20 de julho de 2018

Resenha: Correndo descalça - Amy Harmon, Editora Verus

Sobre o livro:



Sinopse: Um romance emocionante sobre amizade, amor e família, da autora de Beleza Perdida. Quando Josie Jensen, uma desajeitada menina prodígio da música, conhece Samuel Yates, um garoto confuso e revoltado descendente dos índios Navajos, uma amizade improvável floresce. Apesar de ser cinco anos mais nova, Josie ensina a Samuel sobre palavras, música, sonhos, e, com o tempo, eles formam um forte vínculo de amizade. Após se formar no colégio, Samuel abandona a cidadezinha onde vivem em busca de um futuro, deixando sua jovem amiga com o coração partido. Muitos anos depois, quando Samuel retorna, percebe que Josie necessita exatamente das coisas que ela lhe oferecera na adolescência. É a vez de Samuel ensinar a Josie sobre a vida e o amor e guiá-la para que ela encontre seu rumo, sua felicidade. Profundamente romântico, Correndo Descalça é a história de uma garota do interior e um garoto indígena, sobre os laços que os ligam a suas casas e famílias e sobre o amor que lhes dá asas para voar.


Resenha: Sou bem suspeita ao comentar sobre os livros de Army Harmon, mas não posso deixar de comentar sobre "Correndo descalça". É, como já esperava, um romance emocionante e com várias mensagens lindas sobre relacionamentos, ligações fortes, família e afins.

Josie possui grandes responsabilidades, e na verdade, ela se viu obrigada a mudar muito rápido, após a morte de sua mãe. Seus sentimentos, receios e demais aspectos são muito compreensíveis, em especial quando o leitor tenta se colocar no seu lugar.

Samuel é o tipo de garoto que deixa a gente desconfiada. Digo isso porque logo de cara, demonstra ter uma personalidade hostil. Por fim, sempre existe algo a mais em sua história. E é isso que o define por completo. Na verdade, sente a falta de um complemento em sua vida, então só falta descobrir qual o encaixe perfeito. 

Josie e Samuel encontram um no outro um laço de companheirismo incrível. Porém nem tudo são flores nesse percurso, já que passam um período afastados. E é claro que o leitor torce demais por esse reencontro. O tempo pode ser cruel, mas se encarrega de acontecer no momento ideal.

O livro também trabalha com a diferença de idade entre eles, e entre outros aspectos de "pré-conceitos"  de uma sociedade complicada. Há muitos tabus e opiniões diferentes, ou seja, a autora se encarrega de deixar tudo extremamente crível a este ponto explorado.

Existem muitos e muitos receios nessa história, e comento isso mais por conta de Josie. Claro que as experiências lhe mostram que ela precisa mudar, pensar mais em si mesma também.

É um texto que mexe muito com as nossas estruturas, mesmo porque é possível se identificar com certas emoções. Mais uma vez, fiquei encantada por uma trama da autora, e super recomendo essa leitura, assim como os outros títulos que li: Beleza Perdida e Infinito + 1. 

Classificação SEL: 5/5


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo