10 de agosto de 2017

Resenha: O encantador de corvos - Jacob Grey, Galera Record

Informações do livro:
Título: O encantador de corvos 
Ferinos #1
Título original: Ferals
(Ferals #1)
Autor: Jacob Grey
Editora: Galera Record
Páginas: 256



Sinopse: Abandonado pelos pais. Criado por corvos. Caçado pela escuridão. Caw, abandonado pelos pais quando tinha apenas 5 anos, sobrevive sozinho numa cidade governada pelo crime. Mas ele não está desamparado- é o último representante da linhagem dos ferinos de corvos e tem o poder de comandar e conversar com as soturnas aves. Caw vive escondido em um ninho, no alto de uma árvore, no parque da cidade de Blackstone, até que uma fuga na prisão local o força a se revelar aos humanos... E à Lydia, a filha do diretor do presídio. Juntos descobrem que os fugitivos também são ferinos que planejam trazer seu temido líder, o Mestre da Seda, de volta da Terra dos Mortos. Para impedi-los, Caw e Lydia precisam encontrar os ferinos que se escondem pela cidade e convencê-los a mais uma vez lutar pelas forças do bem.


Resenha: "O encantador de corvos", de Jacob Grey é o primeiro volume da série Ferinos. Claro que a obra chamou a minha atenção por conta da sinopse e não pensei duas vezes em começar a ler logo que o recebi. Na verdade, não estava esperando fazer essa leitura, mas foi uma surpresa bem positiva, ainda mais porque gostei muito da ambientação sombria e de todos os detalhes intrigantes que surgem nas cenas.

Caw é um personagem enigmático, e não demora muito para que o leitor começa a questionar várias de suas ações, assim como sua origem. Só o fato de ter tal influência sobre os corvos já torna tudo mais sinistro, porém o principal destaque é como esse personagem se comporta perante as adversidades e o modo como trabalha suas habilidades.

O ninho é seu lar, apesar de alguns contratempos referentes ao ambiente. É possível compreender o quanto esse garoto se sente protegido, porém há certas coisas que o atormentam, como um sonho incompreensível a princípio (que seria mais um pesadelo na verdade), e ele precisa compreender a realidade que segue sobre ele. 



Uma coisa é certa: é muito divertido observá-lo conversando com os corvos, assim como o local em que vivem. Essa interação, dentre as outras, garante um diferencial enorme nos episódios. Eles possuem nomes, além de características diferenciadas. Uns estão a mais tempo com Caw, enquanto outros apareceram há pouco tempo, chegam e vão embora.. O que importa mesmo é como há preocupação entre eles.

Ele visita uma casa, sem saber ao certo porque, mas é um hábito que ele não deixa de lado. Talvez pelo fato de poder observar a rotina de uma família. O Sr. Strickham é pai de Lydia, e também diretor da prisão. Certo dia, algo acontece e Caw se sente muito receoso com o que vê. Nesse episódio, acaba observando a fuga de três prisioneiros, e dentre eles, um fugitivo que possui a mesma tatuagem que ronda os seus sonhos. E é claro que o garoto ficou curioso para saber o significado da tal tatuagem.

A partir do momento em que Lydia entra em cena, ocorrem algumas reviravoltas que conseguem expor certas respostas ao garoto. Por ser um livro relativamente curto, pode-se dizer que qualquer comentário feito a respeito pode ser considerado como spoiler, por isso eu realmente achei difícil escrever sobre essa obra em especial.

Por ser do gênero da fantasia, eu se sinto meio suspeita ao comentar, mas apesar disso, a leitura só não foi mais proveitosa para mim porque achei algumas partes um tanto corridas, sendo que a própria narrativa dá a entender que pode ter um desenvolvimento mais abrangente. Fora isso, a leitura é bem ágil, mesmo porque a trama é voltada ao publico infantojuvenil.

Classificação SEL: 4/5


8 comentários:

  1. A capa desse livro é realmente a coisa mais linda que eu já vi, mas confesso que não fiquei muito entusiasmada pela sinopse não. Sua resenha ficou fantástica e se tivesse me interessado, com certeza eu leria. Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Oiii,

    Eu nunca tinha lido nada sobre a obra e achei legal poder conferir suas impressões, gostei do enredo como um todo e fiquei curiosa pra saber como ele se descobre com estes "poderes" e como ele entende o que significa o cara da tatuagem. Espero poder conferir a história em breve, embora tenha ficado um pouco receosa por conta das partes rápidas.

    Beijinhos...
    http://www.paraisoliterario.com/

    ResponderExcluir
  3. Oi Fê,
    esse livro não me chama muito a atenção, eu vivo falando que fantasia não é um dos meus gêneros mas que mesmo assim andei tendo boas experiências com lituras nesse estilo e associo esse sucesso ao fato de que ando selecionando muito bem o que ler e o que deixar passar. Diferente dos gêneros que curto (que leio tudo que aparece), fantasia me deixa mais cuidadosa, e esse não despertou meu interesse de fato, mesmo eu tendo achado a premissa singular e interessante.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Eu amo fantasia, acho que é meu gênero preferido, mas eu tenho que dizer esse livro não me chamou a atenção. Eu geralmente sou atraída por livros que envolvem corvos, pois acho esses pássaros totalmente interessantes e misteriosos, mas acho que não consegui entender direito o papel deles na história, sei lá. Acho que estou meio confusa em querer ou não ler esse livro. Eu acredito que toda leitura é válida, por isso se eu tiver a oportunidade de ler, lerei, porém não vou colocá-lo na minha lista, porque ainda não fui convencida de que posso gostar da leitura hahaha.
    Beijos,
    Nay
    Traveling Between Pages

    ResponderExcluir
  5. Oi, Fe!
    Falarei a verdade: não dava nada por esse livro. rsrs
    Não sei se pela capa ou mesmo pela sinopse ou título, mas a sua resenha me fez ficar curiosa sobre a história. Uma vez que é uma série, vou esperar pra ver quantos livros serão e quem sabe me interessar mais por ela.
    Bjs!
    Por essas páginas

    ResponderExcluir
  6. Oiee, tudo bem? Eu adoro o gênero fantasia, e os livros jovem adultos do gênero estão me surpreendendo bastante. Gostei da premissa desse livro, e sua resenha me deixou bastante empolgada para conferir a leitura também. Espero gostar!!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Oi.
    Eu gosto de livros voltados ao publico juvenil, principalmente fantasias.
    A proposta desse livro é bem diferente. Um garoto criado por corvos? O enredo pode ser bem interessante.
    Eu ainda não tinha visto nada sobre o livro, mas a sua resenha despertou a minha curiosidade, principalmente por se tratar de um gênero que gosto muito.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  8. Olá, tudo bem??

    Adoro livros ágeis que te prendem! Mas ultimamente eu tenho tentado variar um pouco do gênero fantasia... Gostei bastante da resenha, quem sabe eu não dê uma chance quando resolver tirar a saudade hehe
    Obrigada pela dica <3

    ResponderExcluir

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo