13 de outubro de 2018

Resenha: Tudo aquilo que nos separa - Rosie Walsh, Editora Record

Sobre o livro:



Sinopse: Imagine a seguinte situação: você conhece um homem, vocês passam sete dias maravilhosos juntos, e você fica apaixonada. E o que é melhor: o sentimento é recíproco. Você nunca teve tanta certeza de algo na vida. Então, quando ele parte numa viagem de férias agendada há muito tempo e promete te ligar para o aeroporto, você não tem nenhum motivo para duvidar disso. Mas ele não liga. Seus amigos dizem que você deve desencanar, que deve esquecer o cara, mas você sabe que eles estão errados. Eles não sabem de nada. Algo de ruim deve ter acontecido, deve haver um motivo sério para explicar o silêncio dele.  O que você faz quando finalmente descobre que tem razão? Que existe um motivo ― e que esse motivo é a única coisa que vocês não compartilharam um com o outro? A verdade.


Resenha: "Tudo aquilo que nos separa", de Rosie Walsh, garante uma leitura bem deliciosa, com direito a cenas bem românticas e alguns momentos mais preocupantes, de tensão, por conta de segredos, se é que posso chamar dessa forma.

É um livro que tem uma mensagem interessante sobre as reviravoltas de nossa vida, e do quanto os sentimentos podem mudar o nosso trajeto. Pelo menos, a gente pensa que pode mudar né?! Os personagens em questão são muito bem trabalhados, e a autora sabe como fazer a ligação entre eles. Sabe como demonstrar que existe uma paixão verdadeira. Mas que também pode ter algo que impede essa união.

Sarah e Eddy viveram momentos maravilhosos, e é difícil quando isso não mexe com o emocional. Não tem como esquecer tão rápido, ainda mais quando há uma promessa em jogo, e é isso que faz a diferença, porque existe uma espera, uma expectativa, uma esperança, acima de tudo. 

Se as coisas não dão certo, não como o planejado, é óbvio que a gente vai pensar no pior. Sempre no pior. Porque, depois de uma despedida tão motivadora, há por trás de tudo, um desejo pelo reencontro. É o que nos deixa mais aflitos também, o leitor anseia por saber o que, de fato, aconteceu.

Como que ele pôde desaparecer? Essa pergunta ronda, incansavelmente, a cabeça da protagonista, e a do leitor também. Confesso que eu fiquei bem surpresa com algumas cenas, e isso realmente é o destaque desta obra. Há muito pelo que compreender sim, não espere por menos desse contexto.

Eu li esse livro bem rápido e gostei muito de como foi trabalhado. A autora sabe bem como demonstrar os sentimentos e em especial como lidar com os segredos. Eles movem essa obra, então não se sabe muito o que esperar desse desfecho. Por isso, li tão rápido, pela curiosidade, pela emoção.

Classificação SEL: 4/5


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo