15 de fevereiro de 2013

Resenha: Meu Pai Não Mora Mais Aqui - Caio Riter, Editora Biruta

Informações do livro:
Título: Meu Pai Não Mora Mais Aqui
Autor: Caio Riter
Editora: Biruta
Páginas: 200
SKOOB | GOODREADS 



Sinopse: Letícia e Tadeu contam os seus amores escondidos, os afetos e desafetos pelo mundo adulto, as curtições e as carências, a separação entre pessoas queridas e a amizade, até mesmo o próprio sentido da morte e da solidão.



Resenha: Posso definir o livro com uma só palavra: Sensacional. Adorei a forma como o autor elaborou a trama e conseguiu unir os personagens em um único sentido. A trama nos redireciona à uma história descontraída, porém apresenta seus lados dramáticos e emocionantes.


O que você acharia se sua professora lhe passasse o trabalho de manter um diário por algum tempo? Nele você teria que contar um pouco sobre você e sua vida. Não precisaria escrever todos os dias, mas deveria manter um hábito de escrita e manter o compromisso. Eu acharia a idéia maravilhosa, pois desde criança sempre amei escrever em diários, agendas, bloquinhos e tudo o mais. Sinceramente, achei uma pena que nenhuma de minhas professoras não teve essa ideia brilhante. 

Pois foi o que aconteceu com o pessoal de uma sala da 8° série. E em “Meu Pai Não Mora Mais Aqui” conhecemos os relatos de apenas dois personagens em seus diários. Letícia e Tadeu expõem suas dúvidas, medos, fantasias e rotina diante experiências vividas entre amigos e familiares.

Letícia está lidando com a separação dos pais e se vê numa situação muito difícil, onde sabe que sua mãe sofre bastante com essa separação e sua irmãzinha de cinco anos não entende muito a situação. 

Letícia tenta ser forte, mas não consegue entender como o pai as abandonou, mesmo ele dizendo que nunca foi tão feliz como está sendo agora com uma nova pessoa a seu lado. Por esse motivo, Letícia está um tanto quanto desiluda no quesito amor, e não se vê estando apaixonada por alguém. Ela não quer mais sofrer...quem sabe uma nova perda.


“Só tem uma coisa que eu não gosto muito: queria ser mais amigo do meu pai. É que ele viaja muito, e, quando volta, sempre tá cheio de coisas para fazer. Queria que ele fosse mais parceiro. O saco são suas viagens. Queria ter mais tempo para trocar ideias com ele. Ah, mas quando ele voltar de viagem, vou contar pra ele que beijei a Larissa. Vou, sim.” Pg. 75 (Tadeu)


Enquanto isso, Tadeu se vê perdido diante da ausência do pai. No começo da história pensei que seus pais também haviam se separado e que o autor tomaria isso como ponto comum dos personagens. Mas logo persegui que estava errada. 

Seus pais estavam juntos sim, só que seu pai viajava muito e por esse motivo não ficava muito em casa e não acompanhava de perto a vida de seu filho. E claro, Tadeu sentia muito isso, já que ele queria muito seu pai ao seu lado, para lhe contar as suas incertezas, suas realizações, seus almejos, seus amores...

Letícia e Tadeu não tem nada em comum, apenas são colegas de classe. E enquanto ela se mostra ser uma menina mais quieta, Tadeu revela ser um conquistador e muito romântico. Ao longo da narrativa dos dois, percebe-se que o que virou obrigação, tornou-se um ótimo modo de extravasar sentimentos, aliviar tensões e desabafar.  

O livro mantém um ar divertido e bem-humorado, com um jeitinho adolescente de ser, mas claro que, também apresenta algumas cenas tristes e inesperadas (e claro que chorei em algumas partes). Mas ao todo nos traz uma sensação de conforto, amizade e companheirismo.


“Eu não vou ver mais o meu pai parado ali na porta.
Eu não vou ouvi-lo cantando suas músicas de amor para a minha mãe.
Eles não vão mais tomar vinho na sexta-feira.
Seu carro não vai nunca mais estacionar aí na frente de casa e ele vai descer com saudade.
Eu não vou poder dizer mais para o meu pai tudo o que não disse.” Pg.134 (Tadeu)


A diagramação está perfeita, com ótimas ilustrações e causando maior interatividade e suspense na trama. É um livro tão encantador que o leitor não consegue parar de ler até que chegue ao final, mesmo sabendo que o final seria tão previsível. Mas foi aquele esperado, aquele em que você fecha o livro com um sorriso bobo no rosto. Aquele tipo de história que você poderia ficar horas e horas conversando sobre ela...


Classificação SEL: 5/5


7 comentários:

  1. Ameei, fiquei louca pra ler *_* Ótima resenha, como sempre ;)

    ResponderExcluir
  2. ameiiiiii... peguei na escola para ler muito lindo já li umas 3 veses mas so tem uma semana para ler o livro leria todo dia se pudesse!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. somos dois kkkkk tbm ameiii de mais e muito bom!!!

      Excluir
    2. tambem ameii,eu tenho ele eu ganhei do meu pai,euu ameiii de mais esse livro!!!e muito perfeito <3 <3 <3

      Excluir
  3. Ameiii o livro os romances de Tadeu, Os sofrimento de Leticia, como Tadeu & Leticia se apaixonam!!!! È lindo amei já li 3 veses!! Sou como Leticia não tenho pais separado,mas sou quieta do tipo de adolencente meio que facio de lidar!!!! Tenho 10 anos poriço amei quando vi ele la na prateleira começei a ler ali mesmo então decidi que ia o ler!! Livro nota 1.000.000.000 Vcss vão amar o ler.!!!!

    ResponderExcluir
  4. eu tinha esse livro mais meu visinho o roubou e nem consegui terminar de ler.... o ser humano é terrivel

    ResponderExcluir
  5. Ótimo Livro , Eu o Li Duas Vezes e Gostei Muito !

    ResponderExcluir

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo