17 de junho de 2013

Resenha: Entre o agora e o nunca - J.A. Redmerski @Suma_BR

Informações do livro:                                 
Título: Entre o agora e o nunca
Título original: The Edge of Never (The Edge of Never #1)
Autor: J.A. Redmerski
Editora: Suma de Letras
Páginas: 368



Sinopse: Camryn Bennett é uma jovem de 20 anos que desistiu do amor desde que Ian, seu namorado, morreu num acidente de carro há um ano. Sua melhor amiga, Natalie, é a única capaz de animá-la. Mas a relação entre as duas fica abalada quando o namorado de Nat revela à Camryn que está apaixonado por ela. Perdida, sem saber o que fazer, Camryn vai para rodoviária e pega o primeiro ônibus interestadual, sem se importar com o destino. Com uma carteira, um celular e uma pequena bolsa com alguns itens indispensáveis, Camryn embarca para Idaho. Mas o que ela não esperava era conhecer Andrew Parrish, um jovem sedutor e misterioso, a caminho para visitar o pai, que está morrendo de câncer. Andrew se aproxima da companheira de viagem, primeiro para protegê-la, mas logo uma conexão irresistível se forma entre os dois. Camryn tenta lutar contra o sentimento, já que jurou nunca mais se apaixonar desde a morte de Ian. Andrew também tenta resistir, motivado pelos próprios segredos. Narrado em capítulos que alternam as vozes de Andrew e Camryn, Entre O Agora e O Nunca é uma história de amor e sexo, na qual os personagens testam seus limites, exploram seus desejos e buscam o caminho que os levará à felicidade.



Resenha: O que falar de “Entre o agora e o nunca? Fiquei intrigada do começo ao final. Ou melhor, mudei minhas opiniões várias vezes, mas por fim posso dizer que realmente gostei da história. Me emocionei e com certeza me surpreendi com o rumo dos acontecimentos. 

Nesta trama somos apresentados a personagens fortes e comoventes, cada um com seus problemas e dilemas. Camryn Bennett e Andrew Parrish surgem na vida um do outro de um jeito inesperado...se bem que no ponto de vista de alguns, poderia ser chamado simplesmente de destino.


“Ele é atraente, não vou negar. O cabelo curto e espetado, os braços musculosos e as maças do rosto esculpidas, as covinhas e o modo como aquela porra de sorriso idiota me faz ficar olhando pra ele mesmo quando não quero. Mas a verdade é que não estou a fim dele nem nada – é só um estranho qualquer num ônibus a caminho do nada. Nem por um decreto eu daria corda a um lance assim. E mesmo se ele não fosse um estranho, mesmo se o conhecesse há seis meses, eu não iria querer. De jeito nenhum. Nunca mais.” Pg.51


Camrym – ou simplesmente Cam – é uma garota que já passou por muitas complicações em seus vinte anos de vida. Se sente insegura e confusa em relação a sua própria vida, e como já era de se esperar, só deseja encontrar um caminho novo que a faça se sentir livre. Depois de perder seu primeiro amor num acidente, surgiram outros problemas, desta vez, familiares e até com sua melhor amiga Natalie. 

Por esse e outros motivos, ela resolveu viajar por um tempo para ficar longe de todo esse caos. Cam não liga para onde está indo, mesmo porque já está há muito tempo perdida, e nada do que aconteceria a seguir poderia fazer diferença. Ela não imaginaria o que – ou quem – iria surgir na sua vida. Em seu percurso até Idaho, ela conhece um passageiro bem fora do incomum. Cam não queria conversa com ninguém, mas parece que Andrew Parrish não iria desistir tão facilmente.


“Camryn fica lindinha quando a torturo. Porque ela gosta. Não sei como me meti nisto, mas o que sei é que por mais que minha consciência berre nos meus ouvidos, dizendo para deixá-la em paz, não consigo. Não quero. Já fomos longe demais.” Pg.127


Andrew foi o oposto do que eu imaginei. E há tempos, não me apaixono por um personagem como me apaixonei por ele. Sério! Logo de inicio, imaginei que ele fosse alguém mais sem noção ou que não se importasse com nada. Ele estava indo ao encontro de seu pai a beira da morte, e durante essa transição de perda, passou a sensação de ser alguém mais insensível, o que na verdade o pai dele que era assim. 

No decorrer das narrações, ora feitas por Cam e ora por Andrew – ele se mostrou ser um romântico incurável e deliciosamente sensível. Seria só o fato de estar perdendo seu pai que o vinha incomodando? Juro que pensei que fosse apenas isso, mas a autora conseguiu me enganar direitinho. E eu sorri e também chorei por Andrew.


“Não acredito que vou fazer isso. Não que eu tenha medo, esteja preocupada ou sinta que deveria parar agora mesmo e voltar para casa. Sinto que estou fazendo tudo certo; pela primeira vez em muito tempo, sinto que minha vida está voltando aos eixos, só que seguindo um rumo bem diferente, cujo destino eu desconheço. Não sei explicar...só que, bem, como eu disse, sinto que estou certo.” Pg.130


Os dois acabaram se aproximando de uma maneira apaixonante. Eles tentaram evitar o envolvimento, cada um por seus motivos, mas se o destino estava mesmo conspirando nesta história, claro que se envolver era mais que inevitável, já que a conexão de ambos era visível demais para qualquer um. 

Toda a trama tem um jeito doce de transmitir os acontecimentos e as partes eróticas se fazem presentes de uma maneira relevante e sensível. O romance está presente em todas as páginas, e é aquele tipo de romance que te prende pra valer, que mesmo sendo um pouco clichê, ao mesmo tempo pode ser vista de um jeito criativo e intenso. 

“Entre o agora e o nunca” possui um enredo irresistível e consegue nos transmitir mensagens leves e emocionantes. É simplesmente aquele tipo de livro que o leitor não consegue parar de pensar, seja em todos acontecimentos passados ou apenas no desfecho. Dá é vontade de viver uma história parecida...


Classificação SEL: 5/5


4 comentários:

  1. Uau, amei resenha. Sem comentar que este livro está na minha lista de desejados. É tão bom assim? Me conte!

    Beijos.

    alolatemumblog.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Amei esse livro!
    Principalmente o final@

    Beijos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  3. Adorei a resenha! Fico cada vez mais encantada com esse livro a cada resenha que eu leio!

    Beijos,
    caheoslivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Eu fiquei apaixonada pelo livro, e principalmente pelo Andrew. Ele me conquistou.Foi e é um dos livros mais ”reais” que eu já li. Amei a personalidade dos personagens e o espírito aventureiro deles. Entre o agora e o nunca, foi das leituras mais emocionantes que eu já tive e está na minha lista de favoritos, sem dúvidas. Agora eu estou lendo ‘Entre o agora e o sempre’ e estou lendo bem devagarinho pra não acabar.kkkkk J.A Redmerski sabe escrever livros como ninguém.
    PS: Eu amo a capa desse livro e do segundo. São lindas.
    PS2: Amei a sua resenha. Clara e objetiva.

    ResponderExcluir

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo