16 de agosto de 2013

Resenha: Métrica - Colleen Hoover @galerarecord

Informações do livro:                                 
Título: Métrica
Título Original: Slammed
Autor: Colleen Hoover
Editora: Galera Record
Páginas: 304

Sinopse: O romance de estreia de Colleen Hoover, autora que viria a figurar na lista de best sellers do New York Times, apresenta uma família devastada por uma morte repentina. Após a perda inesperada do pai, Layken, de 18 anos, é obrigada a ser o suporte tanto da mãe quanto do irmão mais novo. Por fora, ela parece resiliente e tenaz; por dentro, entretanto, está perdendo as esperanças. Um rapaz transforma tudo isso: o vizinho de 21 anos, que se identifica com a realidade de Layken e parece entendê-la como ninguém. A atração entre os dois é inevitável, mas talvez o destino não esteja pronto para aceitar esse amor.



Resenha: Dividido em duas partes, Métrica narra uma história de aprendizados únicos e comoventes, diante de figuras dinâmicas e excepcionais, cada um com algo especial para oferecer. Temos a sensação de estarmos dentro de uma poesia inspiradora, conhecendo seus pontos fracos – repletos de sofrimentos – vinculados a sentimentos puros – como o amor.

Layken – preferencialmente conhecida como Lake – e o irmão Kel estão vivendo uma situação difícil depois do falecimento do pai. Consequentemente, como se isso não bastasse, eles se mudam para Michigan, longe da casa que viveram desde que nasceram e tendo que abandonar tudo o que antes era habitual. 

Kel ainda tem nove anos, então aceita a mudança com facilidade, mas Lake, nos seus dezoito anos, se vê muito perdida, arrasada, com raiva e solitária. Quando conhece seu novo vizinho – Will Cooper – começa a ver a vida sob outros ângulos, diante de um ambiente sutil e ameno. Julia Cohen, mãe de Lake e Kel, também ganha destaque por sua irreverência e perspicácia sem limites.
 

“Não acredito que estou mesmo me tornando uma dessas garotas que se derrete por um garoto. Odeio tanto isso. Começo a analisar suas feições com mais atenção, tentando encontrar algum defeito. Não encontro. Até agora, tudo nele é perfeito.” Pg.33


Will revelou ser uma caixinha de surpresa, bem mais interessante e intenso. Ele é imprevisível, e isso é o melhor ponto que o define com certeza. Mas é ai que a gente se engana, porque a melhor definição para este cara que é lindo e divertido é a palavra “slan”. Você sabe o que é? 

É poesia que tem muito a ver com performances, na sua forma mais simples e verdadeira e Will adora poesia de uma maneira bela e sincronizada. Estou me corroendo por não poder falar mais sobre ele – não quero estragar a surpresa dos leitores – mas eu fiquei encantada com este personagem em especial.


“ – É poesia. – Ele sorri para mim. – É disso que gosto.
Será que ele está falando sério? Um cara que é gato, me faz rir e adora poesia? Acho que estou precisando de um beliscão. Ou não... Vai ver é melhor não acordar.” Pg. 47


E tudo começa pelo poder das palavras e de suas emoções revigorantes, sendo que a poesia se apresenta energizante em diversos aspectos, revelando um universo paralelo de sentimentos profundos. 

A relação de Lake e Will pôde ter dado, em algum momento, a sensação de que as coisas estavam indo rápido demais, porém é perceptível a ligação, o desejo inevitável e mágica entre ambos. Não tem como não torcer para que o casal fique junto...não tem como não sofrer com suas dores e se encantar por suas vitórias.


“Queria poder contar a ela sobre Will. Quero contar que, assim que nos conhecemos, senti algo que nunca senti antes por um garoto. Quero falar do nosso primeiro encontro e de como passei a noite inteira com a sensação de que nos conhecíamos há anos. Quero contar sobre a poesia dele, nosso beijo, tudo. E, mais do que tudo, quero contar sobre como foi vê-lo no corredor quando percebemos que nosso destino não estava em nossas mãos. Mas sei que não posso. Não posso contar para ninguém.”Pg.90


E se você, leitor (a), ficou curioso (a) sobre Métrica, posso garantir que tem todos os motivos para iniciar esta leitura. Fique curioso (a) mesmo, porque é uma leitura que vale a pena. Mesmo! Favorito na certa.



Classificação SEL: 5/5


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo