28 de junho de 2013

Resenha: A Rainha da Floresta - @annaleao @MODOEditora

Informações do livro:
Título: A Rainha da Floresta
Autor: Anna Leão
Editora: Modo

Sinopse: A Rainha da Floresta conta a história da princesa Anaís, herdeira do Reino das Joias, que se descobre uma bruxa. Obrigada a fugir do reino no dia do seu noivado, ela se refugia na Floresta das Sombras, vítima de uma antiga maldição. Numa grande aventura a princesa vivencia seu processo de iniciação, se autodescobrindo e conhecendo a magia. A história, recheada de personagens interessantes, como o misterioso Grande Mago, desmistifica o estereótipo negativo da bruxa e enaltece a natureza, o feminino, a verdade e o amor.



Resenha: Esta é uma leitura obrigatória para quem acredita em magia – ou simplesmente é fã desse gênero. Em “A Rainha da Floresta” a história se passa no Reino das Jóias – local com muitas pedras e metais preciosos – e conhecemos a princesa Anaís em toda sua simplicidade. 

Ela sempre fora muito feliz, apesar de que as vezes achava que poderia haver algo de errado. Ela se sentia um pouco sozinha e alguma coisa a incomodava mesmo sem saber o que. Em um primeiro momento, a narração passa-se diante do seu noivado com Victor, onde acontece algo inusitado e estranho. A partir deste momento, as pessoas ao redor começam a tratá-la diferente e a chamá-la de bruxa.


“Contudo, algo muito estranho aconteceu quando o anel foi posto no dedo de Anaís. A pedra azul mudou de cor, ganhou tons arroxeados cada vez mais intensos e a tonalidade azul clara sumiu completamente. A princípio, fez-se um silêncio geral, para logo depois começarem as exclamações, o alvoroço e, até mesmo, os gritos de medo de algumas moças. Anaís não sabia o que fazer, não entendia aquilo, estava perplexa. Foi, então, que os grandes nobres da corte começaram a gritar com ela. Anaís, entretanto, só ouvia uma palavra que todos os presentes começaram a repetir sem parar: BRUXA.”


Anaís ficou muito nervosa e perdida diante da situação, e a única solução encontrada no momento, foi fugir e o caminho mais próximo era a Floresta das Sombras. Mesmo com muito medo, a princesa se viu obrigada a fazer o que lhe estava sendo imposto. 

No caminho íngreme para a floresta, ela se viu encurralada num ambiente sombrio e ameaçador. Muitas coisas começaram a acontecer do nada, como vozes surgindo no meio da escuridão, um menino voador e a apresentação das bruxas, que foram descritas de uma maneira encantadora.


“Anaís não entendia nada. Vários pensamentos passavam rápido por sua mente. Não entendia como todas aquelas mulheres poderiam ser bruxas, se eram tão bonitas. Sempre acreditou que as bruxas fossem horrorosas, ou... assim fizeram-na acreditar. Não compreendia porque o menino a chamara de “minha rainha”; ela não era rainha, era princesa. Bom, ele poderia ter se enganado...”.


Anáis ficou mais confusa depois que conheceu esses seres, e estava confusa diante de tantas pessoas dizendo que a conheciam e que há muito tempo a esperavam. Sua chegada foi recepcionada com uma grande comemoração e euforia em todos que estavam presentes na movimentação. Aos poucos, a história da moça foi sendo narrada de um jeito fascinante e repleto de misticismo. Anáis ficou perplexa diante de tantas descobertas e percebeu que vários fatos que haviam acontecido, agora estavam, finalmente, fazendo sentido.


“Porque você quebra a maldição. A Floresta da Lua sempre teve uma rainha. Era a grande bruxa da floresta, aquela com uma força única, especial. Esta Rainha da Floresta, como é chamada, recebe todo o poder da floresta, assim como envia seu poder a ela. É uma constante troca de energia.”


Com tantas informações num curto espaço de tempo, Anaís ainda se sente um pouco perdida, mas não mais solitária. Ela descobre sobre uma maldição e a partir daí vai reunir forças para proteger seu novo lar das forças do mal. Essa é uma leitura voltada ao público infanto-juvenil e garante a descrição de mensagens significativas e comoventes.


Classificação SEL: 3/5



2 comentários:

  1. huhuh um lugar cheio de joias, e uma rainha simples, que bacana. Deve ser mesmo bom.
    Abraços!!!
    palavrapequenas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Alguém mo pode arranjar? este e o segundo... sou portuguesa e este livro não há cá à venda
    xaninha170273@hotmail.com

    ResponderExcluir

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo