1 de julho de 2018

Resenha: O fundo é apenas o começo - Neal Shusterman, Editora Valentina

Sobre o livro:



Sinopse: Uma poderosa jornada da mente humana, um mergulho profundo nas águas da doença mental. CADEN BOSCH está a bordo de um navio que ruma ao ponto mais remoto da Terra: Challenger Deep, uma depressão marinha situada a sudoeste da Fossa das Marianas. CADEN BOSCH é um aluno brilhante do ensino médio, cujos amigos estão começando a notar seu comportamento estranho. CADEN BOSCH é designado o artista de plantão do navio, para documentar a viagem com desenhos. CADEN BOSCH finge entrar para a equipe de corrida da escola, mas na verdade passa os dias caminhando quilômetros, absorto em pensamentos. CADEN BOSCH está dividido entre sua lealdade ao capitão e a tentação de se amotinar. CADEN BOSCH está dilacerado. Cativante e poderoso, O Fundo é Apenas o Começo é um romance que permanece muito além da última página, um pungente tour de force de um dos mais admirados autores contemporâneos da ficção jovem adulta.


Resenha: Sabe aquele livro que está ali na estante esperando para ser lido e você demora um pouco para iniciar a leitura? Depois se arrepende porque não começou a ler antes, bem antes.. Então, foi justamente o que aconteceu com "O fundo é apenas o começo", de Neal Shusterman. 

Caden se mostra um garoto bem tranquilo, porém é o começo, apenas o começo do que será apresentado. Ele tem quinze anos, e apesar de ser tão jovem, já possui suas tantas responsabilidades. E isso inclui ser tripulante de um navio, com uma missão bem pouco improvável: conquistar o fundo do oceano. Ousado, não é mesmo?!

Acontece que esse garoto possui um distúrbio, e é por isso que a obra começa a ser tão delicada e ao mesmo tempo comovente. Então, o leitor recebe o convite de adentrar em uma realidade que se mistura demais na ficção do garoto. Pode parecer estranho comentando dessa forma, porém as mensagens são muito especiais.

Eu já conhecia  a escrita de Neal Shusterman, e sabia que tem o dom para surpreender e fazer uma obra tocante. Porém, eu fiquei bem mais empolgada do que poderia imaginar nesse contexto. 

Possui uma narrativa repleta de interpretações (muitas mesmo), e que podem variar de acordo com cada leitor. Acredito que isso foi bem intencional, e admiro bem esse aspecto. Admiro porque até eu me questionei sobre a narrativa em si e nos seus objetivos. O que estava acontecendo de fato e porquê?! Questionamentos é o que não faltam, mas as explicações vão surgindo, sutilmente.

É uma obra incrível e que requer uma boa atenção para compreender todas as mensagens repassadas. Dessa forma, devo dizer que até demorei um pouco mais do que esperava para finalizar, e é daqueles títulos que fica na sua cabeça depois de muito tempo lido.

Classificação SEL: 4/5


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo