23 de abril de 2013

Resenha: Estilhaça-me - Tahereh Mafi @Novo_Conceito

Informações do livro:
Título: Estilhaça-me
Título original: Shatter M(Shatter Me #1)
Autor: Tahereh Mafi
Editora: Novo Conceito           
Páginas: 304
SKOOB | GOODREADS



Sinopse: Juliette não toca alguém a exatamente 264 dias. A última vez que ela o fez, que foi por acidente, foi presa por assassinato. Ninguém sabe por que o toque de Juliette é fatal. Enquanto ela não fere ninguém, ninguém realmente se importa. O mundo está ocupado demais se desmoronando para se importar com uma menina de 17 anos de idade. Doenças estão acabando com a população, a comida é difícil de encontrar, os pássaros não voam mais, e as nuvens são da cor errada. O Restabelecimento disse que seu caminho era a única maneira de consertar as coisas, então eles jogaram Juliette em uma célula. Agora muitas pessoas estão mortas, os sobreviventes estão sussurrando guerra – e o Restabelecimento mudou sua mente. Talvez Juliette é mais do que uma alma torturada de pelúcia em um corpo venenoso. Talvez ela seja exatamente o que precisamos agora. Juliette tem que fazer uma escolha: ser uma arma. Ou ser um guerreiro.





Resenha: "Estilhaça-me" foi um livro que me despertou várias emoções. No início, me senti um tanto confusa em relação a narrativa, porém logo fui entendendo mais a história e me envolvendo cada vez mais. 

Na verdade, acredito que fazer essa resenha se torna um desafio pelo simples motivo de falar sobre o livro em si. Me surpreendi com todos os acontecimentos e adorei o modo como a autora escreveu o enredo, de um modo dinâmico, intenso e ousado. 

Os personagens se tornam cativantes a cada página virada. Eles transbordam emoção e fazem o leitor se render em todos os seus anseios. Essa é mais uma distopia que me encantou totalmente e posso dizer que há uma certa mistura de outros gêneros, que, você só vai descobrir assim que ler...


“Não consigo me lembrar do calor de qualquer tipo de abraço. Meus braços doem em virtude do inescapável gelo do isolamento. Minha própria mãe não poderia me segurar nos braços. Meu pai não poderia aquecer minhas mãos congeladas. Vivo em um mundo de nada.” Pg.14


A personagem central se chama Juliette. No começo pensei que ela fosse o tipo de pessoa que, mesmo com poderes, seria fraca, frágil e sem muita atenção. Porém me enganei completamente, pois ao longo da narrativa, conhecemos uma Juliette sensível, mas muito mais forte do que jamais imaginei. 

Assim como também acaba se tornando mais confiante e claro, apaixonante. Ela tem um estranho poder que pode causar dor a quem tocar, e logo irá descobrir que há muito mais coisas envolvidas e que estão relacionadas. E o que falar de Adam Kent? Sim, ele é encantador. E o que seria uma pessoa a mais na história, acabou se tornando um verdadeiro herói, destemido e corajoso. Ou seja, aquele personagem de arrancar suspiros...
                     
                                                                                                   
“Sinto-me viva. Queria que isso me machucasse. Queria que isso m mutilasse. Queria que isso me anulasse. Queria odiar a potente força que me envolve o esqueleto. Mas não. Minha pele está pulsando com a vida de alguém e eu não odeio isso. Odeio a mim mesma por desfrutar disso. Desfruto da sensação que é estar sendo preenchida com mais vida e esperança e poder humano do que eu sabia ser capaz. Sua dor me concede um prazer que jamais pedi.” Pg.75


O mundo está diferente,e como toda distopia que se preze, existem muitas críticas e as tragédias estão em torno do meio ambiente e as pessoas estão no meio do caos, vivendo com fome e amedrontadas. 

O Restabelecimento surgiu para que houvesse um jeito de melhorar esta situação, porém não está saindo nada como o planejado. Eles fizeram parecer que tudo seria melhor, mas as coisas não são bem assim. Neste cenário conhecemos Warner, que está acima do Restabelecimento e parece ter planos para Juliette.


“Você não faz ideia do quanto pensei em você. De quantas vezes sonhei – ele respira com firmeza –, de quantas vezes sonhei em estar tão perto de você. – Ele se move para passar uma mão pelos cabelos, antes de mudar de ideia. Baixa os olhos. Ergue os olhos. – Céus, Juliette, eu a seguiria para qualquer lugar. Você é a única coisa boa que sobrou deste mundo.” Pg.141


Existem vários conflitos, dúvidas, medo e revolta, e a trama se torna mais envolvente e repleta de surpresas. E com certeza, deixa uma ótima continuação para o próximo livro “Liberta-me”, ao qual já estou mega ansiosa. 

Enquanto isso, vou ler o ebook de “Destrua-me” que a Editora Novo Conceito liberou gratuitamente para seus leitores. Por ser tratar de um conto, não sairá em livro físico, somente em ebook. Assim que ler, conto minhas opiniões sobre essa versão de Warner. APROVEITE E BAIXE O EBOOK.


Classificação SEL: 5/5


Book Trailer:




3 comentários:

  1. Amei esse livro e com certeza devo sair da minha abstinência de nao comprar livros pq quero ler logo a continuação e com certeza passarei na frente de todos.
    Parabéns pla ótima resenha, como sempre!!!!

    ResponderExcluir
  2. Ameeeei demais esse livro, ele te prende até o final , já devorei o primeiro e o segundo e não vejo a hora de ler logo o terceiro *-*
    Ótima resenha ^^
    ;*

    ResponderExcluir

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo