26 de setembro de 2013

Resenha: Aconteceu em Paris - Molly Hopkins @Novo_Conceito

Informações do livro:
Título: Aconteceu em Paris
Evie Dexter - Livro 01
Título Original: It happened in Paris (Evie Dexter #1)
Autor: Molly Hopkins
Editora: Novo Conceito
Páginas: 480
SKOOB  | GOODREADS 



Sinopse: Evie Dexter quer fazer carreira como guia de turismo. Determinada como é, e cheia de coragem por causa de um ou outro drink, ela logo começa a “melhorar” seu currículo. E consegue um ótimo emprego: acompanhar turistas por toda Paris.Agora é só uma questão de se firmar como profissional demonstrando o seu melhor. Mas os vinhos franceses são tão gostosos... E seu tutor, Rob, é bonito demais! O primeiro romance de Molly Hopkins é um livro que todo mundo gostaria de ler. É verdade que você pode se incomodar com o comportamento de Evie quando ela descobre que Rob é muito rico, e pode até ser que você ache que Rob é exageradamente controlador. Mas nada é maior que as gargalhadas que você dará quanto mais conhecer a garota descomedida, apaixonada e com um imenso coração que é Evie. Uma moça como muitas que conhecemos.



Resenha: Aconteceu em Paris” é o livro de estréia de Molly Hopkins. Pelo visto, parece que cada personagem da trama tem um pouco a ver com a autora. É apenas uma suposição, mas pelo fato de ela se descrever que tem mania de procurar coisas que nunca vai usar e que vive tentando perder peso, leva a crer que – depois que o leitor leu o livro – ela foi bem enfática em relação a alguns temas. Esse fato faz com que a aproximação seja bem maior e, consequentemente, passa uma sensação mais verossímil. 

Em paralelo, nota-se que todos os personagens apresentam um conflito interno e mesmo assim vivem de maneira casual e ao mesmo tempo um tanto inconsequentes. E a parte mais incentivadora desta leitura é o modo dinâmico e engraçado pelos quais as cenas são conduzidas. Evie Dexter é uma personagem hilariante. E as vezes você vai parar de ler pra fazer a seguinte pergunta: Como isso é possível? Ou Como ela conseguiu fazer essas coisas? Mas na maior parte das vezes vai simplesmente rir e se divertir junto com ela e suas trapalhadas.

Evie não está num momento muito agradável de sua vida. Desempregada, devendo uma boa quantia de dinheiro e um pouco desorientada, ela quer mudar de rumo e pensa em buscar um ambiente de trabalho que a faça conhecer lugares agradáveis. Já imaginou um trabalho que pague para viajar? Talvez para alguns essa perspectiva seja impossível, mas é provável que todos já tenham sonhado com algo parecido.



“Peguei meu guia de Paris da bolsa e folheei as páginas, tentando decorar o máximo de fatos e informações que pudesse. Estava agitada, nervosa e com as palmas das mãos suadas. Eu queria aquele emprego. O problema é que não poderia ser eu mesma. Certamente essa era a última pessoa que eu deveria ser, porque eu não teria nenhuma chance de conseguir esse emprego.” Pg.48



Apesar de tudo e de toda sua irresponsabilidade, Evie mostrou ser uma pessoa determinada e por meio de algumas omissões e certas mentiras, conseguiu o emprego que tanto ansiava. Sendo guia de turismo e rumo à Paris, a moça nem imaginava por quais situações teria que passar. Ela começou se atrapalhando – como já era de se esperar – mas o mais importante é que no fundo deve saber que vai viver varias aventuras. Não é qualquer pessoa que conseguiria passar por essas situações, pois mesmo estando nervosa, Evie é entusiasmada e tem muita disposição e espírito inovador.

Então ela conhece Rob. Ele não é aquele cara perfeito e isso fica bem claro quando mostra suas imperfeições e partes de uma personalidade arrogante e intensa. Por outro lado, acrescenta pontos imprescindíveis na história. E é justamente ai que entra o diferencial principal de “Aconteceu em Paris”: nenhum dos dois são ingênuos e nem querem representar os mocinhos. E por esse caminho, Rob e Evie se completam e vivem uma romântica e deliciosa história de amor.

Os personagens secundários complementam o enredo com muita alegria e comoção, como por exemplo a amiga e companheira de apartamento, Lulu e suas maluquices, Nikki, seu vizinho e dono de um bar, sua irmã Lexie e suas sobrinhas de três anos de idade – que segundo a própria Evie são uns anjinhos.

O livro também traz suas passagens emocionantes, bem como mensagens de como a vida deve ser aproveitada ao máximo e que cada oportunidade vem junto com boas surpresas. Possui uma narrativa ágil e descontraída, influenciando mais ainda o envolvimento com o leitor. Nas últimas páginas também é possível conferir algumas dicas úteis de viagem da Evie, assim como um questionário alternativo de viagem com suas respectivas respostas.


Classificação SEL: 4/5


Um comentário:

  1. Adorei a resenha! adoro ler e ter uma ideia antes de ler é ótimo! Vou comprar esse livro! Adorei a história! =*

    http://conversaentreirmas.com/

    ResponderExcluir

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo