12 de novembro de 2012

Resenha: Cidade de Vidro - Cassandra Clare, Galera Record

Informações do livro:
Título: Cidade de Vidro
Os Instrumentos Mortais #3
Título original: City of Glass 
(The Mortal Instruments #3)
Autor: Cassandra Clare
Editora: Galera Record
Grupo Editorial Record
Páginas: 476




Sinopse: Clary está à procura de uma poção para salvar a vida de sua mãe. Para isso, ela deve viajar até a Cidade de Vidro, lar ancestral dos Caçadores de Sombras, criando um portal sozinha. Só mais uma prova de que seus poderes estão mais sofisticados a cada dia. Para Clary, o perigo que isso representa é tão ou menos assustador quanto o fato de que Jace não a quer por perto. Mas nem o fora de Jace nem estar quebrando as regras irão afastá-la de seu objetivo: encontrar Ragnor Fell, o feiticeiro que pode ajudá-la a curar a mãe.



Leia também:
Os Instrumentos Mortais #1 Cidade dos ossos   - Cassandra Clare (Galera Record)
Os Instrumentos Mortais #2 Cidade das cinzas - Cassandra Clare (Galera Record)



Resenha: O terceiro volume desta emocionante história nos apresenta uma grande batalha entre os seres do submundo e caçadores de sombras. Repleto de ação do inicio ao fim, Cidade de Vidro se tornou, em minha opinião, o melhor da saga até o momento, e olha que estava cheia de curiosidade com esse enredo. 

Imagino que tenha chegado a essa conclusão devido ao fato de que fiquei muito ansiosa por esse livro. Minhas perspectivas só estavam aumentando logo que terminei Cidade das Cinzas, e realmente não foi uma história que me decepcionou. Assim como as outras tramas anteriores, não conseguia largar o livro com facilidade, pelo menos não até chegar ao final em si.

Novamente deixo aqui um aviso para que, se você não leu Cidade dos Ossos ou Cidade das Cinzas, não continue lendo esta resenha. Por motivos óbvios, pode conter spoilers das tramas anteriores. Retornando a história, como no final do segundo livro, Clary se deparou com um fato novo referente ao caso de sua mãe. E no começo desse livro, a menina está determinada a encontrar o feiticeiro que pode ajudar a mãe em sua recuperação – Ragnor Fell. Para isso, deve ir através de um portal para Idris. O problema é que Jace parece não a querer por perto.

No começo fiquei com raiva porque ele estava claramente sendo um idiota, sendo que estava planejando ir para Idris sem Clary, enquanto ela estava tão ansiosa arrumando suas malas. Um pequeno detalhe que mudou o planejado, fez com que Jace, Izzy, Alec e até Simon atravessassem o portal, sem Clary. Um ataque de demônios os pegou desprevenidos e Jace teve que arrastar Simon – agora sendo um vampiro - junto a ele, se não ele poderia morrer se continuasse ali próximo ao ataque.

Novos personagens também nos são apresentados, como Sebastian e Alice. Desde o começo percebi algo estranho em Sebastian, ele é aquele tipo de pessoa que precisa fazer com que todos gostem dele, um gesto meio desconfiado e aparentando uma segurança forçada. Logo vi que não estava errada ao seu respeito. 

Ainda bem que Clary não deu tanta atenção a ele, mas já esperava mesmo isso. Também achei Alice insuportável, eu sei que basicamente, essa minha opinião se baseia pelo fato de ela estar muito apegada a Jace, mas enfim, logo percebemos que ele também estava retribuindo o afeto com o único intuito de tentar desviar seus pensamentos da irmã.

“- E agora estou olhando para você – disse –, e você está me perguntando se ainda a quero, como se eu pudesse deixar de amar. Como se eu fosse desistir do que me deixa mais forte que qualquer outra coisa. Nunca ousei dar tanto de mim a ninguém antes; apenas pedaços de mim aos Lightwood, a Isabelle e Alec, mas levei anos para fazer isso...Mas Clary, desde a primeira vez em que a vi, pertenci completamente a você. E continuo pertencendo. Se você me quiser.” Pg. 467.

E a propósito, um dos momentos lindos entre Clary x Jace foi quando os dois enfim se renderam aos seus sentimentos. Só que foi um pouco confuso e mais uma vez acabou em desentendimentos entre o casal. Não sei se você entende onde quero chegar, mas Cidade de Vidro é um livro que nos toma por impulso em tantos sentimentos entrelaçados, que as vezes fica até difícil explicar o que sentimos diante da leitura, diante de cada página com um novo sabor, cada capitulo com uma nova aventura e descobertas surpreendentes.

Classificação SEL: 5/5


6 comentários:

  1. Yeah! Eu ainda não li esse livro, terminei Cidade das Cinzas a pouco tempo então... mas eu estou louca pela continuação e para conhecer esse novos personagens!
    Beijos
    http://tyelehopes.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Essa é uma das minhas séries preferidas.Já li os três primeiros livros e A-M-E-I...
    Estou torcendo para que os próximos livros saiam rapidinho, um atrás do outro.

    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. É a segunda resenha desse livro que eu leio hoje.
    E eu concordo mais contigo. Também foi o que eu mais gostei, pela dinâmica, pelo foco na história.

    :)

    Laise
    liliescreve.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Ainda não li os outros... Mas parece legal ^^

    Gostei das frases ^^

    ResponderExcluir
  5. Parabéns pela resenha, estou mega anciosa para ler essa serie mas tenho outras prioridades no momento. Bjos

    ResponderExcluir
  6. Como não li os dois primeiros livros, não li tudo o que você escreveu. Já ouvi muito falar sobre esse livro, quem sabe eu não leia num futuro... acontece que eu não quero começar a ler mais nada antes de eu terminar HP -rs- e como só pego livros emprestados, fica difícil ler na ordem e em pouco tempo :s

    ResponderExcluir

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo