24 de agosto de 2017

Resenha: Príncipe partido - Erin Watt, Essência

Informações do livro:
Título: Príncipe partido
Título original: Broken Prince
(The Royals #2)
Autor: Erin Watt
Selo: Essência
Editora: Planeta
Páginas: 352



Sinopse: Reed tinha tudo na vida: beleza, status e dinheiro. As garotas da sua escola matariam para sair com ele, os caras queriam ser como ele, mas Reed nunca tinha dado a mínima para nada disso. Nem para a família. Até que Ella Harper apareceu na sua vida. Quando Ella chegou à mansão dos Royal, o que ele mais queria era que a nova hóspede sumisse, mas ela o conquistou e, agora, Reed irá fazer de tudo para mantê-la por perto. Ella lhe dá segurança, lhe transmite paz, o aconchega... sensações que há muito tempo não sentia. Porém Reed comete um deslize e Ella se afasta por completo, trazendo caos à família Royal. Reed vê seu mundo desmoronar e toda a esperança de viver um romance com Ella desaparece. A garota dos sonhos de Reed não quer mais saber dele, porque sabe que se ficarem juntos, isso vai destruí-los. Ella pode estar certa. 'Príncipe partido' é a aguardada continuação de 'Princesa de papel'.


Leia também:
Princesa de papel - Erin Watt (Essência) 

Sem spoilers

Resenha: "Princípe partido", de Erin Watt, é o segundo volume da série The Royals, e eu não poderia estar mais empolgada para conferir essa obra. O final de Princesa de papel me deixou apreensiva demais, e preciso confessar que não sabia muito o que esperar das próximas cenas. Ainda assim, me surpreendi bastante com o rumo dos acontecimentos.

Ella Harper conquistou mesmo Reed, mas ele fez besteira e por isso precisa saber lidar com algumas consequências. O fato é que agora ele parece estar mais tranquilo, assim como consegue lidar melhor com as suas emoções. Na verdade, eu o considerei uma pessoa muito confusa, mas agora, o leitor tem a oportunidade de saber mais a seu respeito, o que é um dos principais destaques do enredo.

Quem leu o primeiro livro, sabe que Reed não era um amor de pessoa. Como mencionei na resenha de Princesa de papel, julgamentos é o que não faltam nessa família.. mas, ainda bem que as pessoas podem mudar. E é possível perceber bem que há um amadurecimento nos personagens, não apenas em Reed, mas em Ella também, o que já seria algo esperado mesmo.



Sentimentos é o que não faltam nessa trajetória, e muitos são bem contraditórios, mas igualmente envolventes. Ainda bem que o leitor tem a oportunidade de conferir os pontos de vista de Ella e Reed, porque acredito que é bem melhor para compreender o lado que cada um está seguindo e apoiando. Compreender o lado de Reed foi essencial, e que mudou todas as opiniões que eu poderia ter a seu respeito.

Ella ainda segue uma rotina dura, em todos os sentidos, mas ela se destaca por sua determinação, ainda mais porque a gente tende a se colocar no seu lugar. É uma personagem fácil de se identificar, ainda mais porque vive cercada de tumultos e críticas. De qualquer maneira, é muito interessante acompanhar o rumo de sua vida e as novas experiências diante da família. Uma coisa é certa: tudo se torna muito especial a medida em que percebe-se as reais intenções.

É claro que o desfecho me deixou com o coração apertado, mas se for pensar, também fiquei assim quando finalizei Princesa de Papel. Agora, só espero poder conferir logo a continuação "Twisted Palace", até o momento ainda sem data prevista de lançamento aqui no Brasil, assim como todos os outros títulos que fazem parte da série.

Classificação SEL: 4/5


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo