14 de junho de 2013

Resenha: Luar de sangue - Dione Mara Souto da Rosa @novostalentosbr


Informações do livro:                                
Título: Luar de sangue
Autor: Dione Mara Souto da Rosa
Editora: Novo Século
Selo: Novos Talentos
Páginas: 312



Sinopse: Três sacerdotisas celtas impetuosas. Somente uma é guardiã de uma relíquia sagrada. Caminhos que se cruzam perante a traição e a busca pelo poder, acarretando a morte. Destinos que se encontram em tempos futuros, trazendo revelações. Vampiros obcecados, cruéis e temperamentais digladiam-se pela conquista do Condado. Para conquistar o cargo do rei, precisam gerar filhos com sacerdotisas. A paixão de uma das sacerdotisas por um vampiro dá luz à gêmeos, os quais se tornarão vampiros. Mesmo obrigados a respeitar o pacto de territorialidade imposto por sacerdotes druidas, o descumprem e engendram os mais ardilosos planos para deterem o controle dos demais vampiros. Anne, uma heroína sem memória, sofrerá muito. Sem saber quem verdadeiramente personifica, é raptada por um dos gêmeos vampiros. Ela precisará lutar por sua sobrevivência enquanto tenta recuperar sua memória e se livrar do temperamental vampiro.



Resenha: Luar de Sangue possui uma narrativa complexa e detalhada, abrangendo vários pontos importantes da história em um só ponto central, causando euforia e suspense ao leitor. O livro tem como personagens, os vampiros – entre outros seres – e engloba uma trama repleta de ação, drama e romance. É uma história completa que não deixa pontas soltas e responde todas as nossas dúvidas, somente pelo fato de que há uma continuação...e bom, resta esperar pela próximas aventuras.

Na trama somos apresentados inicialmente, a Anne, Natacha e Denise. Essas três mulheres mantém uma união que é ligada a religião celta e juntas, acabam enfrentando um grande desafio por causa da Inquisição. Vocês já devem imaginar que o livro nos transporta para uma ambientação passada, com vários costumes consagrados e até certo pontos, cruéis. 

Mas não pense que as cenas se passarão só nessa época, porque estes acontecimentos são apenas o pontapé inicial para os acontecimentos narrados no futuro próximo. Destacando que algumas cenas se passam na Romênia, enquanto outras no Brasil. Dione criou um início incrível, levando o leitor a criar expectativas sobre o que poderia vir a seguir.


“Sou Anne Rozeblit, talvez ainda um fantasma que precisa encontrar um corpo, todavia, antes de tudo, alguém que precisa encontrar o seu verdadeiro caminho. Pg.21


Como já citei anteriormente, a história se torna complexa justamente por conter muitas informações. Vou tentar fazer um resumo mais explicativo e que não venha confundir vocês. A personagem principal é Anne, que passou por várias tribulações em sua vida, e por tal motivo, não sabe a real importância que tem. 

Ela estava envolvida com Dimitri, porém depois de alguns desapontamentos, ela se viu desiludida, até que Andrei, o irmão gêmeo de Dimitri entra em cena. Todos esses fatos acontecem no tempo atual e Anne não lembra do que lhe ocorreu no passado e por esse motivo se vê tão perdida e desiludida. Dimitri e Denise também entram em cena novamente para causar uma confusão maior ainda.


“Não lhe deixarei morrer, meu amor. Nem você, nem nossos filhos. Dar-lhe-ei vida novamente.” Pg.101


A história tem um foco central muito importante, mas acho que pelo fato de haver tantas intercalações, os acontecimentos acabaram ficando meio corriqueiros. Por outro lado, é perceptível o quanto a autora se empenhou para desenvolver um enredo forte e comovente. É uma boa leitura para quem curte livros de fantasia e romance.



Classificação SEL: 3/5


Um comentário:

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo