16 de julho de 2013

Resenha: Os Últimos Dias de Krypton - Kevin J. Anderson @fantasycdp

Informações do livro:                                 
Título: Os Últimos Dias de Krypton
Titulo Original: The last days of Kripton
Autor: Kevin J. Anderson
Editora: Fantasy – Casa da Palavra
Páginas: 464



Sinopse: Antes do Apocalipse – que fez o bebê conhecido mais tarde como Clark Kent ser enviado à Terra – Krypton prosperava. Na cidade de Kandor, o cientista Jor-El e a historiadora Lara casaram-se e tiveram Kal-El, o único que sobreviveria ao fim do mundo. Tudo era harmonia e perfeição numa civilização com baixíssimo índice criminal, quando um alienígena invade o planeta e provoca uma tragédia irremediável para os kryptonianos. É a grande chance do diabólico General Zod tomar o poder e implantar uma ditadura que usará da invenção tecnológica de Jor-El para subjugar a todos. E em meio a tudo isso, uma tragédia fatal se aproximava – um destino catastrófico profetizado por Jor-El que mudaria a história kryptoniana para sempre...




Resenha: Nesse final de semana fui ao cinema conferir o filme “O Homem de Aço” o qual eu estava muito ansiosa para ver, e não sei se minhas expectativas estavam muito em alta, mas eu realmente me decepcionei, não tanto com a história, mas pelas próprias cenas expostas. A razão de eu ter lido “Os Últimos Dias de Krypton” na sequencia, foi justamente para tirar as minhas impressões negativas da história, mesmo sabendo que os dois não tem uma ligação maior, apesar de citar alguns personagens em questão. Nada melhor do que ler um livro de um ator bom naquilo que escreve e Kevin J. Anderson escreve ficção científica de uma maneira subjetiva e ao mesmo tempo deslumbrante. 

O que mais me interessou na hora de escolher esta leitura foi a curiosidade para desvendar a aventura criada pelo autor, diante de um mundo tão conhecido e conflituoso. É um universo repleto de questionamentos de fãs e afins, e mesmo que saibamos seu desfecho, esta narrativa em particular, extraiu um ambiente ilimitado de possibilidades arrebatadoras. Este livro mudou meus pensamentos e me surpreendeu mais do que poderia sequer imaginar.


“Apesar disso, o mistério por trás da existência de outras estrelas e planetas sempre intrigou Jor-El. Por não ser capaz de desobedecer às leis, não importa o quanto as restrições pudessem parecer frívolas, ele foi buscar caminhos que as contornassem. Porém, as regras não podiam impedir que ele viajasse em sua imaginação.” Pg.15


A história é tão rica de detalhes, personagens e cenas que acredito que deveria ser lida uma, duas e até três vezes seguidas para poder entender cada complexo intrincado nos acontecimentos. Logo no começo somos apresentados a uma extensa lista do elenco de personagens, como o conselho Kryptoniano até antigas figuras históricas, expressando um dinamismo maior em relação a trama. 

E o que parecia ser mais um complemento da famosa história do Super Homem se tornou um enredo irreverente e criativo, diante de novas visões e qualificações. Pode-se dizer que não há um personagem central especifico, pelo fato de haver tantas personalidades peculiares, ou se não, é mais viável dizer o obvio, que Krypton é a base de tudo, e consequentemente faz parte de sua totalidade ser o centro de cada ação realizada.


“– Que experiência fascinante. – Quando a encarou, com os olhos azuis e cintilantes, parecia estar enxergando Lara de um jeito que jamai alguém havia enxergado. – Você salvou a minha vida. Mais do que isso, você me salvou de ficar preso para sempre naquela...Zona Fantasma.” Pg.26


Jor-El era um visionário cientista ansioso e curioso pelo desconhecido, apesar de manter um certo receio sob o além-mundo. Seu trabalho desafiava os limites da atmosfera e apesar de tudo, ele desenvolvia cada ato praticamente sozinho. 

O que lhe dava incentivo para continuar sua jornada ampla das descobertas era justamente a curiosidade cientifica, que apresentava um ar cuidadoso, suntuoso e clássico. Já seu irmão, Zor-El, que morava em Argo City, era o oposto dele, mesmo que mantivesse o mesmo jeito de querer descobrir as coisas, ele tinha uma personalidade mau-humorada e egoísta. 

No caso dos irmãos, a implicância sempre fora gerada justamente pelo motivo de um querer superar o outro. Já sobre o governo, é possível definir sua composição como uma sociedade repressora e temerosa pelo desconhecido e também pelas novas tecnologias. Talvez esse tenha sido o primeiro erro para a provável destruição de todos.


“Mesmo na amada Argo de Zor-El, a maior parte dos Kryptonianos estava muito acomodada, tinha poucas ambições e ligava muito pouco para o mundo à sua volta. Eles haviam se esquecido do sabor estonteante do perigo. Zor-El, por outro lado, achava divertido se colocar em situações arriscadas – pelo menos quando era cientificamente necessário.” Pg.44


Diante de tanta genialidade – ou loucura – o destaque segue para o relacionamento singular de Jor-El e Lara. O modo como os dois se conheceram foi muito hilário e descontraído. Lara era excepcional e idealizadora, repleta de sonhos e disposta a seguir seus objetivos de modo característico e enigmático. 

Sua melhor qualidade era a determinação para seguir em frente e não desanimar ou se limitar diante de qualquer obstáculo. No decorrer da narrativa, conhecemos além dessa relação, dias tranquilos e dias de caos iminentes sobre notáveis intensos e prospectivos, como por exemplo, o general inconstante, Zod e o androide Brainiac. É, sem dúvida nenhuma, uma obra completa e personificada, completa para os fãs dessa natureza.


Classificação SEL: 5/5


25 comentários:

  1. Ain caramba eu vou precisars desse livro!
    pelo jeito é uma obra cheia de detlahes geniais que com certea vai me surpreender *o*

    tamigarotaindecisa.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oie ;)

    Olha apesar de não gostar tanto assim de Super Home com certeza vou conferir esse livro porque pelo o que você disse na resenha é incrível, a capa é linda :D

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/ ( comenta lá :D )

    ResponderExcluir
  3. Nossa, vc falou tão bem do livro que eu fiquei com vontade de ler, parece ser bem complexo e cheio de detalhes, adorei.
    Quero conhecer esse casal *.*

    Beijo

    ResponderExcluir
  4. Oi Fê, como sempre adorei a sua resenha. Gosto muito dos heróis e fiquei muito interessada por esse livro. Sério que você se decepcionou com o homem de aço? Vou te falar que vi ontem e também não achei aquilo tudo. Beijos, Sofia.

    ResponderExcluir
  5. Jesuis. Eu já tava louca pra ler esose livro, agora então nem se fala.

    To com medo de ver O Homem de Aço porque sou fã do herói e da série Smallville. Tenho anseio de me decepcionar...

    Beijos
    http://itsjuliasfault.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Nunca imaginei esse livro como um romance, sério?
    Quero lê-lo, agora mesmo! Sou apaixonada por super heróis, e com romance então, meu deus!
    Ótima resenha!
    Beijos...

    ResponderExcluir
  7. Eu vi o homem de aço e gostei muito! É uma visão moderna para um "publico moderno". Eu já era louco pra ler esse livro e depois dessa resenha. ESTOU DESESPERADAMENTE QUERENDO LÊ-LO!! o_o

    ResponderExcluir
  8. Agora sim algo do homem de aço que desperta meu interessse,ótima resenha,pretendo ler também pra ver se esqueço a decepção do último filme,já que o livro parece ser maravilhoso!

    ResponderExcluir
  9. Louca para ler com uma resenha dessas! O filme foi decepção total :s

    ResponderExcluir
  10. Adoro as histórias de super heróis, principalmente da Marvel. Assisti todos os filmes recentes, são o máximo. Não conhecia este livro. Bom saber. Grata pela boa resenha!

    ResponderExcluir
  11. Oie, ainda não li este livro, mas adorei a resenha.

    Bjus.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Também não gostei do filme :/
    Mas estou louca pra ler esse livro, ainda mais depois dessa resenha!

    ResponderExcluir
  13. Interessante o tema, uma vez que só conhecemos os momentos finais de Kripton, seria muito interessante saber um pouco mais.

    ResponderExcluir
  14. Quero muito ler, gostei muito da resenha. Obrigada!

    ResponderExcluir
  15. Estou louca pra ler esse livro e conhecer a história de Krypton. Já era doida pelos filmes e agora aparece esse livro. Tenho que ler. Adorei.

    ResponderExcluir
  16. Interessante, fiquei interessado em lê-lo !!!

    ResponderExcluir
  17. Eu gosto bastante de livros que contam o antes de tudo. Nada melhor do que um super autor pegar uma história que já sabemos mais ou menos como é, e consegui-la transforma-la como se fosse uma coisa inédita. Estou bastante curioso pra ler.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  18. Fiquei super curiosa por esse livro , entrou para minha lista :3

    ResponderExcluir
  19. Eu ainda não assisti ao Homem de Aço, ist é, o último filme lançado. São tantos e tantos atores diferentes, que a gente vai esperando algo já conhecido e de repente, nos apresenta bem diferente. Eu como sou fã de carteirinha de super-herois, vou assistir o filme e também quero ler o livro. Me interessei bastante por ele.

    ResponderExcluir
  20. Resenha bem elaborada, abordando o conteúdo de forma simples e inteligente, despertando o interesse dos leitores

    ResponderExcluir
  21. Louca para le-lo, ele tem um tema mt diferente do que costumo ler, mas agora tenho que arranjar o dinheiro kkk

    ResponderExcluir
  22. Tema diferente, historia parecer ser mt boa, vc despertou meu interesse kkkkk agora é so arranjar dinheiro :P

    ResponderExcluir

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo