25 de setembro de 2018

Resenha: Eu perdi o rumo - Gayle Forman, Editora Arqueiro

Sobre o livro:



Sinopse: O novo romance de Gayle Forman, autora dos best-sellers Se Eu Ficar e Eu Estive Aqui. Suas obras já venderam mais 9 milhões de livros pelo mundo.  Freya perdeu a voz no meio das gravações de seu álbum de estreia. Harun planeja fugir de casa para encontrar o garoto que ama. Nathaniel acaba de chegar a Nova York com uma mochila, um plano elaborado em meio ao desespero e nada a perder. Os três se esbarram por acaso no Central Park e, ao longo de um único dia, lentamente revelam trechos do passado que não conseguiram enfrentar sozinhos. Juntos, eles começam a entender que a saída do lugar triste e escuro em que se acham pode estar no gesto de ajudar o próximo a descobrir o próprio caminho. Contado a partir de três perspectivas diferentes, o romance inédito de Gayle Forman aborda o poder da amizade e a audácia de ser fiel a si mesmo. Eu Perdi o Rumo marca a volta de Gayle aos livros jovens, que a consagraram internacionalmente, e traz a prosa elegante que seus fãs conhecem e amam.



Resenha: "Eu perdi o rumo", novo livro de Gayle Forman, nos faz pensar muito sobre nossa própria vida, escolhas e afins. Na verdade, quem já leu algo da autora, sabe que ela é capaz de fazer isso com apenas uma frase, de tão marcante que consegue ser. Esta obra se torna ainda mais especial por conta da delicadeza da temática e dos personagens envolvidos também.

Encontros e desencontros fazem parte desse cenário inusitado. Freya, Harum e Nathaniel passam por situações diferentes, porém o que os une mesmo é a vontade de mudar algo, enfrentar o passado ou apenas esquecer algumas coisas.  

O leitor tem a oportunidade de conhecer mais sobre cada um desses personagens, desde seus dilemas e de como acabam se encontrando no Central Park. E é claro que a narrativa é perfeita no sentido de ligar três personagens, que, particularmente, não tinha como compreender o sentido juntos. O diferencial está nas experiências e lições transmitidas nesse percurso.

Outro ponto essencial é a forma como existe o desdobramento das cenas sobre o que há de errado em cada um deles. Bom, acho que me expressei mal.. não é que tenha algo errado, mas sim que houve - em algum momento - um episódio "inaceitável", ou algo nesse estilo.

O texto mexe com o nosso íntimo, e nos faz questionar quem somos e as pessoas que nos acompanham nesse mundo de tantas turbulências. Pensamentos e mais pensamentos diante de muita profundidade.

É incrível poder perceber que todo mundo se sente confuso ou triste e perdido em algum - ou vários - momento de sua vida. Sabe porque é incrível? Porque isso faz parte da vida, e é bem assim que funciona. Como dizem: um dia de cada vez. Porque a vida, ah ela é feita de inúmeras emoções!

Classificação SEL: 4/5
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo