18 de julho de 2017

Resenha: À primeira vista - David Levithan e Nina LaCour, Galera Record

Informações do livro:
Título: À primeira vista
Título original: You Know Me Well
Autor: David Levithan, Nina LaCour
Editora: Galera Record
Páginas: 294



Sinopse: Esqueça amor “à primeira vista”. Esta é uma história de amizade “à primeira vista”... ou quase Mark e Kate são da mesma turma de cálculo, mas nunca trocaram uma única palavra. Fora da escola, seus caminhos nunca se cruzaram... Até uma noite, em meio à semana do orgulho gay de São Francisco. Mark, apaixonado pelo melhor amigo — que pode ou não se sentir do mesmo jeito —, aceita o desafio que mudará sua vida. E sobe no balcão do bar em um concurso de dança um pouco diferente... Na plateia, Kate, fugindo da garota que ela ama a distância por meses e confusa por não se sentir mais em sintonia com as próprias amigas, se encanta pela coragem e entrega do rapaz. E decide: eles vão ser amigos. Em meio a festas exclusivas, fotógrafos famosos, exposições em galerias hypadas, essa ligação se torna cada vez mais forte. E Mark e Kate logo descobrem que, em muito pouco tempo, conhecem um ao outro melhor que qualquer pessoa. Uma história comovente sobre navegar as alegrias e tristezas do primeiro amor... uma verdade de cada vez.


Resenha: "À primeira vista", de David Levithan e Nina LaCour, apresenta uma leitura bem leve, mas com algumas reflexões marcantes pelo caminho do primeiro amor e de todas as suas implicações. É surpreendente acompanhar as interações  e especialmente para compreender como umas coisas valem bem mais a pena do que outras.

Os personagens são muito bem construídos e se conectam de uma forma muito especial. Mark e Kate tem várias coisas em comum, e não demora muito para que percebam isso. Não há somente receios e inseguranças nesse meio, e sim momentos de diversão, descontração e acima de tudo, uma boa amizade.

Mark não sabe muito o que fazer em relação ao rapaz que gosta. Ryan demonstra ser extremamente confuso sobre seus sentimentos, ou por ter medo de julgamentos também, e isso acaba atrapalhando muito o envolvimento dos dois. Mark começa a refletir sobre o que acha ser mais certo para si mesmo, e pelo que vale a pena lutar. Falta aquela disposição de mostrarem que podem ficar juntos..



Kate me pareceu ser bem insegura, ainda mais por causa de suas emoções repletas de conflitos. Ela sente uma paixão por Violet, uma prima de sua amiga, mas as duas nunca se encontraram. E quando surge a oportunidade, Kate não consegue reagir. A menina se sente atraída e tudo o mais, mas não consegue ser decidida quanto as suas atitudes, o que pode atrapalhar ainda mais a sua vida.

Então, é assim que surge uma amizade bem despretenciosa entre Mark e Kate. Os dois conseguem formar uma ótima dupla quando estão juntos e isso só os fortalece ainda mais, já que é possível encontrar uma ótima identicação nas conversas e em todos os sentimentos explorados.

É uma temática muito bem explorada (em relação ao LGBT), porém os autores souberam bem como descrever o texto e personagens sem parecer forçado. Já li outras obras de David Levithan e ele tem ótimas esrat[égias para atrair qualquer tipo de leitor em um dinâmismo sensacional. Já sobre Nina LaCour. é a primeira vez que leio algo dela, mas também chama a atenção por sua sutileza e boa compreensão. A leitura flui muito tranquila e de forma descontraída.

Classificação SEL: 4/5


13 comentários:

  1. Olá Fê!
    Eu adoro a escrita do David Levithan e estou ansiosa para ler essa história com uma nova parceria :)
    Gostei bastante de sua resenha, beijos!

    Books & Impressions

    ResponderExcluir
  2. Oi Fê,
    infelizmente eu ainda não li nada do autor, a alguns anos venho lendo elogios maravilhosos a escrita dele e agora que li meu primeiro livro lgbt, me sinto instigada a continuar e talvez esse autor se torne recorrente em minhas leituras. Quanto a insegurança da personagem, creio que seja aceitável, por ela ser tão jovem. Me lembro que na minha adolescência eu nem tinha a questão da sexualidade para lidar e morria de vergonha de me aproximar dos crushs hahaha o que resultou em vérios amores platônicos, é claro. Então eu entendo os temores da garota e super admiro a coragem do Mark, mesmo achando que ele foi precipitado e que poderia ter sido mais discreto no primeiro contato, e isso não tem nada a ver com a homosexualidade dele, só deixando claro.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Oi Fê!

    Nunca li nada do autor, mas já vi muitas críticas boas sobre ele, principalmente sobre a forma como ele escreve o gênero de forma leve sem ser forçado como você citou, também não conheço a escrita da Nina, mas gostei bastante da sua resenha e fiquei bem curiosa sobre o livro!

    Obrigada pela dica, já quero ler!

    Beijos
    Jess
    www.pintandoasletras.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oie! O livro não é de um gênero que me agrade, mas fico feliz em saber que a leitura foi uma boa experiência para você. Até hoje só li uma obra do autor, que foi O Caderninho de Desafios de Dash e Lily, e simplesmente me apaixonei. Minha amiga solicitou essa obra para ler e resenhar, vamos ver o que ela irá achar. Que bom que tudo foi bem planejado e os personagens tiveram uma boa construção. Sua resenha ficou maravilhosa.

    Beijos, beijos.

    ResponderExcluir
  5. Cada vez mais estamos vendo livros com personagens LGBT e tenho certeza que o David Levithan é um dos responsáveis por essa disseminação do tema na literatura contemporânea. Amo a escrita dele e espero poder ler este livro aqui o mais rápido possível.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Oie!
    Eu ainda não tive a oportunidade de ler o livro, mas estou bem curiosa.
    Já li alguns livros do David Levithan e adoro a narrativa do autor, onde sempre fiquei emocionada em suas histórias. Só por isso, quero ler esse livro.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  7. Oie, tudo bom?
    Nunca li nada desses autores, apesar de achar que tenho um do David guardado em algum lugar da estante, rs. Essa temática me interessa muito pois ainda não li nada do gênero (já li sobre personagens LGBT mas nunca como protagonistas), então quero muito conferir!

    ResponderExcluir
  8. Olá Fê,
    Já li alguns livros do autor e, apesar de ter amado um, detestei outro. Faz parte não é? Adorei a sua resenha, mas confesso que fiquei receosa de fazer a leitura por conta da personalidade de Kate. Não gosto de personagens inseguros, mas vou tentar fazer a leitura mesmo assim.
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Eu achei essa capa um amor puro <3 Eu realmente não leio livro com tema LGBt, apenas não me atrai, mas tenho certeza que outros irão adorar a dica. Fico feliz que tenha gostado da leitura ❤️
    Um beijo

    ResponderExcluir
  10. Oi Fê!

    Adorei conferir suas impressões a respeito desse livro. Não conhecia o título e nunca li nada dos autores. Sou doida pra ler algo, mas especificamente, do David Levithan e acho que não seria uma ideia tão ruim assim começar por esse livro. Gostei bastante da premissa e dos elementos ressaltados por você. Muito obrigada pela dica!

    Ingrid Cristina
    Plataforma 9 3/4

    ResponderExcluir
  11. Olá,tudo bom?
    Esse não é um livro que me atraia, mas curti muito saber que a abordagem LGBT foi bem feita e que ambos os autores souberam dar seu toque na história, deixando-a satisfatória. Outro ponto que curti saber é que a leitura flui de maneira tranquila e descontraída. Ótima resenha!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  12. Oi, Fernanda

    Eu nunca li nada do autor (e nem sabia que ele tinha escrito esse livro a quatro mãos). Acho legal ele sempre abordar a questão LGBT em suas obras, mas as histórias dele sempre me parecem a mesma coisa, não sei bem o motivo.
    Que bom que foi uma boa experiência!

    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Olá,

    Estou suspirando por esse livro desde que soube que ele seria lançando aqui no Brasil, infelizmente ainda não consegui uma oportunidade para lê-lo, mas estou bem ansiosa por essa leitura. Não costumo ler muitos livros desse gênero, porém desde que li dois livros do David, quero ler tudo o que ele lança, acho a escrita dele muito cativante, nunca li nada da Nina e estou curiosa para saber o que acharei.

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo