23 de setembro de 2018

Resenha: Um acordo e nada mais - Mary Balogh, Editora Arqueiro

Sobre o livro:



Sinopse: Embora Vincent, o visconde Darleigh, tenha ficado cego no campo de batalha, está farto da interferência da mãe e das irmãs em sua vida. Por isso, quando elas o pressionam a se casar e, sem consultá-lo, lhe arranjam uma candidata a noiva, ele se sente vítima de uma emboscada e foge para o campo com a ajuda de seu criado. No entanto, logo se vê vítima de outra armadilha conjugal. Por sorte, é salvo por uma jovem desconhecida. Quando a Srta. Sophia Fry intervém em nome dele e é expulsa de casa pelos tios sem um tostão para viver, Vincent é obrigado a agir. Ele pode estar cego, mas consegue ver uma solução para os dois problemas: casamento. Aos poucos, a amizade e o companheirismo dos dois dão lugar a uma doce sedução, e o que era apenas um acordo frio se transforma em um fogo capaz de consumi-los. No segundo volume da série Clube dos Sobreviventes, você vai descobrir se um casamento nascido do desespero pode levar duas pessoas a encontrarem o amor de sua vida.


Resenha: Mary Balogh entra na minha lista de autores favoritos em romance de época justamente por conta de toda a sua delicadeza em escrever uma trama que, aos poucos, se mostra bem mais complexa, que o esperado. "Um acordo e nada mais" é o segundo título da série Clube dos sobreviventes. O primeiro se chama Uma proposta e nada mais.

A gente já sabe que quando um acordo entra na jogada, as coisas não tendem a sair conforme o planejado. Eu pelo menos, amo quando existe uma idealização como essa. Não há quem diga que não pode dar certo, mas o desejo se mostra tão forte,que é impossível não mudar as estratégicas. 

Vincent e Sophia são muito carismáticos, cada um com suas diferenças e ousadias. Se bem que há bem mais a ser questionado (ou explorado) sobre ele do que ela. Só lendo mesmo para compreender, já que não quero me estender a respeito. E não estou me referindo só ao fato de ele ser cego, já que esse detalhe consta na própria sinopse.

Uma coisa é certa: há coragem de sobra nesses dois, e acredito que seja por isso que eles compreendem tanto um do outro. A ambientação também influencia muito no envolvimento, o que garante mais emoções e muitos objetivos a serem seguidos também por conta de realizações.

É incrível poder acompanhar o amadurecimento de uma relação e de como os sentimentos se intensificam diante de um convivência inesperada. Apesar de certos desentendimentos e confusões, o caminho se torna bem divertido. E é por essas e outras que o livro se mostra tão intenso e especial. 

Consegui fazer essa leitura em apenas um dia, de tão viciante que se torna. É como se o leitor fizesse parte das descobertas, mesmo porque nesse contexto tudo é tratado de forma bem relevante. Ah, essa leitura pode ser feita, independente se foi feito a leitura do primeiro livro, ou não.

Classificação SEL: 4/5


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo