17 de fevereiro de 2013

Resenha: Eu, meu pai e meus outros amores - Lilian Reis, Editora Novo Século

Informações do livro:
Título: Eu, meu pai e meus outros amores
Ficção Brasileira
Autor: Lilian Reis
Editora: Novo Século
Selo: Novos Talentos da Literatura Brasileira
Páginas: 320
SKOOB | GOODREADS 



Sinopse: Eu, meu pai e os meus outros amores... Há coisas na vida que acontecem e a pessoa se revolta, fica com raiva de tudo e de todos, contudo, Jade teve que aprender da maneira mais dura, que o mundinho no qual ela vivia era fútil, uma imensa bola cheia de nada. Para Jade, tudo que importava era sua mãe, padrasto e amiga. O pai era um sonho inalcançável, uma figura por quem Jade nutria “sentimentos incompreensíveis”. Ela acreditava que aquela vida de badalações, academia de dança, luais, e festas eram tudo de bom, e para o qual valia a pena viver. O resto era descartável. Entretanto, Jade fora inserida “contra sua vontade”, em outro mundo. Um lugar completamente sem valor para ela. As pessoas pouco lhe interessavam e tampouco ela acreditava que eles se interessassem por ela. Para ela, uma garota da cidade grande, o que importava eram as coisas que ela podia fazer e a maneira como se divertia, e amava apenas essas pessoas que eram seu ”tudo”... Uma história cheia de emoções, conflitos, dúvidas e descobertas, que tem um enredo gostoso, uma linguagem jovem e engraçada. Prepare-se para conhecer o outro lado do mundo de Jade. Uma adolescente quase adulta, que se mostrou rebelde e marrenta. Será que Jade aprenderá com seus erros a ser uma pessoa melhor? O livro aborda vários temas importantes, dentre eles a primeira transa, a amizade, e os sentimentos de um modo geral. Contudo, a abordagem principal é o amor de Jade por seu pai. Um homem do interior, que conviveu com sua filha apenas nos primeiros anos de vida, mas que a marcou muito. Para ela, o pai foi seu herói, aquele que a acudia dos pesadelos e dos seus medos. Todavia, a imagem deixada por ele apagou-se pelo fato de ele não ser um pai presente. A vida de Jade deu outra guinada após uma tragédia, que a obrigou a viver outra realidade...




ResenhaO livro aborda uma mistura de sentimentos, como perdas, descobertas de novos amores e mudanças repentinas na vida. É uma história bem elaborada, que explora os vários tipos de envolvimento que podem ocorrer dentre uma família e ao mesmo tempo apresenta um caso emocionante de uma menina que pensou que sua vida estava perfeita, mas apenas um dia serviu para que tudo virasse completamente do avesso e depois desse dia, ela se veria ao redor de um mundo completamente diferente do seu com várias novidades e surpresas.

Essa menina se chama Jade. Ela tem 17 anos e tem uma vida razoavelmente boa. Apesar de ter pais separados, vive numa boa com sua mãe e padrasto. Já com o pai é um pouco diferente, pois eles são meio distantes um do outro. Seu pai também havia se casado novamente e talvez isso tenha contribuído para que a relação dos dois fosse ainda mais estranha. Jade mora no Rio de Janeiro e é apaixonada por toda badalação que a cidade lhe proporcionava. Nunca iria querer sair do meio da cidade grande, da agitação, onde ela mantinha todos os seus lazeres, seus contatos, e claro sua melhor amiga Melissa.


“Passei a entender que suas idas e vindas à fazenda eram o motivo pelo qual aconteciam todas as brigas entre meu pai e minha mãe. Descobri, então, que Bernardo conhecera Isolda e tivera um relacionamento com ela antes mesmo do divórcio. Isso tudo havia acontecido porque minha mãe não suportava a vida na fazenda e nunca ia até lá. Meu pai, então, solitário naquele fim de mundo, acabou descobrindo o amor verdadeiro. Uma mulher que o acompanhava em todas as situações e que passou com ele todas as dificuldades. Ou dois se identificavam. Bernardo tinha de passar muitos dias fora por causa dos negócios e dos animais. Assim que ele conheceu Isolda, seu casamento com minha mãe naufragou em águas profundas. Mas e eu  Por que ele não pensou em mim?!” Pg. 15


Até que num dia que parecia como outro qualquer, depois que foram a uma festa de casamento e se encontravam em um estado de espírito tranquilo e acolhedor, Jade, sua mãe e o Padrasto voltavam para casa, quando aconteceu um grave acidente que resultou na morte dos dois e Jade ficou vinte e oito dias em estado de coma. Assim que acordou Jade não se lembrou do que aconteceu, mas aos poucos o pai foi lhe atualizando sobre os acontecimentos. E foi ali que seu chão desabou...pela primeira vez.

Claro que Jade precisou ir morar com seu pai, pois sendo ainda menor de idade não poderia permanecer sozinha. Então ela prometeu a si mesma que seria apenas um ano e logo já seria maior de idade para viver sua própria vida. Foi nessa nova vida, nesse novo ambiente, que encontrou sua nova família: além de seu pai, se encontravam sua madrasta Isolda e os filhos dela: Eduardo, que todos os conhecem como Duke ou Du; e Frederico, mais conhecido como Fred. Logo surgiu uma bela amizade entre ela e Du. Somente com Fred, as coisas pareciam meio estranhas.

Agora Jade precisa se acostumar com essa nova rotina, fazer novos amigos, ir a uma escola nova e completamente diferente de sua antiga. No começo, a menina se mostrou um tanto arredia e confesso que fiquei com raiva diante algumas de suas atitudes. Por mais que ela estivesse sofrendo, não precisava ser tão grossa e distante com as pessoas que estavam fazendo de tudo para ver seu bem e seu conforto...quem dera eu ter um pai assim como o dela!

Assim que comecei a ler a obra, ficava me perguntando o que havia por trás do título: “Eu, meu pai e meus outros amores”, porém logo tudo começa a fazer sentido e percebo que nesta história há mais de redescobrimos do que imaginamos. É uma trama que nos traz algumas cenas tristes e dramáticas, mas também somos apresentados a uma história envolvente, onde o amor e a amizade sempre predominam.


“E o que é paixão para você, Fred? – quis saber.
Encarei-o e vi que ele ficou sem graça, começou a falar e gaguejou um pouco, depois respirou fundo e disse:
- É...é isso, tocar na mão e sentir eletricidade, é respirar sem conseguir aspirar todo o ar, é tremer quando se pensa na pessoa, é pirar de saudade, é querer...bem, querer estar ao lado da pessoa, sentir o corpo flutuar, e às vezes...Ah! Sei lá, é inexplicável!”Pg. 211


Confesso que o personagem que mais me cativou foi Duke. Adorei o jeito romântico e sincero dele. E olha, que o seu final deixou muito a desejar, e acredito que abriu portas para uma possível continuação da história ou quem sabe ele terá um livro só pra ele. Vamos deixar e esperar para ver se a autora nos dá alguma dica....


Classificação SEL: 4/5


6 comentários:

  1. Que linda sua resenha! Amei!Obrigada de coração! Beijos, Lilian Reis.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu que lhe agradeço pela oportunidade de poder ler um livro maravilhoso. Beijos.

      Excluir
  2. Ahhh, e para aqueles que pensam que a história acabou! Vou logo dizendo, tem continuação... Duke... Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Oi, o q é isso? Quanto maldade...agora quero ler esse livro e conhecer o Duke!!! Amei.
    Beijos
    http://marlicarmenescritora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Eu adorei essa capa, nossa que linda.
    Adoro livros sobre relacionamentos familiares, vou ver se compro para lê-lo.

    Beijos,
    Tau Brito
    fromthe-desk.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo