31 de agosto de 2013

Resenha: G5 – Operação Casa Velha - Vinícius Rocha @NovoSeculo

Informações do livro:                                 
Título: G5 – Operação Casa Velha
Ficção Brasileira
Autor: Vinícius Rocha
Editora: Novo Século
Páginas: 240



Sinopse: G5, nasce uma história, nasce uma lenda, nasce um herói… Victor é um jovem mais forte do que jamais imaginava ser. Líder do G5, formado por Duda, Roger, Mauro e Tiago, eles resolvem desvendar o mistério que anda assombrando a todos que moram perto da Estrada da Prainha. Com a ajuda de Claudio, um andarilho contador das histórias mais incríveis, e Ninja, o fiel companheiro, eles partem em busca do que parecia ser apenas mais uma aventura. No entanto, acabam descobrindo que o mistério que envolve a casa assombrada tem início muito antes do que pensavam: na época da expedição comandada por Pedro Álvares Cabral. Em meio a tantos conflitos, traições e novos amores, Victor terá que proteger seus amigos, se defender dos inimigos e desvendar alguns segredos ocultados pela história do Brasil.




Resenha: Ultimamente venho lendo muitos livros do gênero suspense e confesso que estou gostando cada vez mais desse tipo de trama complexa, e em G5 – Operação Casa Velha, do autor Vinícius Rocha, o leitor se vê frente a cenas conflituosas e ao mesmo tempo reveladoras. 

Garante uma elaboração muito bem estruturada dos fatos, além de apresentar personagens fortes e corajosos. A premissa da obra gira em torno de muito mistério do início ao fim e inspiradora diante de tantos fatos audaciosos e perceptíveis. Diante de uma narrativa ágil e simples, conhecemos um grupo de amigos: Victor, Duda, Mauro, Roger e Thiago – além de Ninja, um cão que também era considerado membro do grupo, além de protetor. Juntos, eles eram os G5. 

Os jovens pareciam ser muito unidos e o interessante foi perceber que suas preferências estavam diante de uma praça, onde gostavam de se encontrar com idosos para passar o tempo, seja jogando um baralho ou ter conversas banais. Claudio, um senhor com cerca de setenta anos, entra em cena para esbanjar alegria e principalmente, contar misteriosas histórias.


“É, meu jovem, o tempo ainda vai ensinar você que quando se fica velho, não nos lembramos de quantas vezes respiramos, mas às vezes em que perdemos o fôlego, essas sim ficam para sempre em nossa memória.” Pg.16


Assim que Claudio lhes contou uma história em especial, os detalhes acenderam a curiosidade em cada um dos adolescentes. Victor chegou a ter pesadelos estranhos, assim como os outros, e outras coisas começaram a ocorrer de uma hora para outra. De qualquer maneira, ambos resolveram investigar e ver se encontravam vestígios que pudesse comprovar alguma veracidade no conto. 

O que lhes chamou mais atenção foi pelo fato da história ter acontecido perto de onde moravam – claro que isso era de acordo com o amigo idoso. Ninja, o cachorro conhecido por realizar incríveis feitos, também foi demonstrando, aos poucos, uma mudança de temperamento: estava mais irritadiço e nervoso. 


“Nós temos que parar com essa mania de contos de terror. É lógico que todos nós ficamos impressionados com Claudio e não dormimos bem. Foi só isso.” Pg.62


Através de um desejo intenso de desvendarem este mistério, resolveram planejar uma missão, intitulada como “Operação Casa Velha” e no começo todos se empolgaram com a ideia, porém não esperavam por tantas reviravoltas e perigos adicionais.Cada capítulo remete o leitor a uma sensação de angústia e curiosidade imensa, pois o enredo se torna imprevisível diante de um enredo tenso e assustador. 

O destaque está na coragem da equipe, sendo que conseguiram manter a calma nas horas mais difíceis e complicadas, tentando agir de acordo com a melhor situação possível. Por suas personalidades fortes, irão descobrir revelações chocantes, sem falar nas reviravoltas que irão acontecer durante o percurso.


“Escondido em sua podridão, existia um charme e um luxo talvez de épocas passadas. O sobrado em si era a melhor casa da vila, como se tudo tivesse sido construído ao redor dele. Sem dúvida, era a casa que Claudio havia dito.” Pg.93


Mesmo com traços de uma trama enigmática e com toques de terror, o livro em questão é voltado para o público jovem e conquista os leitores por seu carisma e sutileza.


Classificação SEL: 4/5


2 comentários:

  1. Ei Fê gostei da resenha :)

    Adoro livros policiais/suspense, você fica naquela expectativa de descobrir o culpado ( o que eu nunca consigo) e dependendo vem aquele desenrolar surpreendente. Como eu gosto *-*

    Esse livro parece ser legal :)
    Estou lendo um livro policial nacional também, chama "Se arrependimento matasse" ainda estou no inicio mas está bem divertido ;]

    Gabriel - http://umpapoentrepaginas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Nossa amiga adorei sua resenha, esse livro me parece bem interessante. Valeu pela ótima dica de leitura \o/ Bjos

    Conto com seus comentários lá no Leituras, vida e paixões!!!

    ResponderExcluir

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo