24 de julho de 2018

Resenha: A garota do orfanato sombrio - Temple Mathews, Editora Jangada

Sobre o livro:



Sinopse: Echo Stone acorda suando frio num quarto escuro e desconhecido, sem saber exatamente como foi parar ali. Tentando entender a situação, ela descobre que aquele lugar sombrio é a “Casa do Meio”, um orfanato que abriga crianças e adolescentes. Só tem um problema: Echo não é órfã, seus pais estão vivos! Mas ninguém parece se importar com suas explicações e o único disposto a ajudá-la a fugir dali é Cole. Mas quando a garota consegue voltar pra casa o problema fica ainda pior: uma fita amarela da polícia indica que um crime horrível e violento aconteceu - seu próprio assassinato! Echo está morta e não sabe como isso aconteceu. Desesperada para ter sua vida de volta, ela inicia uma busca para resolver esse enigma e, à medida que cresce a lista de suspeitos, ela descobre que não é a garota boazinha que julgava ser...

Resenha: "A garota do orfanato sombrio", de Temple Matthews, é aquele livro indicado para crianças e adultos, e que tem tudo para ser apenas despretensioso e com uma pegada mais tenebrosa. Porém, me surpreendi bastante com o desenvolvimento habilidoso da narrativa, bem como de todos os elementos explorados.

Echo Stone é uma personagem bem diferente do que eu estava imaginando. Por ser tão nova, é óbvio que ainda teria muito a aprender, e chega um momento na trama que ela mesmo entende o que poderia ter feito de melhor em sua vida.

Sinceramente, a história inteira segue um rumo bem instigante e ousado, e chama a atenção logo nas primeiras páginas. Isso porque a situação se mostra crítica e igualmente triste. Trabalha muito com os sentimentos mais profundos dos jovens deste orfanato. De verdade, é uma trama extremamente carismática! 

Ela está em um orfanato chamado A casa do meio, mas não deveria estar lá, já que tem os seus pais por perto. O problema é que esse local abriga pessoas mortas e Echo também morreu. Agora precisa compreender todas as circunstâncias para que possa, enfim, descansar (por assim, dizendo né rs).
 
É muito interessante porque Echo conhece novas pessoas neste orfanato, que também estão mortas. Mas ai que entra a problemática: ela não pode deixar se abalar ou se envolver demais. Isso porque ainda precisa estar próxima de seus conhecidos para poder desvendar o ocorrido. 

Eu sou fascinada por histórias desse tipo (de estar morta e precisar desvendar o que aconteceu). Me lembra muito outra história que eu li e fiquei muito envolvida, e vou deixar a dica aqui para quem curte também esse estilo. É o Limiar, da Jessica Warman, publicado pela Galera Record.

Classificação SEL: 5/5


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo