29 de abril de 2013

Resenha: Meu amor, meu bem, meu querido - Deb Caletti, Editora Novo Conceito

Informações do livro:
Título: Meu amor, meu bem, meu querido
Título original: Honey, Baby, Sweetheart
Autor: Deb Caletti
Editora: Novo Conceito           
Páginas: 240
SKOOB | GOODREADS 


Sinopse: É verão no nordeste da cidade de Nine Mile Falls e Ruby McQueen, de 16 anos, comumente conhecida como A Garota Calada, está saindo com o maravilhoso, rico e louco por emoções Travis Becker. No entanto, Ruby está num beco sem saída e percebe que se arrisca cada vez mais quando está com Travis. Em um esforço para manter Ruby ocupada, sua mãe, Ann, a arrasta para o clube de leitura semanal que ela comanda. Quando descobrem que uma das criadoras do clube é a protagonista de uma trágica história de amor que estão lendo, Ann e Ruby planejam um encontro dos amantes de longa data. Contudo, para Ruby essa missão acaba sendo muito mais do que apenas uma viagem...




Resenha: Já havia lido “Um lugar para ficar” da autora Deb Caletti e me encantado com sua escrita envolvente e ágil. Por esse motivo, estava ansiosa para ler mais essa obra, que em nenhum momento me decepcionou, e só apresentou o quanto a autora continua com sua escrita leve, porém emocionante. 

É aquele tipo de história que faz você viajar tranquilamente sobre reflexões acerca de família, amores e amizades. Na verdade, posso dizer que essa leitura me surpreendeu em vários aspectos, pois imaginava que a leitura seria apenas sobre um amor entre adolescentes, e no decorrer das páginas, percebi que se trata muito mais do que isso. Na trama, conhecemos inicialmente Ruby McQueen e Travis Becker.

“Nem sempre sou precipitada. O que aconteceu durante o verão, nas férias escolares, não foi precipitação. Foi um momento, um único momento que pode mudar as coisas se você decidir tentar ser uma pessoa diferente.” Pg.09

Ela é a menina “boazinha” e ele o “bad boy”.  Ruby é bem tímida, apesar de ter um relacionamento saudável com sua mãe Ann e seu irmão Chip Jr e outras pessoas ao seu redor. Travis é o oposto dela: rico, popular, misterioso e um tanto fora da linha, para não dizer perigoso e sem noção. 

Mas ai ele nota ela e aos poucos vai se aproximando da garota. Ruby parece estar enfeitiçada, e adora estar junto dele, mesmo sabendo que pode estar fazendo coisas erradas. Acompanhamos a sua narrativa de como os dois acabam se envolvendo, porém depois de um tempo ela percebe que essa relação pode não ser certa e tenta se afastar de Travis.


''Ainda não sabia quem era Travis, claro. O que vi foi aquele garoto, bem bonito, ai, meu Deus, com um capacete debaixo do braço e me olhando com um sorriso amarelo. De repente, tive a sensação de que algo estava para acontecer. Soube instantaneamente que ele era mau; e que isso não importava. '' Pg. 17


É ai que entra em cena outros personagens, que na minha opinião, deram todo o ar da graça na história, e podem ser considerados de fundamental importância. A mãe de Ruby – Ann – percebendo que deveria fazer algo para interferir, pediu que a filha se juntasse ao grupo "Rainhas Caçarolas", que nada mais era do que um grupo de leitura, onde algumas senhoras e um senhor, se reuniam na biblioteca onde Ann trabalhava. 

O mais interessante é o modo como elas agem, fazendo com que a leitura se torne mais dinâmica e por vezes engraçada. No começo, Ruby estava meio desmotivada, porém logo é notável o seu amadurecimento, mudanças em sua atitude e pensamentos.

Assim que esse grupo entra em cena, a narrativa muda o foco de Ruby e Travis para uma outra história mais cativante, que transpassa o tempo e emociona o leitor. Todos os personagens são essências no enredo, e é nesse contexto que conhecemos Lílian, fundadora das "Rainhas Caçarolas". Ela teve um AVC e por esse e outros motivos, foi impossibilitada de poder reencontrar seu grande amor. O que mais marcou essa personagem para mim, foi o modo como ela demonstrava seus sentimentos, de maneira forte e intensa, apesar de não conseguir falar, devido o derrame.


“Deixe-me esclarecer. Você se apaixona e então pensa que se encontrou. Mas quase sempre você está se procurando dentro dele. Isso é um fato. Há somente um lugar onde você pode se encontrar. - Ela bateu no peito. Pg 182


“Meu amor, meu bem, meu querido” é um livro que nos proporciona vários sentimentos sobre reencontros, uniões e afins, incluindo reflexões e mensagens acerca de nossa própria vida e das pessoas que nos cercam. 

É uma trama simples, porém tocante. Aquele tipo de história para ler em qualquer momento e despretensiosamente. No final também podemos conferir um guia para clube de leitura, muito interessante para quem participante de tais reuniões.

Classificação SEL: 4/5

Book Trailer:


12 comentários:

  1. Oi Fê!
    Também achei esse livro muito especial. Amo a Deb, ela deu uma entrevista pro nosso blog... ela é super gracinha! *--* "Um lugar para Ficar" é ainda melhor né? Ótima resenha! (:
    http://verbologiapink.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Fernanda querida, amei a resenha. Nao sabia que esse livro era tão interessante, adorei essa idéia do clube do livro, fiquei curiosa para ler o livro, vou add agora no meu skoob. Valeu por mais uma ótima dica!!!!

    Te adoro, Bjos!!!!!

    ResponderExcluir
  3. Travis é um nome bem diferente hahahaha
    parece ser um livro muito lindo, só achei o nome cumprido demais :(,e a capa tambem não me chamou a atenção.:x Acho que esse não seria um tipo de livro para mim.

    ResponderExcluir
  4. Já andei pela Saraiva com esse livro na mão, mas acabei não comprando. rs.
    Ouvi algumas opiniões ruins sobre a estória, mas ao ler sua resenha vejo que é bem o tipo de leitura que gosto.
    Próxima vez que for na Saraiva eu compro. rs.
    Manuscrito de Cabeceira
    Bjs.

    ResponderExcluir
  5. Amei a resenha... e com toda a certeza irei ler este livro..
    sou apaixonada por histórias de meninas certinhas e caladas que se apaixonam por bad boys..
    talvez essa minha admiração por livros assim seja por que no fundo tabém espero achar um bad boy que mude o rumo da minha vida!! rsrsrs
    Louca para ler!!

    ResponderExcluir
  6. Adoro livros assim. Louquinha pra ler esse. :3

    ResponderExcluir
  7. Amei a resenha e o livro parece ser ótimo!
    Está na minha lista de desejados, com toda certeza.

    ResponderExcluir
  8. Oi Fer,
    Parabéns pela resenha!
    A estória parece ser boa, mas não me cativou o suficiente...
    Bjo
    (www.na-entrelinha.blogspot.com.br)

    ResponderExcluir
  9. Muito bom o livro e sua resenha está ótima. Fiquei encantada com sua maneira de falar da história e dos personagens. Acho que vou adorar ler e vou amar ter este livro. Adorei. Beijos.

    ResponderExcluir
  10. Gostei muito da resenha, nos dá uma boa ideia sobre o livro, despertando o interesse do leitor, vale apena dar uma conferida.

    ResponderExcluir
  11. Nesse momento estou lendo "Um Lugar para Ficar", e estou gostando bastante (apesar de achar a protagonista uma anta sem personalidade). Realmente a narrativa é muito leve e agradável. Gosto de ler histórias em que as personagens secundárias também tem um destaque legal. Espero poder ler esse livro também.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  12. Tenho o livro e achei tão juvenil que ainda não li. Mas sua resenha explorou algo que gosto de encontrar numa leitura, mesmo que seja simples e rápida: alguma reflexão, alguma coisa que toque o coração e permaneça comigo. Por isso vou dar uma chance ao livro.

    ResponderExcluir

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo