13 de março de 2013

Resenha: A Fada - Carolina Munhóz, Fantasy – Casa da Palavra

Informações do livro:
Título: A Fada
Ficção Brasileira
Autor: Carolina Munhóz
Editora: Fantasy – Casa da Palavra
Páginas: 256
SKOOB | GOODREADS 



Sinopse: Alguns jovens ganham presentes caros, passagens aéreas ou festas surpresa em seus aniversários de 18 anos. Melanie Aine ganhou o falecimento do pai, uma estranha tatuagem e a descoberta de que não era um ser humano. Como se tudo isso não fosse suficiente, Melanie ainda descobriu, por detrás da enevoada e mística cidade de Londres, um mundo fantástico que até poderia ignorar, se não fosse parte importante dele. Um legado que traz com ele diversas tragédias e problemas pessoais ao qual ela não espera se adaptar, mas não sabe se terá opção. A única parte recompensadora parece ser seu encontro com um homem misterioso, oriundo de uma família bruxa poderosa, cuja relação caminha em uma linha bamba e tênue que separa afeto e fúria. Um afeto que pode levá-la à transcendência e à vida eterna. Uma fúria que pode conduzi-la a morte e ao esquecimento. Dentre muitos feitiços, lutas, criaturas mágicas e eventos sobrenaturais, A Fada é uma história de descobertas e superações, sobre como o amor pode fazer várias pessoas redescobrirem a vida e a magia nela. “Uma história repleta de magia e espiritualidade. Uma candidata a seguir os passos de Alexandra Ardonetto e Cassandra Clare.” Revista Época.




Resenha: A Fada” me envolveu logo pela capa encantadora e pelo capricho completo da obra, que apresenta vários detalhes ao longo das páginas. Sem falar dos marcadores que vieram junto com o livro, são muito lindos. De início, a sinopse já chama a atenção com um estilo interessante e curioso. E mais, a  trama se passa em Londres (awn, eu adoro histórias que se passam nessa cidade cativante).


Na trama, conhecemos Melanie Aine, ou simplesmente Mel. Assim que a garota completa dezoito anos, muitas coisas estranhas começam a ocorrer em sua vida. No dia de seu aniversário, sua mãe a abandona, perde o pai, ganha uma tatuagem inexplicável e para completar...descobre ser uma fada. Isso mesmo uma fada! 

E agora ela se envolta de muitos mistérios e segredos que parecem ser intermináveis. Outros dois personagens surgem na história, sendo eles; Patrick, o menino que a desenha em uma praça e que desde o começo aparenta ser bem misterioso e surpreendente; e Arhur Wales, ao qual ele e Mel, mais tarde se verão envolvidos e aos poucos será revelado mais sobre sua própria história.


Agora, Mel precisa se habituar ao nosso mundo que a espera e nessa jornada, irá descobrir que existem seres que antes só habitavam a imaginação, como duendes, bruxas, elfos, gnomos, e claro as fadas. Ela precisa cumprir uma missão na terra. 

Se conseguir, ela enfim reinaria o universo das fadas, em Fairyland. Por outro lado, a relação de Mel com Arthur segue instável, com brigas, descobrimentos, confiança, drama e muito romance. Diante de tantas reviravoltas surpreendentes em tão pouco tempo, Mel se vê em dúvida com o que o destino lhe reserva e mais do que tudo, ela precisa decidir o que precisa fazer para enfim, encontrar um rumo certo para sua vida.



“Naquele horizonte fiz um agradecimento. Agradeci por ter encontrado aquele homem. O homem. Se ele parecia certo para mim? Pouco importava. Era ele quem estava ao meu lado. Quem eu queria que estivesse na minha vida.” Pg.96



O amor dos dois se torna descontrolado e obssessivo. Apresenta ser uma relação intensa e até possessiva. O encantamento do primeiro amor envolve duas pessoas totalmente diferentes, mas ao mesmo tempo interligadas, além de que os dois representam seres místicos. Melanie é uma fada, e Arthur é um bruxo de uma família de renome, poderosa e muito tradicional no universo mágico. Você acha que essa relação pode ter algum futuro?


Nessa jornada, ambos os personagens precisam se encontrar e resolver seus conflitos. Esse romance se torna cada vez mais forte, porém eles sabem que precisam lutar por seus objetivos e que nem tudo pode sair como eles desejam.


“A Fada” nos apresenta uma história realmente mágica, onde os personagens e todo esse universo sobrenatural envolto de seres fantásticos e magia sem limites, se torna emocionante, com ótimas descrições e uma narrativa atrativa, fascinante e ao mesmo tempo simples. Por fim, só acho que algumas cenas aconteceram muito rápidas, mas nada que estrague a leitura ou o encanto por tal. Com certeza é um livro mais que recomendado!



“Assistimos ao nascer do sol pela janela, uma mistura de azul Royal com cor-de-rosa. Olhamo-nos apaixonados,ficando claro que todas as esquisitices haviam desaparecido. Uma coisa era certa: estávamos apaixonados.” Pg.159


Classificação SEL: 4/5


4 comentários:

  1. Olá, te indiquei para responder a um selinho de incentivo a leitura, espero que goste de responder assim como eu gostei.

    Link
    http://osuficientee.blogspot.com.br/2013/03/selinho-leia-sempre.html

    Beijos
    O Suficiente

    ResponderExcluir
  2. Achei a capa diferente e chamando atenção de um jeito. Também adoro histórias passadas em Londres! Parece ser um livro legal :)
    Beijo,
    Nic

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pela resenha ficou ótima. Já li esse livro a bastante tempo e achei mega interessante e a forma objetiva da Carolina de contar a historia me encantou. Essa nova edição esta linda!!!!!

    ResponderExcluir
  4. Muito bonita a sua resenha, ficou ótima.
    http://palavrapequenas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo