20 de setembro de 2018

Resenha: International Guy: Paris, Nova York, Copenhague - Audrey Carlan, Editora Verus

Sobre o livro:



Sinopse: Mesma autora da série A Garota do Calendário, que vendeu mais de 670 mil exemplares no Brasil. International Guy é a agência de Parker Ellis, um dos maiores especialistas do mundo em vida e amor, que tem como missão ajudar as mulheres em questões tão diversas quanto se sentir sexy e poderosas, aprender a administrar um império empresarial ou conquistar o homem dos seus sonhos. Parker e seus dois sócios atendem mulheres ricas do mundo todo, como atrizes de Hollywood, membros da realeza e CEOs de multinacionais bilionárias. E, às vezes, eles não podem evitar que as coisas esquentem e vão parar na cama de suas clientes. Literalmente. Parker adora sua vida de playboy e não está procurando compromisso. Afinal, há um mundo inteiro à sua frente: os negócios o levam de Paris a Milão, de Berlim ao Rio de Janeiro. Mas, conforme ele pula de cidade em cidade — e de cama em cama —, é possível que acabe encontrando mais que sexo ao longo do caminho... Neste primeiro volume, a International Guy vai a Paris para ajudar uma jovem herdeira a assumir o controle da própria vida. A próxima parada é Nova York, onde a atriz mais badalada do momento precisa reencontrar a paixão pela profissão. A viagem termina em Copenhague, com uma princesa que está jogando sujo para escapar do destino.


Resenha: Audrey Carlan sabe bem como explorar elementos quentes em situações tão diferenciadas. Quem já acompanhou a série A garota do calendário sabe bem como é o seu estilo de leitura. Ela sempre surpreende de alguma maneira. 

Claro que as vezes deixa espaço para algum aspecto negativo, mas os pontos positivos se sobressaem. Pelo menos esse é o meu ponto de vista, e isso só se intensificou com a leitura de Intenational Guy: Paris, Nova York, Copenhague. 

Parker Ellis é o tipo de personagem que tem muito a se questionar, a se falar e a se destacar diante de sua personagem. Ele não passa batido por onde passa, e na verdade essa nem é a sua intenção mesmo. Não há apenas um lugar ou coração que o pertença, e ele é bem determinado a seguir adiante, a nunca parar.

International Guy é uma empresa, comandada, não só por Parker, mas também por Bo e Royce. É difícil não se sentir empolgado em tantos cenários, ocasiões e mulheres diferentes. Não se sabe o que esperar, e é por isso que cada cena garante um suspense maior. Digo suspense por conta das emoções contidas e do que pode e deve ser ajudado em cada ocasião.

Mulheres são o foco, independe das problemáticas que as envolvem. International Guy tem seus propósitos, e os sócios sabem bem como jogar, como brincar e como se divertir também. Sonhos e desejos é o que não faltam nesse trajeto de idealizações. Sophie, Skyler e Christina não são tão diferentes quanto se imagina, por mais que suas vidas sejam tão distantes. Sempre existe muito mais intimador também...

Parker sabe bem como explorar uma mulher, e sabe como aproveitar também. Paris é mágico, Nova York é infinitamente atraente e Copenhague se mostra ainda mais irreverente. Aventura é o que não falta em cada um dos locais. Leitura mais do que recomendada, sem dúvidas.

Classificação SEL: 4/5


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo