11 de setembro de 2017

Resenha: Uma longa jornada para casa - Saroo Brierley, Editora Record

Informações do livro:
Título: Uma longa jornada para casa
Para saber quem somos, é preciso saber de onde viemos
Título original: A Long Way Home
Autor: Saroo Brierley
Editora: Record
Páginas: 229



Sinopse: A história que deu origem ao filme Lion: uma jornada para casa, com Dev Patel. Aos 5 anos, Saroo pede ao irmão mais velho que o deixe acompanhá-lo à cidade onde ele passava os dias em busca de dinheiro e comida. Durante a viagem, o menino adormece. Ao despertar, confuso, se vê sozinho na estação de trem. Ele não sabe onde está o irmão, mas vê um trem parado. Imaginando que Guddu poderia estar lá dentro, Saroo embarca no vagão, e isso o faz atravessar a Índia. Sem saber ler nem escrever, e sem ideia do nome de sua cidade natal ou do próprio sobrenome, ele é obrigado a sobreviver sozinho nas ruas de Calcutá até ser levado para uma agência de adoção e ser escolhido por um casal australiano. Os anos se passam e, ainda que se sinta extremamente agradecido pela nova oportunidade que os Brierleys lhe proporcionaram, Saroo não esquece suas origens. Até que, com o advento do Google Earth, ele tem a oportunidade de procurar pela agulha no palheiro que costumava chamar de casa, e investiga nas imagens de satélite os marcos que poderia reconhecer do pouco que se lembra de sua cidade. Um dia, depois de muito tempo de procura, Saroo encontra o que buscava, mas o que acreditava ser o fim da jornada é apenas um novo começo.


Resenha: "Uma longa jornada para casa", de Saroo Brierley, estava na minha lista de desejados há um bom tempo, por isso fiquei bem animada quando consegui ter meu exemplar em mãos. Ainda não assisti o filme "Lion", que foi indicado ao oscar, mas agora pretendo conferir o mais rápido possível, já que finalizei a leitura.

Como esperado, emoção é o que não falta nessas páginas, especialmente porque é difícil imaginar como uma criança tão pequena pode vivenciar experiências tão intensas e perigosas. Saroo só tem cinco anos, e com isso eu penso no meu sobrinho que tem a mesma idade, e fico pensando o quanto há fragilidade e medo envolvidos. O desconhecido é assustador demais, sem contar que, estando sozinho, não consegue saber o que é certo e o que é errado, e no que deve acreditar.

Desespero é o que não falta na vida e Saroo, e não somente por conta de estar perdido e sem saber de nada para situá-lo. Há também aquele receio de nunca mais poder estar próximo de sua mãe e irmãos. Essa parte da infância é chocante e extremamente desafiadora, na verdade cabem muitas outras palavras nesse comentário diante das experiências, mas não sei nem me expressar direito sobre isso.


Quando fica maior, ele tem o desejo mais profundo de saber o que aconteceu com eles, já que a vida sempre foi muito dura com eles. Todos precisavam batalhar pelo sustento, inclusive seu irmão mais velho. Saroo chegou a ser adotado e foi recompensado com uma família muito abençoada.

O menino consegue ter uma grande oportunidade após passar pos situações tão complicadas, mas é claro que sempre desejou poder retornar para sua família. Como ainda era muito jovem, tem certas coisas que soam confusas, mas uma das características que mais se destaca nele, desde o começo, é sua determinação de ir atrás de seus objetivos.

Confesso que demorei um pouco para esta conclusão. Alguns trechos me pareceram um tanto maçante, enquanto achei que outras partes poderiam ter um desenvolvimento maior. Mas ainda assim não faz com que a história, de um modo geral, deixe de se tornar marcante e repleto de sentimentos fortes.

Classificação SEL: 4/5


Um comentário:

  1. Adorei sua resenha Fernanda.. eu não li o livro mas achei o filme maravilhoso, então imagino que o livro deva ser nota mil.

    Abçs
    Ana Paula
    Paixão por Leituras

    ResponderExcluir

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo