3 de novembro de 2017

Resenha: O beijo traiçoeiro - Erin Beaty, Editora Seguinte

Informações do livro:
Título: O beijo traiçoeiro
Título original: The Traitor's Kiss
(Traitor's Trilogy #1)
Autor: Erin Beaty
Editora: Seguinte
Páginas: 440



Sinopse: Com sua língua afiada e seu temperamento rebelde, Sage Fowler está longe de ser considerada uma dama — e não dá a mínima para isso. Depois de ser julgada inapta para o casamento, Sage acaba se tornando aprendiz de casamenteira e logo recebe uma tarefa importante: acompanhar a comitiva de jovens damas da nobreza a caminho do Concordium, um evento na capital do reino, onde uniões entre grandes famílias são firmadas. Para formar bons pares, Sage anota em um livro tudo o que consegue descobrir sobre as garotas e seus pretendentes — inclusive os oficiais de alta patente encarregados de proteger o grupo durante essa longa jornada. Conforme a escolta militar percebe uma conspiração se formando, Sage é recrutada por um belo soldado para conseguir informações. Quanto mais descobre em sua espionagem, mais ela se envolve numa teia de disfarces, intrigas e identidades secretas. E, com o destino do reino em jogo, a última coisa que esperava era viver um romance de tirar o fôlego.


Resenha: "O beijo traiçoeiro", de Erin Beaty, é aquele tipo de livro que encanta o leitor logo nas primeiras páginas, ainda mais para quem gosta do gênero. E é claro que sou suspeita ao comentar, já que eu amei essa leitura, mas é exatamente por isso que quero recomendar muito esta obra. Fiquei bem surpresa com a história e todas as características, ainda mais porque não sabia o que esperar quando iniciei.

Antes de qualquer comentário a respeito da história em si, preciso afirmar que a protagonista, Sage Fowler, foi muito bem construída. Ela tem um temperamento forte e é por isso que consegui me identificar tanto com seu estilo, sem contar que não liga para o que falam a seu respeito. O que importa mesmo é o que ela considera certo e é por isso que sabe ser bem determinada quando se faz necessário.

É interessante porque Sage sabe que suas idealizações não estão de acordo com a época e os costumes onde vive. Apesar disso, tem a certeza de que precisa estar cercada de novidades, afinal de contas, se tem uma coisa que não gosta é de se prender a lugares ou pessoas, e sabe bem como deixar isso claro. É algo que parece muito contagiante e é o que garante que as cenas sejam tão relevantes. E de qualquer maneira, achei ousado o fato de ela se ver ligada aos planejamentos de casamento de outras damas.



De longe já é possível compreender que há intrigas nos lugares mais improváveis, e isso quer dizer que é preciso estar atento diante dos eventos das damas, dos pretendentes e das demais situações nesse meio. Claro que, como esperado, envolve questões de política, então é algo que abrange certo perigo, mesmo porque a busca pelo poder e suas consequências sempre é muito complicado. 

Sage sabe que precisa proteger as damas, e encontra pessoas em sua jornada para a ajudar nisso. Outro destaque é para a investigação, que eu não vou me aprofundar, mas que é de grande importância nas ocorrências. E na verdade, este livro é um romance que tem outros pontos que são tratados como essenciais, e isso que não é uma obra nem um pouco previsível.

Eu adorei poder fazer essa leitura e realmente me surpreendi com todo o desenvolvimento, em especial pelas características trabalhadas. Reviravoltas é o que não faltam, e cada página é de tirar o fôlego, porque parece que sempre há muito a se perder nas escolhas feitas. Não vejo a hora de poder ler mais dessa história tão instigante nos próximos livros da trilogia!

Classificação SEL: 4/5


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo