ser bem arriscados né?!

Quem se opõe ao Relojoeiro (os Anarquistas), deseja poder ter a confiança necessária para poder fazer qualquer coisa, a hora que bem entender e de acordo com seus próprios julgamentos e escolhas. Na verdade, é mais do que justo, afinal de contas esse líder acredita que essa perfeição é o ideal, mas nada dura para sempre ou como o idealizado.



Owen começa a ter novos ideais, como já é esperado, e é assim que desperta a atenção de ambos os lados, cada um com suas intenções. Também se depara com personagens bem divertidos em sua trajetória, o que acaba surpreendendo bastante por conta de todas as descrições apresentadas. Fiquei bem curiosa diante de todas as explorações, porque a narrativa sabe mesmo como envolver.

Por falar em narrativa, eu não achei uma obra rápida de se ler,  e isso pode ter acontecido por conta de ter tantos acontecimentos nesse percursos e com detalhes que se mostram bem relevantes. Confesso que algumas coisas poderiam ter sido deixadas de lado, enquanto outras poderiam ter sido mais trabalhadas, mas nada que atrapalhasse o contexto geral.

Por mais que nunca tenha acompanhado a banda de Rock canadense Rush ou sobre seus integrantes, achei muito interessante que a história tenha sido baseada nas letras do 20° álbum deles, este que segue o mesmo nome do livro: Clockwork Angels. Sem dúvida, o desenvolvimento diante dessa aventura é muito bem elaborado.

Classificação SEL: 4/5


18 comentários:

  1. Olá...
    Adorei sua resenha e os pontos apresentados, porém, não me identifiquei com a história e acho que não me daria bem com a leitura, portanto, prefiro passar a dica...
    Beijos

    http://coisasdediane.blogsot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi que interessante uma historia baseada em um álbum de musica, fiquei curiosa e tem um tempo que não leio distopias, dica anotada. Bjs

    Tell me a Book

    ResponderExcluir
  3. Olá!!!

    Ainda não conhecia esse livro, mas como eu adoro distopia essa é uma dica valiosa. Achei a premissa bem interessante e pelo que descreveu o desenvolvimento da trama tem tudo para me agradar. Achei genial o fato do livro ser baseado nas letras de músicas, tem tudo para ser uma história que irá me agradar muito.

    Beijos e Sucesso!!!

    ResponderExcluir
  4. Olá! Legal que tenha personagens bem divertidos. Bom que a narrativa sabe envolver e deixa o leitor curioso em explorar toda a história e que tem aventura. Bacana a história ter baseado em um álbum de uma banda. Beijos'

    ResponderExcluir
  5. Não conhecia o livro, mas achei bem bacana a trama, e sei que vou adorar, sendo de ficção científica!
    Eu também não conheço essa banda, mas imagino que deve ser bem interessante, e até dar curiosidade de conhecer, ao ler essa história!
    Valeu pela dica!

    Virando Amor

    ResponderExcluir
  6. Olá Fê,
    Ainda não conhecia esse livro e não fiquei interessada em fazer a leitura, pois não curti muito a premissa e torci o nariz para quando você disse que que a leitura não é rápida. Não gosto muito dessa ideia de coisas que poderiam ter sido deixadas de lado.
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Achei o enredo interessante, mas fiquei um pouco apreensiva quanto ao acontecimentos que talvez fossem desnecessários para a narrativa. Ainda assim, gostaria de ler e gostei da capa.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Olá! Não conhecia o livro mas a capa é tão incrível que já me ganhou no primeiro olhar, tenho um certo preconceito com leituras que não são rápidas porque gosto de ler, me sentir na história e me ver saindo dela também normalmente livros que demoram, me deixam sem pretensão de continuar e acabo pegando outro na prateleira pra ler. Adorei a resenha, ainda assim darei uma chance para a leitura!

    ResponderExcluir
  9. Olá ♥
    Não conhecia o livro, até por que li poucas distopias rsrs então não é um gênero que procuro com tanta frequência.
    A premissa é interessante, mas para mim foi algo meio confuso ....
    Com toda certeza é um livro que deve ser lido bem devagar, e ultimamente estou gostando de leituras mais rápidas devido ao meu tempo..
    A capa está linda toda trabalhada.
    Quem sabe um dia eu faça a leitura.
    Sua resenha está ótima Fê ♥

    ResponderExcluir
  10. Olá, tudo bom?

    Ainda não conhecia o livro mas a premissa é bem interessante. Eu curto bastante quando o livro é bem detalhado porque faz eu imaginar bem as cenas mas quando é necessário né? Mas pelo jeito não é o caso, mas mesmo assim quando eu tiver uma oportunidade vou dar uma chance ao livro.

    Beijos:*

    ResponderExcluir
  11. Oi Fê,
    o livro não é o tipo de leitura que costumo e gosto de ler, esse é o primeiro motivo para meu desinteresse, outro ponto que pesou na minha decisão de passar essa dica foi o fato da leitura ocorrer de forma lenta, não estou muito no clima de me prender a tramas arrastadas ainda mais tratando-se de uma obra que sai da minha zona de conforto.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  12. Oi, Fernanda

    Eu já disse isso aqui antes... não gosto muito de distopia e nem de ficção científica, então é difícil eu me interessar de cara por um título assim.
    Que pena que o livro não foi tão rápido de se ler, mas de acordo com os seus comentários eu imaginei isso mesmo até antes de você mencionar! Hahaha
    Acho que não leria o livro, pelo menos não por agora.

    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Oi! Desconhecia essa obra, mas confesso que ao mesmo tempo que acho que tem uma história bem legal e original ela deixa um pouco a desejar no quesito de me convencer a lê-la... e quando você falou que essa leitura não é rápida e que tem alguns pontos que não precisavam ser tão explorados e outros que poderiam e não foram, me deixou ainda mais desanimada. Eu gostei bastante da ideia, principalmente por ser uma distopia, que assim como você eu amo, mas não sei se eu conseguiria me envolver tanto quanto seria necessário! Acredito que eu possa vir a dar uma chance mais para frente quando estiver com menos livros atrasados, mas por enquanto não tenho a intenção de fazer. Mas que bom que você gostou mesmo com esses detalhes! Espero que os próximos livros que ler possam te proporcionar uma experiência ainda melhor!
    Um beijo
    www.brookebells.com

    ResponderExcluir
  14. Oi

    Não conhecia esse livro, mas que capa linda gente! Sério que ele foi baseado em uma música? Não li nenhum livro ainda que foi elaborado dessa forma que eu acho. Mas gostei muito da proposta do livro, curto muito DISTOPIAS. Mas infelizmente, não sei se é o tipo de livro que eu leria no momento...

    Beijos_ livros & tal

    ResponderExcluir
  15. Oi!
    Não conhecia essa banda que o livro foi baseado, mas achei muito bacana a história ser uma distopia misturada com ficção científica, imagino que a história deve ser muito interessante (mesmo que não tenha sido muito rápido de ler).
    Fiquei bem interessada no livro, se um dia tiver oportunidade de lê-lo o farei.

    ResponderExcluir
  16. Oi Fê!

    Eu não conhecia o livro, mas preciso dizer que achei a capa bem interessante e essa trama é altamente chamativa. Assim como você, eu também gosto bastante de distopia, principalmente por apresentar essa questão de um poder autoritário e a necessidade de se rompê-lo. Gostei bastante dos elementos que você trouxe sobre essa distopia e fiquei curiosa sobre toda a ambientação e construção dos personagens. Obrigada pela dica!

    Ingrid Cristina
    Plataforma 9 3/4

    ResponderExcluir
  17. Não conhecia a obra ou os autores, a capa é bem chamativa!

    A trama me parece ser muito intrigante, isso anima a procurar o livro para ler! Ainda mais porque curto a banda, haha! Gostei da indicação, parece ser um mundo e tanto!

    Abraços!
    www.asmeninasqueleemlivros.com

    ResponderExcluir
  18. Olá! Me pareceu uma história bem interessante. Esse relojoeiro me deixou bem intrigada. Adoro o gênero das distopias, sempre nos colocam para refletir sobre algum aspecto da nossa sociedade. Uma boa distopia pega alguma ideia que nós consideramos hoje em dia como aplicável e mostra como ela não é. Adorei a premissa desse livro e já sei que vai ser um que vai entrar na lista dos desejados.

    ResponderExcluir

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo